Os 5 segredos do autocontrole segundo o budismo tibetano

17 Fevereiro, 2021
Os segredos do autocontrole não têm mistério. Trata-se apenas de aplicar o bom senso para levar uma vida na qual a mente e o coração não fiquem constantemente estimulados e excitados.

Apesar de todos gostarmos de manter a calma nos momentos difíceis, nem sempre temos sucesso. Às vezes, esse estado de tranquilidade não vem quando chamamos. Outras vezes, não desenvolvemos as ferramentas para parar os impulsos, ou talvez não conheçamos as estratégias para conseguir fazer isso. Consequentemente, os segredos do autocontrole de acordo com o budismo tibetano podem ser de grande ajuda nesses tipos de circunstâncias.

Nossos instintos nos levam a reagir impulsivamente quando nos sentimos ameaçados. Teoricamente, se esperarmos cerca de 10 minutos antes de reagir, multiplicamos por 10 as chances de oferecer uma resposta correta para a situação. Este seria o primeiro dos segredos do autocontrole, mas este, especificamente, é mais ocidental do que tibetano.

Tentar controlar nossas próprias reações sem sucesso é o roteiro que leva à escravidão do medo”.
-Giorgio Nardone-

O budismo tibetano tem maneiras muito famosas de alcançar esse equilíbrio interno. Elas têm a ver com uma preparação prévia, com um estilo de vida que o torne possível manter a paz interiorA seguir, apresentamos cinco dos segredos do autocontrole que os orientais nos deram.

1. Meditar é um dos segredos do autocontrole

Você não pode viver ao acaso e esperar que esse estilo de vida o leve à bonança. Um dos objetivos da meditação é precisamente moldar a mente para que ela se torne mais resistente e eficaz contra o ataque das tempestades emocionais.

Para os budistas tibetanos, um dos segredos do autocontrole é encontrado na meditação. Você não precisa se tornar um monge ou algo do tipo. Simplesmente reserve 5 minutos por dia para se concentrar na sua respiração e nos seus sentidos. Isso aumenta a autoconsciência e tira a energia dos impulsos que aparecem repentinamente.

Meditação: segredos do autocontrole

2. Comer

Certamente muitos ficarão surpresos com o fato de que comer é um dos segredos do autocontrole. No entanto, isso é verdade. Quando o cérebro não tem reservas de glicose suficientes, é mais provável que ele pense com menos clareza. Da mesma forma, manter o controle é um exercício extenuante, que exige muito dos estoques de glicose.

Aqueles com um baixo nível de açúcar no sangue têm uma maior probabilidade de se envolver em comportamentos compulsivos. A solução é não comer açúcar, pois ele provoca um choque glicêmico que pode ser contraproducente. A melhor coisa a fazer é comer alguma proteína, como carne ou oleaginosas, e não ficar muito tempo sem comer.

3. Fluir como as ondas

As emoções humanas não são estáticas, mas mudam continuamente. Se fosse possível fazer um gráfico da sua dinâmica, diríamos que se comportam como as ondas do mar:  começam a subir, atingem o pico e vão diminuindo gradativamente até desaparecer.

É importante estarmos conscientes disso, pois nos momentos em que uma emoção muito forte se apodera de nós, provavelmente o mais adequado não é reprimi-la, mas deixá-la completar seu ciclo. O aconselhável é manter 10 minutos de quietude para que a raiva , o medo, ou o que seja tenha tempo de atingir seu ápice e comece a diminuir.

4. Fazer exercícios

Outro dos segredos do autocontrole é o exercício. A atividade física é positiva em todos os sentidos,  pois contribui para manter uma boa saúde corporal e mental. Também nos ajuda a eliminar o estresse e nos faz experimentar uma sensação de bem-estar.

O exercício permite que um neurotransmissor chamado GABA seja liberado. O efeito é uma sensação de serenidade. Portanto, não é uma má idéia, se você se sentir muito zangado ou estiver com uma emoção invasiva em sua mente, sair para dar uma volta. É aconselhável fazer pelo menos 10 minutos de exercícios diários.

Garota correndo em escadas

5. Dormir bem é o último dos segredos do autocontrole

Muitas das chaves para uma boa saúde mental são encontradas no ato de dormir. A fadiga, por si só, cria uma sensação de irritação e intolerância que é difícil de ignorar. Uma pessoa que não dorme bem é significativamente mais propensa a se deixar levar por emoções negativas descontroladas.

Da mesma forma, não dormir reduz os níveis de glicose à sua expressão mais baixa. Isso explica por que quem tem insônia ou está devendo sono busca, principalmente, itens açucarados. Ainda assim, nada pode substituir o efeito de um sono profundo e reparador. Poderíamos dizer que esta é a base da nossa saúde mental.

Os segredos do autocontrole são dicas inúteis se não forem postas em prática. Perder o controle não é sinônimo de fraqueza ou falta de caráter. No entanto, na maioria das vezes, a única coisa que conseguimos é dizer ou fazer coisas estúpidas das quais nos arrependemos mais tarde.

  • González-Alvarez, R., Torres-Estévez, G., Armas, P. D., & Varela-Izquierdo, N. (2012). Diseño de un procedimiento para realizar el autocontrol del sistema de gestión integrado de capital humano. Ingeniería Industrial, 33(1), 41-49.