Quais são as emoções secundárias?

Vergonha, culpa ou orgulho são emoções secundárias, embora também existam muitas outras. Vamos falar sobre as suas características e influências.
Quais são as emoções secundárias?

Última atualização: 11 maio, 2022

As emoções são um tema complexo na psicologia por causa da sua interação com a maioria dos processos mentais. Para melhor compreendê-las, alguns autores propõem diferenciá-las entre primárias e secundárias. Neste artigo, vamos definir, identificar e falar sobre as emoções secundárias.

Aprender mais sobre elas ajuda a melhorar a nossa precisão ao falar sobre os diferentes estados de humor, incluindo o que podemos estar experimentando no presente. Além disso, também nos ajuda a ser mais empáticos com o que as pessoas ao nosso redor podem estar sentindo. Portanto, é algo que beneficia o diálogo que mantemos tanto com nós mesmos quanto com os outros.

Emoções primárias e secundárias

Quando falamos de emoções, estamos nos referindo a uma série de reações muito rápidas que ocorrem no corpo – associadas a um correlato orgânico/objetivo e um correlato subjetivo. Por exemplo, a surpresa que sentimos ao receber um presente inesperado. Seguindo essa linha, as emoções são algo que os humanos têm em comum com outras espécies animais, como os primatas.

No entanto, geralmente se diz que as emoções que compartilhamos com os outros animais são as que chamamos de “primárias”. Recebem esse nome porque são reações que as pessoas manifestam de forma inata, ou seja, elas não são aprendidas. É algo que podemos ver no choro dos bebês ou quando riem diante de uma experiência agradável.

Em geral, costuma-se dizer que existem seis emoções primárias: alegria, tristeza, raiva, medo, nojo e surpresa. No entanto, pesquisas indicam que, dentro da experiência emocional humana, também existem outros tipos de emoções, conhecidas como secundárias. Então, quais são as emoções secundárias?

Bolas com rostos representando emoções
As emoções primárias são seis, enquanto há muito mais emoções secundárias.

Quais são as emoções secundárias?

Não existe uma regra através da qual seja possível definir as emoções como primárias ou secundárias. Por essa razão, temos apenas teorias que abordam diferentes aspectos delas. Entre os modelos mais aceitos estão os de Robert Plutchik e Paul Ekman. A partir do seu trabalho, é possível citar as seguintes emoções secundárias.

Prazer

Essa é uma sensação agradável que as pessoas experimentam quando acontece algo que atende às suas necessidades de alguma forma. Pode-se dizer que é uma versão mais profunda e complexa da alegria. Assim, o prazer pode aparecer quando saciamos a nossa fome ou fazemos alguma atividade de que gostamos.

Culpa

Ao discutir quais são as emoções secundárias, a culpa é uma das que se menciona com frequência. Nesse sentido, as pessoas sentem culpa quando fazem algo contrário à sua moral. Portanto, elas acreditam que merecem receber uma punição por causa de tal ação.

Vergonha

A vergonha é uma emoção geralmente ligada às regras sociais e ao medo de não se conformar a elas. Por exemplo, podemos sentir vergonha se formos a um evento formal usando roupas esportivas, pois, dessa forma, não estaríamos nos “encaixando”. Essa emoção é desagradável e leva as pessoas a evitar situações ou inibir o seu comportamento.

Ciúme

A reação do ciúme geralmente tende a aparecer diante de situações nas quais acreditamos que alguém possa tirar algo que consideramos “nosso”.

Para ilustrar melhor, podemos pensar nos relacionamentos amorosos, por exemplo. Afinal, quem nunca sentiu ciúme quando o parceiro começou a falar com alguém que parecia muito atraente? Esta é uma emoção natural, embora possa se tornar um problema caso se transforme em ciúme doentio.

Orgulho

As pessoas experimentam o orgulho quando se sentem confortáveis com quem são ou com as suas próprias realizações. Muitas vezes, é descrito como uma emoção agradável, mas que também pode assumir conotações negativas. Afinal, o orgulho excessivo pode fazer com que alguém se torne egocêntrico, isolando-se assim na sociedade.

mulher egoísta
O orgulho é uma emoção secundária que, levada ao extremo, pode se transformar em egocentrismo.

Existem emoções secundárias nos animais?

Em relação a quais são as emoções secundárias, os pesquisadores geralmente concordam que elas são exclusivas de humanos e alguns primatas. Portanto, outras espécies, tais como cães ou gatos, não poderiam experimentá-las, ou assim se costuma acreditar. No entanto, um estudo de Morris, Doe e Godsell (2008) sugere que cães e gatos também podem ter emoções como o ciúme.

Para a pesquisa, foram entrevistados cuidadores de animais de estimação como cães e gatos, que relataram esses tipos de reações em seus animais. A conclusão foi que as suas descrições desses comportamentos eram consistentes com sentimentos como prazer e ciúme.

Emoções secundárias: por que são diferentes?

Porém, qual é a principal diferença entre as emoções secundárias e as primárias? A aprendizagem. Assim, poderíamos dizer que as emoções primárias já estão “programadas” no nosso organismo por meio da herança genética. Portanto, não são reações que precisamos aprender, mas sim que simplesmente surgem quando há algum estímulo que possa ativá-las.

Em contraste, as emoções secundárias dependem da aprendizagem. Se olharmos para a vergonha, por exemplo, perceberemos que este não é um sentimento universal. Assim, há pessoas que dão pouca importância aos padrões de vestimenta e só se vestem como querem, independentemente da opinião social. Enquanto isso, outros se preocupam muito em se manter de acordo com certos padrões.

Por sua vez, no caso da culpa, esta é uma emoção associada ao sentido moral, que é subjetivo e varia de pessoa para pessoa. Assim, enquanto alguém pode se sentir culpado por roubar, outro pode fazer o mesmo sem nenhum remorso.

Para finalizar o tópico de quais são as emoções secundárias, poderíamos dizer que elas são reações variadas e subjetivas. Assim, fatores como cultura, moral, ética e aprendizagem podem influenciar a forma como se manifestam e são vivenciadas. Por esta razão, é difícil elaborar uma teoria que possa englobá-las e descrevê-las de forma universal.

This might interest you...
Herpes por estresse: emoções que se transformam em bolhas
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Herpes por estresse: emoções que se transformam em bolhas

O herpes por estresse é uma condição comum, fato que nos mostra mais uma vez como nossas emoções modificam e alteram a saúde e o equilíbrio orgânic...



  • Morris, P. H., Doe, C., & Godsell, E. (2008). Secondary emotions in non-primate species? Behavioural reports and subjective claims by animal owners. Cognition and emotion, 22(1), 3-20.