3 sinais de alerta da depressão pós-parto

· outubro 6, 2018

Dar à luz costuma ser um dos momentos mais bonitos da vida de toda mulher. No entanto, isso não é assim para todas as mulheres, porque em alguns casos, as semanas e meses seguintes podem se tornar um verdadeiro inferno. É por isso que você precisa conhecer os sinais de alerta da depressão pós-parto.

A verdade é que a depressão pós-parto, embora não seja muito comum, pode complicar a vida das mães. De acordo com um estudo sobre a depressão pós-parto realizado pela Suavinex, na Espanha, mais de um terço das mães espanholas dizem ter sofrido com esse transtorno de humor. Portanto, com este artigo, pretendemos ensinar a reconhecer e identificar os sintomas mais comuns.

“Diante da incompreensão dos processos esperados durante o puerpério, acreditamos que tudo está errado quando é simplesmente uma perda de identidade, perda de referências externas ou diferentes situações de solidão, desamparo ou angústia que merecem ser levados em conta como aquilo que são, sem disfarçá-los com falsas interpretações”.
-Laura Gutman-

Esclarecimentos sobre os sinais de alerta de depressão pós-parto

Antes de começarmos, é necessário advertir sobre os sinais que vamos comentar em seguida. Por um lado, não é necessário que você apresente todos os sintomas para sofrer desta condição. A experiência de cada mulher com a depressão pós-parto será diferente. Por isso, este guia serve somente como referência, mas no final, a única pessoa que sabe como realmente se sente no puerpério é você.

Por outro lado, muitas pessoas sentem alguns dos sintomas aqui mencionados sem muita frequência. Os sinais de alerta da depressão pós-parto não funcionam dessa maneira. Um dos maiores indicadores que você sofre com essa situação é que seu humor seja semelhante ao que mencionaremos adiante, de forma constante e, pelo menos, por várias semanas.

Finalmente, às vezes é difícil detectar a depressão pós-parto porque ela pode apresentar comorbidade; isto é, pode ocorrer ao mesmo tempo que outros problemas psicológicos. Portanto, é importante familiarizar-se com esses sintomas para identificá-los a tempo e consultar um especialista.

Os sinais da depressão pós-parto

Lista dos sintomas mais comuns da depressão pós-parto

Agora, vejamos alguns dos sinais de alerta mais comuns da depressão pós-parto.

1- Você se sente sobrecarregada

Quando uma mulher dá à luz, ela geralmente se sente um pouco saturada. Isso é totalmente normal e acontece com muitas novas mães. No entanto, em uma depressão pós-parto, esse sintoma se torna muito mais grave e frequente.

Assim, as mulheres que sofrem dessa condição acreditam que nunca conseguirão se sair bem e que estão fadadas ao fracasso como mães. Elas têm a impressão de que vão fracassar e de que estão fazendo mais mal do que bem ao bebê. Esses pensamentos tendem a surgir acompanhados por outros problemas, como uma ansiedade generalizada e constante.

Por outro lado, esse sintoma poderá aparecer independentemente da mãe estar realizando bem o seu trabalho ou não. Em geral, o problema vem de uma série de crenças irracionais, e não de um defeito real.

2- Sentimento de culpa

Um dos sinais de alerta mais dolorosos da depressão pós-parto é a culpa. Às vezes, as mães com esse problema se martirizam, achando que não deveriam se sentir assim. Elas acreditam que deveriam estar mais felizes, ou que a sua incapacidade de estar feliz com a maternidade é um sinal de que não estão preparadas para serem mães.

Às vezes, as mulheres com depressão podem sentir alguma rejeição em relação ao bebê. Elas se perguntam por que não o amam tanto e de forma natural como sempre ouviram que aconteceria. Assim, o fato de ficarem ruminando sobre este assunto as leva a se afastarem ainda mais dele.

Este problema é causado, principalmente, pelas expectativas exageradas em relação à maternidade. A verdade é que ter um filho é algo que nos proporcionará momentos maravilhosos, mas também fará com que outros ruins aconteçam. Em qualquer caso, o pós-parto é um golpe de realidade, uma mudança de vida e de identidade que leva um tempo para administrar e que, por outro lado, não é fácil, dadas as expectativas sociais que são assumidas.

3- Emoções descontroladas

O último dos sinais de alerta da depressão pós-parto é o aparecimento de sentimentos muito poderosos e que mudam constantemente. Assim, uma mãe com esse problema poderá sentir tristeza em um determinado momento, depois irritação, felicidade ou agonia. É uma mistura de emoções. Essas mudanças tendem a esgotar a pessoa e fazê-la sentir-se mal consigo mesma.

De certa forma, é normal que as emoções fiquem um pouco alteradas depois de ter um filho. Isso acontece com quase todas as mulheres que dão à luz. No entanto, no caso da depressão pós-parto, as emoções ficam muito desajustadas.

A razão é que, devido às emoções intensas de sobrecarga e ansiedade que a pessoa tem, o restante dos sentimentos também ficarão fora de controle. Além disso, as crenças irracionais que acompanham a maternidade também agravam esse sintoma.

Mãe com depressão pós-parto

O que fazer diante da depressão pós-parto?

Como você pode ver, os sintomas desta depressão podem ser bastante graves. No entanto, a primeira coisa que você deve lembrar é que é normal que este momento seja complicado. Esta situação acontece com muitas mulheres e nem por isso elas deixam de ser boas mães ou têm um problema intratável.

Dito isso, se você acha que pode estar sofrendo de uma depressão pós-parto, é aconselhável que procure ajuda profissional. Um psicólogo especializado poderá ajudá-la a gerenciar as suas emoções e sentimentos. Além disso, buscar ajuda permitirá aproveitar muito mais esse momento tão especial da maternidade.