5 filmes que exemplificam a lacuna entre o mundo rural e urbano

Nos últimos anos está ocorrendo uma espécie de confrontos entre os interesses das pessoas do mundo rural e as do mundo urbano. Os filmes a seguir expõem essas diferenças.
5 filmes que exemplificam a lacuna entre o mundo rural e urbano

Última atualização: 17 dezembro, 2021

Existem filmes que exemplificam a lacuna entre o mundo rural e urbano. Este é um tópico muito interessante para a psicologia e sociologia atuais. A maneira como nos comportamos está diretamente relacionada ao lugar onde vivemos. O filme Nomadland coloca esse assunto em evidência através  das diferentes formas de vida que existem em um país como os Estados Unidos.

A lacuna entre o mundo rural e urbano existe há algumas décadas. Cada vez mais são acentuados comportamentos distantes entre as duas formas de vida. Desde aspectos como em quem as pessoas votam ou como entendem a comida, o trabalho, a natureza, etc.

O mundo rural e urbano sempre coexistiram, precisaram um do outro e se harmonizaram para alcançar o equilíbrio social. No entanto, isso mudou. Ultimamente ambos parecem estar em um confronto não apenas ideológico, mas também emocional.

Neste artigo vamos mostrar cinco filmes que exemplificam a distância entre o mundo rural e urbano. Isso nos ajudará a entender que, apesar de tudo, as grandes questões humanas são universais, independentemente se nascemos na cidade ou em uma comunidade rural.

1. Era uma vez um sonho (2018)

Este filme trata da lacuna entre o mundo rural e urbano nos Estados Unidos. Trata-se da adaptação para o cinema do controverso livro de memórias de JD Vance, “Era uma vez um sonho”.

Um filme sem muitas críticas boas, mas que muitos consideram como uma explicação muito precisa do que está acontecendo e como as pessoas votam nos Estados Unidos atualmente.

O filme conta a vida de um estudante de direito de Yale que é atraído de volta à sua cidade natal nos Apalaches. Ele começa uma reflexão sobre a história da própria família e como ela influenciou a sua vida em outra cidade. Esse tipo de família rural é encontrada em todas as cidades e estados dos Estados Unidos, mesmo que elas não tenham visibilidade.

A história de James David Vance é a de um homem que quer encontrar a si mesmo enquanto o faz com o seu passado, entendendo melhor quem ele é e de onde vem. Era uma vez um sonho de Ron Howard apresenta nomes como Amy Adams, Glenn Close, Gabriel Vasso e Freida Pinto no elenco.

2. Inverno da Alma (2010)

O filme baseado no romance de Daniel Woodrell e adaptado pela diretora Debra Granik estabelece uma tensão formidável entre o mistério e a realidade. O pequeno e sombrio filme é tão difícil, forte e fascinante quanto os personagens, que ganham a vida às custas de muito trabalho nas colinas cinzentas e frias do local.

Jennifer Lawrence é Ree, uma garota de 17 anos que precisa cuidar de seus dois irmãos mais novos. A mãe dela está doente e o pai saiu da prisão e é perseguido por algumas pessoas. Se ela não conseguir resolver alguns problemas, eles também estarão presentes na casa onde eles moram.

Suspeita-se que a família de um figurão local possa ter matado seu pai por causa de rancores antigos. Inquebrável diante de toda a pobreza e violência que a cerca, resiliente e engenhosa, ela embarca em uma busca perigosa para encontrá-lo e saldar a dívida. O destino de toda a família está agora nas mãos dela.

3. A família Bélier (2014)

Esta comédia dramática francesa funciona em muitos níveis: como um conto familiar rústico, um filme sobre surdez, canto e um estudo da política de uma pequena cidade.

Louane Emera interpreta Paula, uma filha de fazendeiros loucos por sexo chamados Rodolphe e Gigli (François Damiens, Karin Viard) com um senso de humor um tanto grotesco.

Seus pais e irmão mais novo são surdos e ela é a intérprete, principalmente para vender os queijos de sua fazenda no comércio. Quando Rodolphe decide se candidatar a prefeito, Paula tem a oportunidade de participar de um concurso de canto em Paris que pode mudar a vida dela.

Seus pais não suportam a ideia de que ela tenha uma bela voz, especialmente se isso significar que ela os deixará. Paula terá então que enfrentar a decisão não apenas de deixar a família, mas de mudar a própria rotina rural da região do Loire para a cosmopolita e moderna Paris.

4. O Espírito da Colmeia (1973)

O Espírito da Colmeia de Víctor Erice conta a história de duas irmãs, a imaginativa e impressionável Ana (Ana Torrent), de oito anos, e a mais realista e travessa Isabel (Isabel Telleria), de dez.

O ano é 1940, logo após a Guerra Civil Espanhola e a vitória fascista do General Franco. Elas vivem em uma pequena cidade castelhana quase deserta, em uma mansão fechada que se salvou da destruição pela guerra.

As irmãs moram com o pai Fernando (Fernando Fernán Gómez), um apicultor diurno que escreve poemas sobre as abelhas à noite. A mãe das crianças, a solitária e indefesa Teresa (Teresa Gimpera), escreve cartas misteriosas para um amante que agora vive no exterior. Na maior parte do tempo as meninas são deixadas sozinhas, exceto quando o pai as leva para caçar cogumelos.

Um dia, um exibidor de filmes itinerante apresenta uma versão dublada de 1931 do monstro Frankenstein de James Whale na prefeitura da cidade, local que as irmãs frequentam. Ana fica fascinada pelo monstro, mas não entende porque ele matou a garotinha ou porque os moradores o mataram.

O espírito da colmeia influenciou a obra do espanhol Carlos Saura e do mexicano Guillermo Del Toro, cujo filme O Labirinto do Fauno apenas estreou em Cannes (além de outros contos de terror para crianças) graças à obra de Erice.

5. As Vinhas da Ira (1940)

As Vinhas da Ira é a adaptação dirigida por John Ford do romance clássico de John Steinbeck. É um filme de 1940 ambientado durante a Grande Depressão.

O clã/família Joad busca uma vida melhor na Califórnia. Depois que o banco apreende a fazenda deles que foi afetada pela seca, a família, liderada por seu filho Tom (Henry Fonda), carrega um caminhão e segue para o oeste.

Ao longo do caminho e assolados por diversos problemas, eles encontram dezenas de outras famílias fazendo a mesma jornada e apegadas ao mesmo sonho. Pessoas sem nada, miseravelmente necessitadas. Uma vez na Califórnia, os Joads logo percebem que a terra prometida não é exatamente o que eles esperavam.

Este filme continua a ser uma crônica importante de um momento difícil na história americana, e levanta questões ainda relevantes sobre a pobreza, o trabalho agrícola e as enormes lacunas entre ricos e pobres.

Pode interessar a você...
Os 5 principais filmes de Orson Welles
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Os 5 principais filmes de Orson Welles

A intriga e o suspense das obras noir se refletem perfeitamente nos 5 melhores filmes de Orson Welles. Conheça-os neste artigo!