É possível reduzir os sintomas da depressão em 5 minutos

É possível reduzir os sintomas da depressão em 5 minutos

setembro 29, 2017 em Psicologia 767 Compartilhados
Mulher tentando reduzir os sintomas da depressão que sente

Será que é possível reduzir os sintomas da depressão em pouco tempo? Eles são evidentes em alguns casos, mas nem tanto em outros. Às vezes tanto o indivíduo quanto as pessoas com quem convive desconhecem o que é estar deprimido: isso acontece principalmente com as crianças e as pessoas mais velhas. O contrário também acontece. Uma pessoa que está temporariamente triste ou melancólica é diagnosticada por todo mundo como deprimida, sem que realmente esteja.

Quando falamos sobre depressão, estamos tratando de uma condição mental que ultrapassa os limites de uma tristeza normal. É um estado que não surge de um dia para o outro, sendo que em muitos casos demora anos para se manifestar plenamente. Geralmente há elementos, variáveis, estruturas ou fatores neurofisiológicos comprometidos, embora nem sempre a depressão se origine neles, muitas vezes é o que acontece.

 “Você não pode evitar que o pássaro da tristeza voe sobre a sua cabeça, mas pode impedir que ele faça um ninho nos seus cabelos.”
-Provérbio chinês-

Os sintomas típicos da depressão incluem desânimo, tristeza, irritabilidade e sensação de cansaço ou falta de energia. Também aparecem sentimentos de impotência e rejeição de si mesmo ou da própria imagem. Aparecem pensamentos e sensações associadas ao abandono, à culpa e à necessidade de proteção.

Pintura de mulher escondendo o rosto

Sintomas da depressão não tão evidentes

Há sintomas da depressão que são muito menos evidentes. Geralmente isso ocorre com pessoas que detectam a situação “de maneira pré-consciente”. Isso quer dizer que elas conseguem percebem que há alguma coisa que não está funcionando bem. Porém, não conseguem identificar com exatidão o problema nem reconhecem a importância que situação realmente tem. O que fazem é desenvolver algumas condutas que permitem ignorar ou ocultar a situação.

Um dos sintomas da depressão é a presença de hábitos estranhos de alimentação e sono. Por exemplo, quando as pessoas são excessivamente envergonhadas com relação ao que comem e frequentemente sentem nojo dos alimentos. Ou têm horários caóticos para se alimentar e às vezes ficam sem se alimentar durante mais horas do que o habitual. A mesma coisa acontece com o oposto. Aquelas pessoas que, para preencher o vazio que sentem, não param de comer.

Outro sintoma encoberto nas pessoas com depressão pode ser a inquietação por projetar uma alegria que não sentem e na qual, no fundo, as outras pessoas também não acreditam. Além disso, em relação ao comportamento social, poderíamos dizer que essas pessoas se relacionam com todo mundo, mas evitam uma aproximação real. Elas não passam muito tempo com outras pessoas e sempre têm muitos pretextos para não ir a uma reunião, um passeio, etc.

Por outro lado, outro dos sintomas encobertos da depressão tem a ver com a sensibilidade emocional das pessoas que estão nessa situação. Essa sensibilidade pode estar muito “à flor da pele”. Assim, sua alegria é excessiva nos poucos momentos em que estão felizes. Por outro lado, ficam furiosas com fatos que para outras pessoas, ou para elas mesmas em outro momento, passariam despercebidos. Elas choram em situações em que não haveria essa necessidade. Nesses casos também pode haver uma depressão encoberta.

Uma técnica de 5 minutos para reduzir os sintomas da depressão

Em 2007, um grupo de pesquisadores da Universidade de Essex, no Reino Unido, realizou um experimento para avaliar o efeito da natureza no estado de espírito das pessoas. Eles partiram da ideia de que um ambiente natural melhora a atitude das pessoas. No entanto, descobriram que o impacto era muito maior do que haviam suposto nas hipóteses iniciais.

Os especialistas concluíram que, num espaço de apenas 5 minutos, o contato com a natureza conseguia reduzir os sintomas da depressão em até 70%. Intuitivamente, todo mundo sabe que se estamos desanimados não é uma boa ideia ficarmos trancados em casa. O que nós não sabíamos é que o lugar perfeito para processar as emoções negativas era uma floresta, um jardim ou qualquer outro lugar em que podemos ter contato com a vida na natureza. Também desconhecíamos que para experimentar o efeito que esse contato produz não é preciso muito tempo: 5 minutos bastam.

Pintura de borboleta

Atualmente, há várias correntes que se definiram como “ecoterapias”. São abordagens que defendem como pode ser esclarecedor para nós retomarmos o contato com a natureza. Elas afirmam que em todos os casos esse contato dá origem a um vínculo que cura. Várias pesquisas comprovaram que ficar em um ambiente mais puro durante um curto espaço de tempo, e deixando os problemas para trás, recarrega nossos níveis de energia.

Vale a pena procurar o contato com a natureza como complemento à terapia formal para reduzir os sintomas da depressão, sejam os típicos ou os encobertos. Você precisa apenas procurar um lugar verde e ficar nele durante pelo menos cinco minutos. O contato pacífico com outras formas de vida ativa a sensação de bem-estar e nos ajuda a restaurar o equilíbrio emocional. Não custa nada e toma pouco tempo do seu dia. Tente você também.

Recomendados para você