Os quatro tipos de pressão psicológica

Existem vários tipos de pressão psicológica e cada um deles tem suas próprias características. Quais são bons e quais são ruins? Falaremos sobre isso a seguir.
Os quatro tipos de pressão psicológica

Última atualização: 04 Setembro, 2021

Os diferentes tipos de pressão psicológica envolvem sensações psíquicas produto de duas forças mentais que nos puxam em direções opostas. Essas forças podem ter naturezas muito diferentes, como desejos ou obrigações. Estamos falando de uma situação que causa desconforto. Assim, em princípio, pode-se pensar que se trata de algo negativo, mas nem sempre é assim.

Todos nós já passamos por uma situação de pressão psicológica. Além disso, todos nós também tivemos a sensação de que era necessário darmos um passo importante, ao qual resistimos na ocasião. Outras vezes, essa pressão não contribuiu em nada. A questão é que, como podemos ver, existem vários tipos de pressão psicológica, como explicaremos em breve.

Os quatro tipos de pressão psicológica

“Assim como o estresse, um certo grau de pressão aumenta a eficiência. No entanto, em um certo ponto a relação se inverte e, com a pressão mais alta, ocorre uma redução na eficiência.”
-Alicia Montero-

1. Positiva

A pressão psicológica positiva é aquela que nos dá iniciativa. A forma mais típica dela é a frase “Você consegue”. Ocorre quando a dúvida ou o medo atuam como um freio e uma dose extra de energia é necessária para agir.

A principal característica da pressão positiva é que ela favorece a execução ou desempenho. São situações que uma pessoa deve superar para melhorar, e a função da pressão é motivá-la a isso.

Homem subindo uma escada vermelha

2. Negativa

Existe uma pressão psicológica negativa ao tentar persuadir ou forçar alguém a agir de uma forma que pode ser autodestrutiva. O normal é que quem pressiona exagere na sua insistência, chegando a saturar o receptor.

A pressão negativa também pode ser exercida por uma circunstância, como quando alguém é forçado a vender sua casa para pagar dívidas pendentes. Ou quando o desemprego é muito alto e isso o obriga a se contentar com salários mais baixos. Nesses casos, é melhor resistir ativamente ou encontrar um caminho rápido através do qual essa pressão possa ser diluída.

3. Interna

A pressão psicológica interna é aquela que vem da pessoa que a experimenta. Normalmente tem a ver com um senso de dever. No entanto, também pode ser ditada pela angústia, medo, raiva e outras emoções ou estados de espírito. Nesse caso, sua característica essencial é o fato de surgir na mente de quem sofre.

A pressão interna pode ser positiva ou negativa. É positiva quando nasce da consciência pessoal. Nesse caso, a pessoa vê a realidade com uma certa objetividade e sabe que é conveniente se esforçar para conseguir algo que deseja, ou para manter algo que valoriza. Dessa forma, não há incompatibilidade entre pressão e desejo.

Esse tipo de pressão psicológica torna-se negativa quando nasce de um desejo neurótico ou de um humor exacerbado. Por exemplo, quando uma pessoa é pressionada a ser perfeita ou alcançar realizações que ela não deseja, mas que podem satisfazer os outros. O resultado de exercer essa pressão é um conflito interno.

Homem estressado no escritório

4. Externa

Assim como na interna, a pressão externa também pode ser positiva ou negativa. Tudo depende do contexto em que ocorre e do horizonte para o qual se dirige. Uma das características básicas desse tipo de pressão é que a pessoa que a recebe também tem o poder de lhe dar sentido.

Uma situação comum que ilustra isso ocorre quando alguém é obrigado a entregar o trabalho em um determinado dia ou horário. O relógio e o calendário nada têm a ver com a maneira como essa pessoa vive ou age. São estímulos neutros e é o indivíduo que os transforma em um elemento construtivo ou destrutivo.

Há quem faça da pressão externa uma limitação absoluta. Outros a assimilam e incorporam, de forma que não gere efeitos negativos. Como você pode ver, tudo depende de como ela é administrada, e não da pressão em si.

A pressão psicológica está presente no dia a dia de muitos de nós. É conveniente aprender a identificar de que tipo ela é e como pode ser abordada. Dessa forma, podemos fazer com que funcione a nosso favor.

Pode interessar a você...
8 sinais que demonstram que seu corpo está sob pressão
A mente é maravilhosaLeia em A mente é maravilhosa
8 sinais que demonstram que seu corpo está sob pressão

Em nosso dia a dia estamos acostumados a conviver com a pressão, mas o nosso corpo sente as consequências e nos envia sinais do estresse que sofre.



  • Aguilera, D. T. (2008). La presión: Conceptualización táctico-psicológica y su entrenamiento. MC Sports.