O que o uso das suas mãos diz sobre você?

O que o uso das suas mãos diz sobre você?

dezembro 3, 2015 em Curiosidades 0 Compartilhados
O que o uso das suas mãos diz sobre você?

Faz tempo que adquiri a consciência de que sou uma faladora gestual nata. É verdade que na hora de catalogar esta peculiaridade, ainda não há um termo estabelecido para tam. Digamos que sou uma dessas pessoas que não consegue compartilhar uma história sem que as mãos acompanhem.

Essa mímica é fundamental e acompanha os meus testemunhos.

Este estilo de comunicação aparece especialmente quando quero dotar as minhas mensagens de energia, como se quisesse empurrar as minhas palavras para colidir com força com os meus interlocutores.

Quando comecei a minha procura por informação científica sobre esta peculiaridade, inicialmente pensei que só teria a ver com o nível de expressividade natural que uma pessoa possui. Entretanto, artigos recentes garantem que esta característica implica muito mais influência social do que podemos imaginar.

Socialmente, temos a crença de que a ação de gesticular com as mãos tem simplesmente um viés de “distração” na hora de se comunicar. Também é verdade que depende do caso ou da situação que estivermos falando, mas em muitas situações, você terá que concordar que o uso das mãos atrai e ajuda a fazer com que o entorno esteja mais atento ao que está sendo compartilhado.

Um artigo recente sobre o tema na revista Forbes apoia a teoria de que as pessoas que falam com as mãos desenvolvem um maior carisma. O hábito de que as mãos nos acompanhem e apoiem durante a expressão vocal implica em uma alta dose de energia e atração, pois elas expressam mais emoção.

Este resultado faz com que as pessoas se relacionem muito mais com aqueles que têm esse hábito, pois ele lhes confere um entusiasmo peculiar que chamamos de carisma. Este traço é muito atraente e gera um poder dentro do grupo onde a pessoa carismática está falando.

O que o uso das suas mãos diz sobre você?

Por tudo isso, pessoas assim são vistas como bons líderes, ao refletirem com seus gestos manuais uma atividade relacionada ao convencimento da sua audiência.

As pessoas com esta peculiaridade, na hora de empregar as suas mãos junto com a fala, apresentam uma grande sinceridade, já que muitas vezes os gestos não são controlados e expressam as emoções com confiança e transparência.

A colunista do Business Insider Annie Paul confirma que este também é um diferencial de maior inteligência e perspicácia dentro de uma conversa.

Em outro estudo, o pesquisador Albert Mehrabian apresentou em percentuais o impacto de uma mensagem, sendo: 7% verbal, 38% vocal e 55% sinais e gestos, linguagem não verbal. Com isto, sabemos que o componente verbal é usado para comunicar informação, e o não verbal para comunicar estados e atitudes pessoais. Mehrabian afirma que, portanto, em uma conversa entre duas ou mais pessoas o componente verbal responde por 35%, e 65% são de comunicação não verbal.

Tudo em nós expressa. Quando somos conscientes do poder da linguagem, tanto verbal quanto não verbal, nossos sentidos se aguçam e a nossa inteligência se desenvolve.

Se você é dessas pessoas que têm o poder de ser consciente na hora de usar as mãos dentro da sua comunicação pessoal, aproveite-o. Você estará sendo eficiente na hora de se comunicar e expressar as suas emoções com as pessoas ao seu redor.

Recomendados para você