'Sisu', a receita finlandesa para os momentos difíceis

‘Sisu’, a receita finlandesa para os momentos difíceis

julho 20, 2017 em Psicologia 889 Compartilhados
Sisu, a receita finlandesa para os momentos difíceis

Para o povo finlandês, sisu tem um significado místico, quase mágico. Mais que uma palavra, é uma injeção de energia e coragem que fica impregnada no legado cultural desse povo. Sisu é força de vontade, é determinação, perseverança e, acima de tudo, é resiliência. É quase como se fosse a espinha dorsal de um povo que tem nessa palavra o melhor remédio para as adversidades.

Algo que sempre é vivificante e enriquecedor é mergulharmos em culturas diferentes das nossas para aprender, para refletir sobre vários termos que, afinal de contas, compartilham raízes comuns que são familiares a todas as pessoas. Sisu, (pronunciado see’-soo) é a palavra que dá forma a essa atitude resiliente que tanto nos inspira e que tentamos aplicar no nosso dia a dia.

A origem dessa palavra é algo muito especial para os finlandeses. Tanto que, hoje em dia, na Finlândia podemos encontrar carros da marca Sisu, veículos blindados, o navio quebra-gelo MS Sisu e, inclusive, uma marca de balas de forte sabor para aliviar a tosse. Também é importante destacar que na Antártida há uma montanha com esse mesmo nome depois que Veikka Gustafsson, um alpinista finlandês, assim a batizou nos anos 90.

Sisu é uma mochila na qual se leva o próprio coração para carregar a coragem que tanto nos faz falta para encarar as dificuldades do dia a dia. Não é, portanto, uma estratégia pontual, não é um adesivo nem um remédio alternativo para um momento de desespero. Os finlandeses assumem essa atitude como uma filosofia de vida, como um tendão psíquico que precisa ser exercitado todos os dias.

Inverno na Finlândia

Sisu, uma palavra intraduzível com um passado muito específico

No dia 30 de novembro de 1939, a União Soviética declarou guerra contra a Finlândia, exatamente três meses após o início da Segunda Guerra Mundial. Essa batalha é uma das mais admiradas e estudadas nos livros de história: durou apenas 105 dias e significou para os russos um verdadeiro desastre militar.

A chamada “Guerra de Inverno” era, à primeira vista, uma verdadeira batalha perdida para os finlandeses. Eles contavam com poucos soldados (a maioria tinha apenas uniforme) em comparação com os 2,5 milhões de soldados que o exército vermelho possuía.

Ao batalhão de homens adicionava-se sem dúvidas o maquinário de combate russo, com seus poderosos tanques e seus sofisticados aviões. Tudo parecia indicar que a Finlândia seria em breve terra queimada e conquistada, mas os soviéticos não contavam com o destemido caráter finlandês. Foi então que surgiu uma palavra entre os soldados finlandeses que servia como uma chave motivacional e, por sua vez, como uma invocação do espírito guerreiro. A palavra mágica era “sisu”.

Esse termo servia para alimentar a coragem e a não rendição. Para afastar o medo, alimentar a determinação, mandar para longe a insegurança e reunir forças quando, aparentemente, tudo parecia perdido. Os livros de história comentam que se os soviéticos caíram foi por causa do rigoroso inverno e dos densos bosques onde eram incapazes de se orientar.

Talvez tenha sido isso, mas os analistas sabem que algo muito especial aconteceu nessa guerra: os soldados e a população se aliaram de forma estratégica, criaram pequenos grupos de ataque que disseminaram um pânico enorme entre as fileiras russas. Foi nesse momento que emergiu o chamado “espírito de inverno finlandês” ou “Sisu”.

Sisu

Os 5 componentes do Sisu

Essa atitude que os finlandeses demonstram abrange 5 áreas maravilhosas que vale a pena analisar mais detalhadamente. O músculo psicológico, motivacional e de crescimento pessoal que constituem, em conjunto, uma estratégia na qual deveríamos investir nosso tempo e vontade no nosso dia a dia para desenvolvê-la.

Saiba mais sobre elas:

Controle adequado do estresse

Todo instante complexo exige que estejamos atentos a tudo o que está ao nosso redor. Para poder utilizar todos os nossos recursos pessoais em um momento de dificuldade ou de desafio, é preciso controlar adequadamente o estresse.

Por outro lado, não podemos nos esquecer de que, apesar do estresse ser esse mecanismo que nos ajuda a concentrar os nossos esforços diante de determinada situação, ele sempre deve estar sob controle para ser usado ao nosso favor.

Perseverança

A perseverança é um valor excepcional: nos suscita a habilidade de ser reflexivos, criativos e determinados. É também a habilidade de conseguir afastar os pensamentos que ficamos remoendo ou aqueles desgastantes para canalizar toda a nossa energia naquilo que é importante, naquilo que pode nos fazer bem.

“A vida não se resume a ter boas cartas na mão, mas a jogar bem com uma mão ruim.”
-Robert Louis Stevenson-

Honestidade

Sisu é um termo que nos proporciona força e valor de forma arbitrária. Sisu nos leva a agir sempre em sintonia com os nossos valores e nossas essências, a ser verdadeiros com as nossas raízes, honestos com nossos princípios e nossas necessidades. Estamos, portanto, diante de uma atitude que nos convida a colocar em prática a verdadeira qualidade humana.

Mulher em campo de flores

Resiliência

Quando os soldados finlandeses venceram os russos, não ficaram orgulhosos apenas pela vitória, por ter vencido um inimigo tão forte, tão poderoso. Aqueles 105 dias serviram para que eles adquirissem uma série de aprendizados que ficaram impressos na palavra sisu e que, por sua vez, foram transmitidos às próximas gerações.

Aquela guerra foi uma verdadeira lição de resiliência: porque não basta ter coragem para sair triunfante de uma situação difícil, também não basta sobreviver à ela, o que conta acima de tudo é sair fortalecido de uma situação como essa e transformá-la em uma reserva de conhecimentos vitais excepcionais.

A determinação de ideais e metas

Ter um projeto de vida, definir ideais, criar metas para o futuro e ter esperanças consistentes no coração constitui, sem dúvidas, uma pessoa com espírito “sisu”. Então, toda vez que aparecerem momentos complicados que nos colocam à prova, nada surtirá tanto efeito quanto o ato de direcionar nossa bússola interior para nos orientar na direção desse norte onde se encontram nossas forças, nossos valores e nossas valiosas identidades.

Para concluir, da forma como conseguimos demonstrar,sisu” é quase um chamado à vida, é a valorização das dimensões psicológicas que fazem de nós pessoas muito mais aptas frente a qualquer desafio, e seres mais fortes e dignos, que entendem algo tão básico quanto o fato de que a felicidade não é algo que chega de repente ou desaparece, é algo que deve ser conquistado, algo pelo qual devemos lutar todos os dias.

Recomendados para você