Você é capaz de surpreender a si mesmo? - A Mente é Maravilhosa

Você é capaz de surpreender a si mesmo?

julho 8, 2018 em Psicologia 0 Compartilhados
Você é capaz de surpreender a si mesmo?

Ao longo dos anos, a vida pode se tornar cada vez mais rotineira, até mesmo entediante. O mesmo horário todas as semanas para o trabalho, as mesmas atividades para fazer no tempo livre, formas semelhantes de passar os finais de semana… Pouco a pouco a monotonia ocupa espaço e, uma vez estabelecida, raramente vai embora. Você já avaliou se ainda é capaz de surpreender a si mesmo?

Adicionar um ápice de emoção, diversão e surpresa para o dia a dia é muito benéfico para nossa saúde mental e emocional. Agora, se surpreender não é uma tarefa fácil. Como fazer isso? Continue lendo e descubra!

A surpresa: entre a inconsciência e a passividade

Há pessoas que muitas vezes se sentem oprimidas por seus sentimentos. Sua falta de perspectiva lhes causa mau humor, depressão ou pessimismo. No outro extremo, encontramos indivíduos conscientes de suas emoções, mas que se limitam a aceitá-las passivamente. Mantêm sempre uma atitude de resignação e indolência.

No meio de ambos os polos, há o terreno das pessoas capazes de surpreender a si mesmas. Aquelas que baseiam suas vidas na aceitação, consciência e dominação de seus sentimentos. Sua vida emocional é mais rica, são mais autônomas e se mostram mais seguras de si mesmas.

Mulher feliz pulando com balão

Sair da sua zona de conforto: a melhor maneira de surpreender a si mesmo

O surpreendente raramente está na sua zona de conforto. Todos nós temos uma tendência natural para o conhecido. Portanto, diante do desconhecido, preferimos aquele terreno em que nos sentimos confortáveis ​​e protegidos. Não tendo nada que nos perturbe, não temos a necessidade de sair dali.

No entanto, para que ocorra o desenvolvimento pessoal, é conveniente quebrar essa barreira de conforto e ver o que está além. Cada passo que você dá fora da sua zona de conforto lhe dará um novo ponto de vista do mundo. Por menor que seja, irá fornecer algo diferente, novo, atraente ou enriquecedor.

“Autopiedade não é algo que me cria qualquer tipo de prazer.”
-Um homem solteiro-

Teste seus limites

Para surpreender a si mesmo, você não precisa realizar práticas que ponham em risco sua saúde ou seu bem-estar físico ou psicológico. Você simplesmente tem que testar os limites da sua mente. Por quê? A resposta é que seu cérebro prefere ser conservador e manter seus automatismos e heurísticas. Sua máxima é o princípio da economia cognitiva ou a lei do mínimo esforço. Não é treinado para eliminar as barreiras pré-estabelecidas.

Por esta razão, antes da decisão de ousar ou deixar algo como está, sua mente sempre lhe dará mais razões para escolher a opção menos arriscada e mais fácil. Isto é, irá sabotar seu desejo de se superar. Por exemplo, se o seu sonho é ser cantor, a primeira coisa que você fará é tentar tirar isso da cabeça. Para isso, irá usar todos os tipos de desculpas: você já é muito velho, é muito difícil se tornar alguém nesse mundo, você não está realmente preparado, você se decepcionaria…

Isso acontece porque estamos programados para nos proteger dos perigos e manter um estado de alerta contra estímulos inquietantes. Portanto, treinar sua mente consciente no positivo é uma das tarefas mais difíceis, mas seus benefícios compensam o esforço.

Volte para o seu passado… E supere-o

Pergunte a si mesmo o que você mais desejou desde sempre. Aquilo de que você se arrepende ou não conseguiu. E o mais importante, procure razões pelas quais você não alcançou esses sonhos passados. O que o impediu?

Se na resposta estiverem suas atitudes ou seus preconceitos, então é muito provável que com esforço você encontre uma maneira de surpreender a si mesmo. Lembre-se de que o cérebro sempre opta pela decisão que exige menos esforço. Sua vontade é aquela que pode lutar contra o conformismo.

Faça algo ridiculamente inesperado

Suba para a pista de dança ou arrase no karaokê. Leia um livro em um único dia. Faça uma nova atividade, como acampar ou treinar mergulho. Experimente uma comida exótica. Coloque um conjunto de roupas extravagantes. Há muitas maneiras de testar seu senso de ridículo.

Deixe de lado pensamentos como “O que vão pensar de mim?”, “Eu nunca faria isso”, “Que loucura!”. Se você quer que algo mude, faça diferente. Tente fazer atividades que o divirtam, motivem e estimulem seu ânimo. É possível que o melhor ainda esteja por vir.

Se você se sentir envergonhado ou se preocupar muito com o que vão dizer, volte ao início do primeiro problema: se manter na zona de conforto. Isso paralisa seus esforços para surpreender a si mesmo.

Mulher sorrindo

Recupere parte da sua infância

As crianças têm uma capacidade invejável de serem surpreendidas por quase tudo. Tudo chama sua atenção. No entanto, sua inocência e seu desejo de explorar diminuem conforme crescem, mas sempre é sempre possível invocar a criança que você leva dentro de si para se redescobrir.

Na verdade, quando somos pequenos e nos dão uma escolha entre muitos brinquedos, geralmente escolhemos o que realmente amamos. Nossa escolha não está sujeita a influências externas ou interesses de qualquer tipo. Portanto, se você quer ser surpreendido, deixe de lado seus preconceitos, laços, obsessões e tabus. Recupere momentos da sua infância.

Atreva-se a pensar. Permita-se surpreender a si mesmo. Deixe a sua imaginação voar e visualize-se em qualquer outro lugar do mundo. Crie a vida que você quer e não aquela que lhe é imposta. Deixe a geometria da sua consciência desmoronar por um momento. Seja criativo, inove. Tudo que ainda não foi inventado provavelmente está no futuro.

Recomendados para você