Sentei-me na frente do espelho para falar com meu reflexo

Sentei-me na frente do espelho para falar com meu reflexo

17, maio 2017 em Psicologia 419 Compartilhados
Sentei-me na frente do espelho para falar com meu reflexo

Hoje eu me sentei na frente do espelho para falar com meu reflexo, para aceitar que eu não sou perfeita, mas é assim que eu me amo. Ao me olhar pela primeira vez além da minha simples aparência entendi que o que eu sou e como sou reflete todas e cada uma das experiências que já vivi.

Hoje eu aprendi que a vida se reflete na pele e as esperanças nos olhos, e embora digam que os olhos são o espelho da alma, também são a porta da esperança. Talvez seja difícil olhar no espelho e ver não apenas a nossa aparência, mas olhar além do nosso próprio reflexo, ver que realmente não são somos apenas feitos de carne e sangue, mas que estamos feitos de experiências, esperanças e sonhos.

As rugas são o reflexo das preocupações nos olhos e das gargalhadas na boca. São o reflexo das palavras que não dissemos e das que escaparam da gente com força e depois nos arrependemos. São uma parte de nós, uma parte que nos ajuda a construir-nos, uma parte que diz ao mundo como somos.

Talvez olhar diretamente para a sua alma, em vez de sua aparência quando se olha no espelho, seja uma tarefa muito complicada. Geralmente isso acontece quando enfrentamos o passado em vez de olhar para o futuro, quando ficamos presos no que foi perdido em vez de valorizar tudo aquilo que conseguimos. Quando pretendemos que nossa pele e nosso ser físico sejam perfeitos, porcelana, como se fôssemos bonecos sem vida.

espelho-quebrado

O passado serve para aprender

Mas acontece que somos mais do que se pode ver, somos passado, e seu reflexo cobre nossa pele. Porque o passado nos ensinou de onde viemos, mas não determina para onde vamos. Porque somos nós mesmos que dirigimos os nossos pés.

Embora seja preciso ter em mente que o passado serve para aprender, não para ficar agarrado a ele, o passado é parte do que somos, mas não define o que podemos ser. O passado, no fim das contas, é a estrutura, os tijolos que construímos, mas não nosso interior.

Lembre-se de que não somos o reflexo do que determinou o passado, nós somos aquilo que lutamos para ser amanhã. E mesmo que tenhamos presente nosso próprio passado, aprendemos com os erros e não deixamos que determinem todos e cada um dos nossos passos.

reflexo-mulher

O futuro é um reflexo do que pode ser

Ao escutar o meu reflexo, falando sem medo do futuro que queria ver através do espelho, eu entendi que o desejo de lutar por aquilo que eu realmente quero tem mais valor do que os tropeços do passado do qual eu vim. Porque muitas vezes não devemos focar na realidade tal e como ela é, mas sim naquela que podemos conseguir se fizermos o que nos propomos.

Talvez demore para ter o futuro que queremos, mas somente aquele que é paciente e não desiste consegue o que quer, não importa o quão longe estão os seus objetivos. Não se render diante das dificuldades é sempre uma virtude, aprender com os erros é uma habilidade, e não ficar apaixonado pela pedra que nos fez tropeçar é um sinal de inteligência.

Hoje eu me sentei na frente do espelho para falar com o meu reflexo e entendi que sou tudo o que eu vivi e eu vou ser tudo que quiser ser. Está em minhas mãos lutar pelos meus sonhos e aprender com meus erros. Em suma, os sonhos estão ao alcance daqueles que se conhecem além da imagem que projetam, porque ninguém é perfeito, mas sim sabiamente imperfeito.

Recomendados para você