Os relacionamentos são o espelho no qual vemos a nós mesmos

Os relacionamentos são o espelho no qual vemos a nós mesmos

maio 6, 2016 em Emoções 148 Compartilhados
Os relacionamentos são o espelho no qual vemos a nós mesmos

O mundo dos relacionamentos humanos inevitavelmente nos interessa e nos afeta, não podemos ficar indiferentes a este fato. Vamos aprendendo a descobrir quem somos através dos olhos dos outros, e cada pessoa que encontramos durante o curso de nossas vidas pode nos trazer algo diferente.

Você permanece aberto à possibilidade de que qualquer pessoa pode trazer algo importante para sua vida? Dependendo da nossa abertura, isto será mais ou menos verdade; o importante é reconhecer que cada pessoa tem esse potencial em nossas vidas, assim como temos na vida dos outros; estar atentos a essa possibilidade e tirar proveito dela depende de cada um.

Os relacionamentos como uma oportunidade de aprendizado

Todo relacionamento que vivemos é potencialmente importante. Qualquer encontro que tenhamos pode nos fazer descobrir muitas coisas sobre nós mesmos. Seja em nossos relacionamentos amorosos, com a família, com os nossos amigos, relacionamentos casuais e relações de trabalho. Qualquer tipo de relacionamento pode ter um impacto sobre nós.

Todo relacionamento torna-se uma oportunidade para ver como reagimos a cada pessoa; como nos comunicamos, como nos sentimos, o que nos aborrece, quais os comportamentos que nos agradam, quais nos produzem raiva e fúria, etc.

Relacionamentos

Quando colocamos o foco na outra pessoa no que diz respeito à forma como nos sentimos, estamos perdendo uma perspectiva valiosa. Não foi a outra pessoa que criou uma emoção, fui eu quem tive essa reação diante do seu comportamento, o qual posso investigar e ver de onde vem, como uma oportunidade para ver o que isso tem a ver com minha vida.

Para uma pessoa reagir assim, supõe-se que ela seja muito consciente de que não é a outra pessoa que provoca raiva, desconforto ou tristeza em nós, tampouco é ela quem gera felicidade, alegria ou entusiasmo. Todo o repertório de emoções, sejam elas agradáveis ou desagradáveis, são geradas  por nós mesmos através da conexão. São respostas que emitimos sobre a nossa experiência e nosso sistema de crenças.

O relacionamento como um espelho de mim mesmo

Há muitos sentimentos, desejos e intenções dos quais, por certas razões, nos envergonhamos, e acabamos rejeitando-os completamente. São partes de nós que não estamos dispostos a ver; e para nos defender utilizamos a projeção. Projetamos em outras pessoas aquilo que não estamos dispostos a ver em nós mesmos.

Temos reações emocionais que ativam a projeção, e elas podem ser tanto positivas quanto negativas. Nas positivas você está refletindo na outra pessoa uma parte que você gosta em si mesmo, que você valoriza e aprecia, e da qual você não é consciente. Nas negativas você está refletindo algo que censura, uma parte de você que você não gosta, fazendo todo o possível para evitar ter de reconhecer; isso implica um conflito interno que interfere nos relacionamentos.

O interessante em poder reconhecer nossas projeções é ver como as nossas atitudes e percepções em relação às pessoas e ao mundo que nos rodeia são essencialmente as ideias rejeitadas que abrigamos em nós mesmos.

relacionamento-rejeição

Os seus relacionamentos dizem muito sobre você

Qualquer pessoa pode nos proporcionar um grande amor, uma boa companhia e aprendizados importantes. Tornamo-nos exigentes esperando que isso chegue a nós vindo de fora, no entanto, trata-se de uma questão interna. Tudo que é significativo para nossa vida aparece quando estamos abertos a recebê-lo.

Ninguém pode nos oferecer integridade, força e estabilidade, e não é justo que cobremos esta responsabilidade de outras pessoas. Tudo isso vem de dentro, e é facilitado através dos relacionamentos que mantemos.

Recomendados para você