Três erros cometidos na separação – A mente é maravilhosa

Três erros cometidos na separação

junho 18, 2015 em Psicologia 1 Compartilhados
separação

Terminar um relacionamento é sempre doloroso. Às vezes somos mais afetados, às vezes menos; tudo depende de vários fatores. Inclui, evidentemente, a duração da relação, a qualidade da mesma e as expectativas que formamos em torno dela. A idade, a história de vida, a estabilidade emocional e o contexto são elementos adicionais que influenciam decisivamente na maneira como assimilaremos essa separação.

Como você pode ver, há muitas variáveis que entram em jogo. Portanto, a dor da separação é única para cada pessoa e não pode ser comparada a de ninguém mais. Diante de tudo isso, podemos acrescentar que tendemos a lidar melhor com uma separação se tivermos alguma educação sobre a melhor forma de gerenciá-la. Por isso, é bom que você conheça alguns dos erros mais comuns cometidos em uma separação, nos quais você pode cair se não ficar atento.

Pensar que não vai doer

Às vezes, você se sente tão forte que chega a acreditar que está acima da dor de uma separação. Talvez você tenha um amor próprio muito desenvolvido, e por isso não admita a possibilidade de que uma separação possa lhe afetar. É possível que você não derrame uma lágrima, e ainda assim não é nada raro começar a dormir mal, se sentir irritado ou tornar-se intolerante e rígido em relação a tudo.

Essas são expressões de dor que você não quer assumir. Experimentar um luto não tem nada de estranho ou errado. Admitir que a perda lhe deixa triste não significa que, por isso, você tenha menos valor ou esteja sendo ridículo. Quanto mais você adia o luto, mais afetadas estarão suas emoções.

Idealizar o passado

Muitas vezes são atribuídas qualidades quase sobrenaturais ao parceiro que se foi, especialmente se foi essa pessoa quem terminou o relacionamento. Para muitos, opera uma espécie de amnésia seletiva: esquecem os defeitos e os maus momentos e iniciam um processo de idealização sem limite. Muitos garantem que “não há ninguém no mundo como seu ex. Isso é comum em muitos casos, infelizmente.

Portanto, você deve fazer um esforço para ver a situação de forma objetiva. Separações não ocorrem magicamente; elas são o resultado de fatores muito específicos embora, a princípio, você não consiga esclarecê-los. Além disso, os términos são sempre responsabilidade dos dois, por isso, em vez de alimentar o romantismo, é hora de manter a cabeça fria e admitir que sua principal tarefa é seguir em frente.

Confundir saudades com o desejo de voltar

A pessoa vai lhe fazer falta, o que é completamente normal. Provavelmente vocês passavam muito tempo juntos e tinham um mundo de cumplicidades compartilhado. Não é fácil que, da noite para o dia, você se acostume com essa ausência sem sentir saudades frequentemente.

No entanto, sentir saudades dessa pessoa não é necessariamente um sinal de que você deva voltar com ela. Você deve dar tempo ao tempo. Não há nada que o tempo não cure; às vezes basta deixar os dias passarem naturalmente e tolerar a frustração do momento. Aos poucos, você não vai mais sentir o vazio que essa pessoa deixou.

Imagem cedida por Luis Sarabia.

Recomendados para você