Ucronias, a possibilidade de mudar o passado - A Mente é Maravilhosa

Ucronias, a possibilidade de mudar o passado

Março 17, 2018 em Livros 59 Compartilhados
Ucronias, a possibilidade de mudar o passado

“Em 1933, o presidente norte-americano Roosevelt foi assassinado e o país não se recuperou da Grande Depressão. Por esse motivo, os Estados Unidos mantiveram uma política isolacionista e não intervieram na Segunda Guerra Mundial. Sem a intervenção americana, a Alemanha nazista e o Japão ganharam o conflito e dividiram o planeta entre si”. Estas palavras que parecem distorcer a história são um exemplo do tema deste artigo: as ucronias.

Uma ucronia ou história alternativa é um gênero literário de ficção, como as utopias e as distopias. Enquanto as utopias mostram um futuro perfeito, a distopia se dedica a mostrar o contrário, um mundo imperfeito. Por outro lado, as ucronias consistem em alterar algum evento do passado e desenvolver a história a partir desse ponto. Foi o que fez Phillip K. Dick em seu livro intitulado “O Homem do Castelo Alto”, que atualmente virou uma série televisiva com o mesmo nome.

Ucronias da Segunda Guerra Mundial

A ucronia de Dick conta que a Alemanha nazista e o Japão dividem o mundo entre si, porém, além disso, propõe outra ucronia no mesmo livro. Um dos personagens do livro, Hawthorne Abdensen, escreve um livro chamado “O Gafanhoto Torna-se Pesado” no qual idealiza um futuro diferente. O argumento desse livro relata uma história similar à real.

Nela, Roosevelt sobrevive a uma tentativa de assassinato, mas não é reeleito como presidente. Os ingleses são os que lideram a campanha na Europa, juntamente com a Itália, que trai a Alemanha.

Depois de encerrada a guerra, a Inglaterra reconstrói seu império, liderado por Winston Churchill. Nesse momento começa uma escalada da tensão, equivalente à Guerra Fria, na qual os envolvidos são os Estados Unidos e a Inglaterra. Por fim, a Inglaterra derrota economicamente os Estados Unidos e se firma como a única superpotência a nível mundial.

No caso da Espanha também existem ucronias inspiradas na Guerra Civil. Nelas, os republicanos aparecem como ganhadores da guerra. Inclusive o canal de televisão espanhol “La Sexta” produziu um documentário sobre esse tema chamado “Viva la República”.

Vantagens das ucronias

Apesar de que, aparentemente, as ucronias sejam apenas tentativas de mudar uma realidade do passado, também servem para estimular a imaginação e prever o futuro. Imaginar alternativas é um exercício que potencializa o pensamento lateralSair um pouco da realidade e imaginar mundos diferentes ajuda a contar com mais recursos na hora de resolver problemas.

Por outro lado, as ucronias não são histórias em que tudo gira conforme a vontade de quem a constrói. A lógica também está presente nesse gênero. Para criar uma ucronia coerente não basta mudar um evento do passado, também é preciso entender como foi o passado. É necessário entender os efeitos que os diferentes eventos tiveram para que, ao mudá-los, saibamos qual seria o efeito dessa mudança.

Qando relemos a história e entendemos que as decisões de Roosevelt foram as que levaram os Estados Unidos a intervir na Segunda Guerra Mundial, o lógico seria pensar que sua morte levaria os americanos a não intervir. Do mesmo modo, se a intervenção americana lhe deu o poder mundial, sua não-intervenção deveria fazer que o poder caísse em outras mãos. A lógica das causas e dos efeitos deve estar presente em uma boa ucronia.

Homem descendo escadas

A perspectiva das ucronias

Como vemos, as ucronias servem para estimular não só a mente, mas também a imaginação. Examinar o passado a partir de outra perspectiva, ainda que não seja a verdadeira, pode ajudar a compreender os efeitos da sorte e do azar. Uma pequena mudança pode trazer grandes consequências, como explica o efeito borboleta: “O leve movimento das asas da borboleta pode ser sentido do outro lado do mundo”.

Criar diferentes ucronias sobre um mesmo evento pode servir para entender que a casualidade desempenha um papel muito importante na história. Que o futuro nem sempre está em nossas mãos: é impossível controlá-lo, ainda que possamos tentar moldá-lo à nossa vontade. Entendendo quais são as causas dos eventos, podemos tentar provocá-los para que nossas vontades se cumpram.

Definitivamente, as ucronias são reconstruções lógicas de um evento não-sucedido, mas que poderia ter acontecido. São narrações de realidades não existentes, alternativas que procuram responder à pergunta – O que teria acontecido se…? – uma questão que também pode ser usada para examinar nossa vida. Para repensar o passado e aprender como funciona o futuro.

Recomendados para você