5 coisas que aprendemos com o amor verdadeiro

5 coisas que aprendemos com o amor verdadeiro

novembro 9, 2015 em Emoções 0 Compartilhados
5 coisas que aprendemos do amor verdadeiro

O amor é o sentimento ao qual mais palavras foram dedicadas, mas, provavelmente, apenas quem provou dele sabe. Por outro lado, ninguém quer um amor perfeito, e sim um amor verdadeiro. No qual justamente os defeitos possam ser entendidos como o próprio sentimento. Rir dos problemas, planejar loucuras que podem ter um preço, esperar alguns minutos enquanto a outra pessoa se arruma…

Assim, nos ocorreu de perguntar o que todos os casais que gostam de desfrutar de tudo aquilo que os une têm em comum, e encontramos as características que contamos a seguir.

Quais seriam as características de um bom relacionamento?

Ser parte de uma boa e autêntica relação lhe permite aprender uma infinidade de coisas saudáveis. Você se sente parte de uma equipe indivisível, age de forma diferente de como faz em outros tipos de relacionamentos. Provavelmente, você é mais compreensivo e capaz de aceitar incondicionalmente seu parceiro.

Hoje falaremos de 5 aprendizados que costumamos obter quando temos uma relação saudável e boa para ambos as pessoas, definitivamente um relacionamento positivo:

– Aprender a confiar em seu parceiro. A base de qualquer tipo de relação, e ainda mais de casal, é a confiança que depositamos na outra pessoa e vice-versa. O amor nasce da confiança.

As melhores relações começam e se constroem sobre uma confiança profunda, desenhada como o apoio sólido que um casal precisa para poder se comunicar de forma aberta e sincera. Se você estiver vivendo uma relação na qual a confiança não existe, lhe convido a fazer a seguinte pergunta: por que você vai apoiar sua vida sobre uma pessoa na qual você não confia? 

– Você fomenta o crescimento e a mudança de ambos. Quando vivemos uma boa relação, ambas as partes devem fomentar e potencializar o crescimento e a mudança de cada um. Todos temos o direito e o prazer de descobrir, aprender e melhorar como pessoas. Seu parceiro deve ser uma ajuda em seus sonhos particulares e nunca um obstáculo produzido diariamente.

Em troca, dar esse apoio a outra pessoa é necessário e muito bom. Anime o outro um a explorar, descobrir e aprender novas atividades que permitam que vocês continuem crescendo e sentindo a vida. Isso afastará a rotina de sua relação e alimentará o amor de um pelo outro, sentindo uma segurança emocional única.

– Você aprende que mal-entendidos são inevitáveis. Mesmo gozando de uma relação saudável e gratificante em todos os níveis, é normal que cada um de nós perceba e entenda tudo de uma forma particular; pode até ser muito parecido com os pensamentos da outra pessoa, mas sempre terá suas próprias matrizes.

É natural que hajam mal-entendidos num relacionamento. O que é importante neste caso é refletir antes de dizer a primeira coisa “que passe pela cabeça” quando interpretamos as palavras da nossa maneira, e logo nos damos conta de que nosso parceiro queria dizer totalmente o oposto.

Devemos ser humildes e, provavelmente, sermos capazes de reconhecer o erro e deixá-lo ir. Se, continuamente, você estiver se lembrando das falhas que ele/ela cometeu em outras ocasiões, você só conseguirá machucar a relação e causar problemas de comunicação no futuro. Muitas vezes, o que dizemos é interpretado de forma incorreta e nos frustramos por isso. Não se desespere. Respire fundo, tome um tempo e tenha em conta que seu parceiro sempre terá uma forma de ver a vida diferente da sua, ainda que seja numa medida bem pequena.

Afinal, seu parceiro é único, por isso você o ama e decidiu compartilhar um pedacinho do seu coração com ele. Nada do que ele fizer será com um objetivo negativo, essa é a verdade. Perdoe os mal-entendidos sempre que puder e não deixe que eles se mantenham com o tempo.

– Admita suas fraquezas. Quando começamos uma relação e nos apaixonamos, percebemos e sentimos a outra pessoa como um super-herói. Mas, sejamos sinceros. Você e eu sabemos que não é assim, e você não deveria pensar que é. Somos únicos e, como seres humanos, temos o dom de cometer falhas para aprender.

É bom que você seja sincero consigo mesmo, que ame-se incondicionalmente e não se importe que essas falhas aconteçam em seu relacionamento. Para ter uma relação estável e séria, um bom requisito é que as fraquezas sejam visíveis para ambos. Isso permitirá que seu parceiro seja mais sensível com as coisas que o incomodam, podendo ajudá-lo a melhorar se você estiver disposto, e a aprender onde precisa de ajuda. Seu vínculo íntimo crescerá.

– Mostre seus sentimentos. Para gozar de uma verdadeira e saudável relação, o pior que podemos fazer é brincar com os sentimentos.  E o que isso quer dizer? Seu parceiro sempre deve se sentir amado, respeitado e desejado. Utilize demonstrações de carinho para algo mais e mais circunstâncias além das que busca recompensar uma ação do outro.

Embora um dos dois se chateie ou fique incomodado, tenha presente em seu coração que vocês se amam e que, provavelmente, nesse momento, vocês só estão demonstrando um carinho do qual sentem falta. É necessário que ambos saibam o que sentem quando se vê necessário: em momentos de tensão, de mal-entendidos ou discussões. Por isso, tome um tempo para expressar seus sentimentos de modo que seu parceiro não possa interpretá-los de forma equivocada.

Como sempre gostamos de reforçar quando falamos de relacionamentos amorosos, cada um tem seu tempo, estágio e evolução. Os aprendizados que trazemos aqui são os mais habituais e os que muitos de nós sentimos quando compartilhamos um amor verdadeiro.

Nossos aprendizados sempre são “melhoráveis” e podem se desenvolver praticamente sem limites. Eu lhe convido a ser consciente de cada um deles com seu parceiro e que vocês os desenvolvam juntos. Se você descobrir algum outro, lhe convidamos a compartilhar com todos os leitores.

Recomendados para você