Recuperar a alegria

Lidar com as adversidades se torna complicado quando todas elas aparecem ao mesmo tempo. No entanto, em qualquer situação, a alegria é trabalhada de dentro para fora.
Recuperar a alegria

Última atualização: 24 Novembro, 2021

Há momentos na vida que parecem corroborar aquela frase que diz que os infortúnios nunca vêm sozinhos. Às vezes parece que tudo está dando errado para nós e é difícil encontrar a luz no fim do túnel. No entanto, se fizermos um esforço para recuperar a alegria, encontraremos a paz necessária para superar esta difícil situação.

A vida é feita de ciclos, alguns mais positivos do que outros. A única verdade irrefutável é que é resulta impossível não enfrentar a frustração, decepção ou tristeza em algum momento da vida. Porém, está em nossas mãos não nos deixar levar pelo desespero e trabalhar mentalmente para recuperar a alegria.

Por que perdemos a alegria?

Cada um de nós tem um limiar diferente para a dor emocional. Algumas pessoas têm mais destreza do que outras para enfrentar complicações com otimismo e esperança. Em qualquer caso, quando várias áreas de nossa vida não estão funcionando da maneira esperada, é comum a tristeza se instalar em nós.

Apoie o casal para recuperar a alegria

Existem principalmente quatro áreas que, dependendo de seu status, determinam o grau de satisfação com a vida de uma pessoa :

  • Família : temos bons laços afetivos com nossos parentes. Sentindo que pertencemos, que somos aceitos, apoiados e amados.
  • Amigos: relacionamentos sociais bem-sucedidos são muito importantes para uma boa saúde física e mental. Todos nós precisamos ter amigos verdadeiros por quem nos sintamos compreendidos e valorizados.
  • Casal : para muitas pessoas, estabelecer um relacionamento é um dos pilares fundamentais da vida. Ter alguém com quem amor, respeito e compromisso sejam mútuos.
  • Trabalho : atuar em um trabalho que não gostamos pode minar significativamente nosso humor, uma vez que é o lugar onde passamos a maior parte de nossos dias. Por outro lado, estar desempregado é um sério golpe emocional, pois tira nossa independência e às vezes afeta nosso senso de valor pessoal.

Um monte de infortúnios

Quando, em geral, nossa situação pessoal em todas as áreas é favorável, podemos lidar se uma delas falha. Se acabamos o relacionamento com nosso parceiro, podemos contar com nossos amigos e familiares. Por outro lado, se surgir um problema familiar, é mais fácil lidar com o apoio do nosso parceiro.

A dificuldade surge quando várias dessas áreas oscilam ao mesmo tempo. Se perdermos nossa independência financeira ao mesmo tempo em que nosso parceiro nos abandona e não temos amigos em quem confiar, podemos sentir uma angústia muito real.

Nossa mente começará a vagar por tudo que não saiu como queríamos e nos encontraremos tão confusos e desorientados que não saberemos como continuar. É nessa época que as emoções negativas nos dominam e nos sentimos impotentes para combatê-las.

Andar por uma estrada

Como recuperar a alegria?

  • Mantenha a calma, você pode usar alguma técnica de relaxamento para conseguir fazer isso. Quando controlamos nossa respiração, a mente fica calma ao mesmo tempo. Estar em pânico não ajudará em nenhuma circunstância, então sempre tente manter um baixo nível de excitação.
  • Aceite a realidade. Lutar contra a corrente só vai servir para te fatigar e te deixar ainda mais desesperado. Aceitar que as coisas são como são permitirá que você amplie sua perspectiva. Agora você está em um momento difícil, mas é temporário e você vai sair na frente.
  • Aceitar não é renunciar. É reconhecer onde você está e começar a agir a partir daí. Tome decisões para mudar sua situação, mas não tente consertar todas as frentes ao mesmo tempo. Aja passo a passo, sentir-se mais perto de seu objetivo a cada dia o encorajará a continuar.
  • Acostume-se a apreciar e ser grato pelo que tem em sua vida. Embora algumas coisas possam não funcionar, outras certamente funcionarão. Aprenda a valorizar os pequenos detalhes da vida e a encontrar felicidade neles. Dessa forma, você não deixará espaço em sua mente para a negatividade.
  • Cuide dos seus pensamentos, pois são eles que geram as suas emoções. Troque seu discurso interno derrotista por um que o lembre de seus pontos fortes e o motive a continuar.
  • Cuide-se, não se deixe levar pela apatia. Todos os dias, faça pequenas atividades que sejam gratificantes para você. No final das contas, a vida é como andar de bicicleta: para manter o equilíbrio, é preciso seguir em frente.
Pode interessar a você...
Viver sem alegria: quando normalizamos o desânimo
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Viver sem alegria: quando normalizamos o desânimo

Viver sem alegria é como existir sem sentir as batidas do próprio coração, o impulso das expectativas, a força da esperança diária.



  • Librán, E. C. (2002). Optimismo disposicional como predictor de estrategias de afrontamiento. Psicothema14(3), 544-550.
  • Fernández Peña, R. (2005). Redes sociales, apoyo social y salud. Perifèria: revista de recerca i formació en antropologia, (3).