Síndrome do homem irritável: a crise dos quarenta anos?

Síndrome do homem irritável: a crise dos quarenta anos?

setembro 15, 2017 em Psicologia 2320 Compartilhados
Síndrome do homem irritável: a crise dos quarenta anos?

A síndrome do homem irritável é definida como um estado de hipersensibilidade, ansiedade, frustração e raiva que ocorre nos homens e está associada às mudanças bioquímicas, flutuações hormonais, estresse e perda da “identidade masculina”.

É uma síndrome pouco conhecida, mas muito comum. A verdade é que o termo é recente, mas reflete uma realidade que, aparentemente, está relacionada com o equilíbrio hormonal e as encruzilhadas socioemocionais com as quais temos que lidar nessa fase da vida.

Em 2002, o cientista escocês Gerald Lincoln, da Unidade de Reprodução Humana do Conselho de Pesquisa Médica, compartilhou os resultados de um estudo de vários anos que media o nível de testosterona em animais do sexo masculino. Ele verificou, como mostra seu relatório, que a diminuição progressiva desse hormônio os tornou mais irascíveis, sensíveis e pouco comunicativos no aspecto sexual.

Havia poucas pesquisas sobre esse assunto e Jed Diamond decidiu estudar sobre essa síndrome. Em 2004, ele publicou o livro “A Síndrome da Irritabilidade Masculina”, no qual mostrava um problema que vinha percebendo há anos nas consultas com homens de 40 a 50 anos.

Os homens estudados relatavam falta de energia, pouca motivação, diminuição do desejo sexual e mudanças significativas de humor: mais irritabilidade, depressão e agressividade. Tomaram como exemplo o Zangado, o anão da Branca de Neve, que estava sempre mal-humorado.

De acordo com o Dr. R. Petty, diretor da Wellman Clinic de Londres e especialista no estudo deste estado psicológico masculino, a Síndrome do Homem Irritável afeta 50% dos homens com mais de 45 anos. Não são facilmente diagnosticados, portanto, espera-se que os tratamentos sejam infrutíferos por falta da compreensão da síndrome ou pela falta de tratamento. Acredita-se que em pouco tempo a reposição hormonal masculina será um tratamento comum, assim como é utilizado pelas mulheres atualmente.

Síndrome do homem irritável

É a já conhecida e temida crise dos 40 anos?

Pela descrição do problema podemos acreditar que seja o que chamamos popularmente de “a crise dos 40”. Na verdade, parece que sim. No entanto, isso não pode servir para trivializar os sentimentos e as sensações dos homens que sofrem essa síndrome.

Precisamos entender que a Síndrome do Homem Irritável ainda não tem um diagnóstico concreto, mas atualmente está sendo teorizada e investigada para oferecer uma abordagem científica e popular a este conjunto de sintomas que alguns homens têm em um determinado momento da vida.

Esta fase está repleta de mudanças a nível físico e sóciopsicológico, por isso o grau de aceitação e adaptação deve ser tratado, trabalhado e, portanto, não pode ser menosprezado.
Compartilhar

Não devemos “colocar as mãos na cabeça” alarmados com a criação de uma nova patologia que reflete uma realidade que já conhecemos. Este artigo deve servir simplesmente para aumentar a conscientização e perceber que a saúde física e emocional dos homens exige atenção e cuidados.

Síndrome do homem irritável

5 chaves para entender a síndrome do homem irritável

A causa desse conjunto de sintomas parece ser composta de 5 chaves que, juntas, podem gerar esse estado psicológico e físico tão desagradável para quem sofre e para as pessoas do seu convívio. Vejamos mais de perto os fatores que criam esse desconforto:

1. Flutuações hormonais

Diamond descreve lindamente a testosterona usando uma frase de Theresa L. Crenshaw, autora do livro “A alquimia do amor e da luxúria”. Ela diz que, “A testosterona é o jovem Marlon Brando: sexual, sensual, sedutor, sombrio, com uma nuance perigosa”.

Isso deve ser levado em consideração porque a testosterona também é parcialmente responsável por comportamentos agressivos, pela competitividade e até pela violência. Então, de acordo com Diamond, “sabemos que homens com níveis de testosterona muito altos podem se tornar irritáveis ​​e agressivos. Mas algumas pesquisas recentes, mostram que a maioria dos problemas hormonais nos homens são causados ​​por níveis de testosterona muito baixos”.

Síndrome do homem irritável

2. Mudanças na química cerebral

Outra substância importante é a serotonina. Conforme relatado em alguns estudos, uma das causas mais comuns de baixos níveis de serotonina são a dieta e os hábitos alimentares. Judith Wurtman e colegas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts descobriram que uma dieta rica em proteína e baixa em carboidratos pode causar maior irritabilidade nos homens.

Este estudo descobriu que os homens geralmente confundem a vontade de comer carboidratos saudáveis (presentes em vegetais como batatas, arroz, milho, abóbora, etc.), com a vontade de comer proteínas encontradas na carne. “Comer proteínas quando precisamos de carboidratos nos tornará mal-humorados, irritados ​​ou inquietos”, dizem esses autores.

Conforme esse mesmo estudo, o consumo de álcool inicialmente aumenta os níveis de serotonina, mas quando esse consumo se torna crônico a diminui drasticamente, o que pode gerar estados depressivos, vontade de comer carboidratos, distúrbios do sono e propensão à irritabilidade.

Síndrome do homem irritável

3. Aumento dos níveis de estresse

Para o nosso corpo, o sinônimo de estresse são as “mudanças”, sejam boas ou más. Uma mudança de situação, uma troca de emprego, o aumento da família, etc., podem ser mudanças positivas e maravilhosas. No entanto, podem gerar tensão e, com isso, outros estados emocionais como a angústia ou a irritabilidade.

4. Mudanças nos papéis e na identidade

A sociedade está mudando, mas atualmente a educação e a informação que recebemos do exterior sobre os papéis de gênero que “temos que” desempenhar são confusas. Dessa forma, é normal que em um ambiente onde se vive um padrão moral com “dois pesos e duas medidas” sobre este assunto seja difícil assumir e agir em conformidade em prol de uma liberdade pessoal.

5. A falha ou imperfeição do amor

A irritabilidade aumenta quando você está desconectado do parceiro. Isso é tristemente comum nos nossos relacionamentos, porque muitas vezes a rotina, o estresse, a perda da comunicação, a incompreensão e os problemas pessoais se unem para gerar um distanciamento emocional com os nossos companheiros de vida.

Nota para o leitor: para conhecer melhor a síndrome do homem irritável, recomendamos a leitura do livro “A Síndrome da Irritabilidade Masculina”, de Jed Diamond.

Recomendados para você