Reabilitação psicossocial: a arte de reconstruir vidas

outubro 13, 2019
Viver com uma doença mental não é fácil. Geralmente, os pacientes perdem a conexão com a vida que tinham antes da doença, e isso não favorece a sua recuperação. A reabilitação psicossocial se apresenta como uma abordagem holística que ajuda pacientes/clientes a reconstruírem suas vidas e a vivê-las o mais plenamente possível.

Neste artigo falamos sobre um enfoque que está ajudando muitas pessoas que sofrem de transtornos psicológicos. A reabilitação psicossocial se tornou importante nos tratamentos que auxiliam os pacientes a controlarem seus sintomas. Isso implica uma melhora notável da sua adaptabilidade.

A reabilitação psicossocial é uma parte muito útil de programas de tratamento integral e holístico. Promove a recuperação, estimula a integração comunitária e melhora consideravelmente a qualidade de vida das pessoas que se beneficiam dela.

O principal objetivo dessa estratégia terapêutica é o desenvolvimento de habilidades e a identificação de pontos fortes. Tudo isso melhora as capacidades das pessoas que sofreram alguma alteração psicológica.

Os pacientes diagnosticados como crônicos podem retomar suas vidas, seus trabalhos e seus relacionamentos.

Até os anos 70, pessoas que sofriam de doenças mentais graves eram institucionalizadas. Hoje em dia, há um trabalho contra a estigmatização dessas pessoas. A ideia é que elas possam viver de maneira mais independente, longe dos preconceitos e integrando-se plenamente às comunidades em que vivem.

Princípios-chave da reabilitação psicossocial

Capacitação

A reabilitação psicossocial é, na realidade, um processo cujo objetivo é a recuperação completa da pessoa. Centra-se na capacitação e no desenvolvimento de habilidades de enfrentamento para os problemas que precisam enfrentar.

Assim como cada pessoa é única e individual, a reabilitação psicossocial funciona em programas individualizados, ajudando os pacientes a encontrarem novos significados para suas vidas, além de esperança e crescimento pessoal.

Métodos em reabilitação psicossocial

Os métodos podem variar, mas as principais intervenções envolvem criar consciência do transtorno, treinar habilidades cognitivas, o apoio, a formação e o ambiente de trabalho e de lazer.

Muitas pessoas não têm total consciência da sua doença. Na reabilitação psicossocial, as pessoas aprendem a reconhecer a sintomatologia da sua doença, a pedir ajuda quando a detectam e a seguir alguns dos padrões comportamentais de autocuidado.

O treinamento em habilidades cognitivas é outro dos pontos fortes da reabilitação psicossocial e foca em técnicas de atenção e concentração, de classificação, de planejamento e de memória.

Da mesma forma, são direcionados programas para o desenvolvimento de habilidades sociais, familiares e profissionais.

Os princípios-chave da reabilitação psicossocial

Os profissionais de saúde mental que trabalham neste campo são aqueles que ajudam e orientam os pacientes com base em princípios básicos.

Consideram que todas as pessoas contam com um potencial que pode ser desenvolvido e trabalham especialmente sobre os pontos fortes de cada uma. Da mesma forma, todos os pacientes têm direito à autodeterminação.

Dá-se mais ênfase aos pontos fortes do indivíduo do que aos seus sintomas, e ao fato de que as necessidades de cada pessoa são diferentes.

A eficácia da reabilitação psicossocial

Uma enfoque holístico

Esse tipo de terapia trabalha diferentes aspectos do indivíduo a fim de ajudá-lo a desenvolver suas capacidades. As habilidades sociais, a autoestima, a resolução de problemas, a resiliência e o gerenciamento do estresse são habilidades especialmente reforçadas na reabilitação psicossocial.

No âmbito ocupacional, os profissionais da reabilitação psicossocial entendem que as pessoas melhoram significativamente suas conexões sociais ao se sentirem produtivas. Tal fato aumenta a autoestima e melhora a qualidade de vida em geral.

Nesse sentido, são desenvolvidos planos personalizados para ajudar o paciente a restaurar sua vida profissional.

A moradia e as relações sociais também fazem parte dos programas de reabilitação psicossocial. O objetivo é que essas pessoas possam viver em suas próprias casas, individualmente ou em família. Também contempla acomodações em lares compartilhados.

O treinamento em habilidades sociais relacionadas à compreensão emocional, às habilidades verbais e à comunicação não verbal permite que pacientes cujas relações foram prejudicadas devido a sua doença mental recuperem seu senso de pertencimento e satisfaçam suas necessidades de socialização.

A eficácia da reabilitação psicossocial

Há um bom volume de evidências científicas acumuladas que sustentam a eficácia desses tratamentos e seu efeito benéfico em pessoas que sofrem de algum transtorno psicológico que debilita ou diminui sua qualidade de vida.

É um enfoque que está se mostrando bem-sucedido em muitos países ao redor do mundo.

Em transtornos graves como a esquizofrenia, a reabilitação psicossocial está sendo fundamental para recuperar áreas do paciente, como o funcionamento social, a recuperação profissional e o desfrutar de uma vida independente.

Wang, L., Zhou, J., Yu, X., Qiu, J., & Wang, B. (2013). Psychosocial Rehabilitation Training in the Treatment of Schizophrenia Outpatients: A Randomized, Psychosocial Rehabilitation training-and Monomedication-Controlled Study. Pakistan journal of medical sciences, 29(2), 597–600.

Sundaram, S. K., & Kumar, S. (2018). Tracing the development of psychosocial rehabilitation from its origin to the current with emphasis on the Indian context. Indian journal of psychiatry, 60(Suppl 2), S253–S257. doi:10.4103/psychiatry.IndianJPsychiatry_437_17

Cherry, Kendra (2019) What Is Psychosocial Rehabilitation? Verywell Mind. Recuperado de https://www.verywellmind.com/psychosocial-rehabilitation-4589796