Como transformar seus medos em desafios

· novembro 8, 2015

O medo é provavelmente a emoção base de todas as outras que nos provocam desconforto, tanto internamente quanto externamente, criando barreiras que não permitem ao ser humano o seu total desenvolvimento e deleite da vida.

Um dos primeiros sentimentos que temos desde que nascemos é o medo. É muito comum senti-lo frente a situações e pessoas que modificam a nossa forma de vida e nos levam a mudar “algo” de nós mesmos.

Há muitos tipos de medo, como o medo de ficar sozinho, de não ter um companheiro que faça você se sentir em paz e pleno, medo de não ser capaz de fazer amigos ou de perdê-los, e medo de não conseguir alcançar todas as metas que você se propôs na vida.

O medo mal trabalhado e não compreendido paralisa e pode fazer com que todo o potencial pessoal fique oculto, o qual é necessário para fazer você se sentir bem e compartilhar com o mundo todas as suas emoções e, o mais importante, o que você deseja deixar nesta vida como presente aos outros.

É possível lutar contra os medos e transformá-los em desafios?

Nem tudo “dá medo”. Existe um grande segredo: é possível lutar contra o medo e tirar proveito dele? Certamente que sim. Veja a seguir como você pode conseguir isto:

Reconheça os seus temores

Para transformar os medos em desafios, o primeiro passo é fazer um exercício de autoconsciência. É essencial ser sincero consigo mesmo e ser capaz de reconhecer os medos que sentimos.

Quando ganhamos essa consciência, nos permitimos conhecer a situação e poderemos agir com as ferramentas necessárias.

Não se preocupe se esses medos só acontecem com você ou se você não conhece ninguém que tenha passado por eles. O importante é que afeta você, a sua pessoa, sendo algo digno de solução e mudança para o seu bem-estar.

Comece por reconhecer, identificar e catalogar os medos que você sente e tem na sua vida. Muitos deles certamente serão normais para todas as pessoas, como o medo de cobras, e outros mais específicos como falar em público.

Identificar os seus medos segundo o seu grau de importância no seu dia a dia lhe permitirá perceber que certamente o medo que você está sentindo não requer tanta atenção de sua parte, permitindo-lhe solucionar primeiro os que tem maior importância ou os que verdadeiramente o impedem de avançar.

Faça as perguntas certas

Quando queremos mudar o medo para um desafio pessoal, uma das perguntas mais comuns neste processo que é preciso evitar é: “por que tenho medo?”.

Se você quer uma resposta e gostaria de tirar um aprendizado que lhe facilite avançar com passos de gigante, é vital se fazer a seguinte pergunta: “o que vou conseguir com este medo?”. Certamente virão respostas como: evitar alcançar as suas metas, não planejar novos objetivos e evitar se sentir bem e ser feliz.

Quando você tiver conseguido dar o grande passo de reconhecer os seus medos, você deve reconhecer as suas próprias metas e sonhos. Este passo impedirá que o protagonista das suas dúvidas seja esse medo que você sente e não deixa você avançar.

Quando desejamos e queremos fazer algo que deixamos de fazer por medo, é muito melhor pensar no sucesso pessoal que poderemos alcançar se levarmos essa ação a cabo.

Aprenda a criar os seus próprios objetivos

Quando você já tiver chegado a esse nível e tiver superado o seu medo ou “o medo de ter medo”, é necessário se perguntar quais são as suas metas e sonhos pessoais. É importante que os objetivos que você se propuser sejam realistas considerando a sua situação pessoal e atual.

Para isto, um exercício fantástico é avaliar e conhecer as suas próprias capacidades antes de criar os seus desafios pessoais. Muitos de nossos medos estão baseados em supostas carências internas que cada um possui como ser humano que é. Portanto, não é bom você se propor um desafio impossível, pois a única coisa que fará é mais mal à sua própria autoestima.

Se você quer ser consciente do seu potencial e de que é super capaz de conseguir tudo aquilo que estiver pensando, sugiro que você faça uma lista das suas conquistas alcançadas anteriormente.

Este exercício permitirá que você se lembre e seja consciente de quem você é como pessoa, permitirá que você goste de si mesmo e possa mimar-se novamente, premiar-se e, o mais importante, permitirá aumentar a lista de metas alcançadas. Assim você terá a sensação de triunfo constante de forma gradual, controlando o medo enquanto está alcançando seus objetivos desejados.

Aprenda a premiar-se

Quando você tiver alcançado o seu desafio, isso não quer dizer que deixará de avançar. Você conseguiu alcançar a sua meta, reduzindo e aprendendo a controlar o medo que sente e a se motivar a continuar, sem ficar travado e imobilizado.

É importante que, alcançado o prêmio, você não se detenha. Se você deixar o tempo passar, pode correr o risco de que fracassos futuros se transformem na desculpa para dizer que já não vale tanto quanto antes, e que você mudou para pior, desconsiderando toda o aprendizado alcançado e tão positivo para a sua pessoa.

Saiba como agir frente ao fracasso

Não muda nada. Está tudo bem. O truque está em dosar o próprio fracasso dizendo a si mesmo que está tudo bem, sem falar de forma negativa ou se castigando por isso como algo terrível.

Uma boa ferramenta é aprender a administrar o jeito como você se avalia e fala de si mesmo nesses momentos, de forma positiva e equilibrada, já que permitirá controlar os medos e acabar com as suas próprias limitações pessoais.

Com tudo que foi dito anteriormente e sabendo como transformar os seus medos em desafios emocionais positivos, convido você a pegar lápis e papel, colocando mãos à obra e escrevendo o seu próximo grande triunfo, seu sonho pessoal favorito.

Compartilhe conosco como você se sente e se estas dicas que demos funcionam para você. Certamente você conseguirá alcançar as estrelas.