5 hábitos simples para desenvolver a paciência 

· agosto 21, 2018

A maioria de nós têm consciência de que é muito importante desenvolver a paciência para viver de uma forma mais inteligente. No entanto, entre ter esta vontade e realizá-la, existe uma grande diferença. Principalmente se tivermos em conta que o mundo atual não é exatamente um lugar de tranquilidade.

A paciência é uma virtude transcendental porque, na verdade, o mais importante da vida leva tempo. Em todos os processos que valem a pena, é preciso combinar os tempos de ação com os tempos de espera; os tempos de conquista com os tempos de trabalho.

“A paciência é uma árvore de raiz amarga, mas de frutos muito doces”.
– Provérbio persa –

Conselhos para desenvolver a paciência no seu dia a dia

Desenvolver a paciência não é fácil, mas também não é impossível. A verdade é que o costume também intervém nisso: nos acostumamos a reagir de forma acelerada e a não introduzir margens de espera e pausas necessárias. Por isso é muito importante aprender novos hábitos que nos levem a ser mais pacientes. Estes são cinco deles:

1. Nunca julgar

O que o costume de julgar os demais tem a ver com o propósito de desenvolver a paciência? Na verdade, tem muito a ver. Às vezes gastamos muita energia questionando os demais. Pensando nas coisas ruins que as pessoas fazem ou no que elas poderiam ter feito. Este exercício, por si só, introduz uma forte tensão interna entre nós e o mundo.

Parar de julgar os outros

Por si só, o ato de julgar os demais é adotar uma postura hostil diante da realidade. Essa hostilidade, muitas vezes, se traduz em intolerância e, esta, por sua vez, leva à impaciência. Do contrário, se aprendermos a aceitar os demais da forma como eles são, será mais fácil manter o equilíbrio interno. A consequência disso é que teremos uma maior capacidade para desenvolver a paciência.

2. Distanciar-se do conflito

Se os analisarmos profundamente, perceberemos que boa parte dos conflitos são inúteis. Nascem do mal-estar que cada um sente, mas, no geral, não levam a nada. São uma expressão de inconformidade, que muitas vezes só leva as pessoas a se sentirem mais inconformadas ainda.

O conflito não é ruim por si só. Muito pelo contrário, muitas vezes o conflito causa enriquecimento, pois nos ajuda a ver as coisas desde outro ponto de vista, ou nos permite perceber os erros que estamos cometendo. A arte está em gerenciar adequadamente esse conflito. Em não permitir que ele se perpetue e cause uma tensão constante.

3. Reconhecer as contribuições dos demais

Para desenvolver a paciência, é fundamental aprender a valorizar as contribuições dos demais. Há muitas pessoas que, diariamente, fazem muito por nós. Nenhuma delas é perfeita, da mesma forma que nós também não somos. Porém, elas enriquecem as nossas vidas e as tornam muito melhores.

Amor próprio

Quando ignoramos as contribuições dos demais, acabamos dando uma importância excessiva às suas mínimas falhas. Desenvolver a paciência é algo que se alcança aceitando e valorizando. Se reconhecermos as contribuições dos demais, nos encontraremos em uma dimensão mais generosa e tranquila, com eles e com nós mesmos.

4. Diminuir a velocidade

Um dos grandes males da nossa época é a obsessão pela velocidade. Nos tornamos inimigos da lentidão. Perdemos de vista que o que é mais valioso na vida leva tempo. Às vezes a diferença entre uma boa e uma má decisão, ou entre uma boa e uma má ação, é só um momento de espera. 

Nós somos construtores de nós mesmos e da nossa própria vida. Se quisermos fazer tudo rápido, provavelmente não seremos arquitetos de uma estrutura sólida, mas sim de algo feito às pressas e, por consequência, frágil. Devemos diminuir um pouco a velocidade cada vez que percebermos que estamos invalidados pela pressa.

5. Respirar, uma ação fundamental

A respiração contém muitos dos segredos da mente e muitas emoções saudáveis. O oxigênio é um dos mais importantes alimentos do nosso cérebro. Por isso, tudo que tem a ver com a respiração também tem a ver com o bom funcionamento do nosso mundo interno.

Mulher respirando ar puro

Nós devemos tirar um momento para respirar, talvez três vezes por dia. Este é um costume muito saudável que vai nos ajudar a desenvolver a paciência. O melhor é fechar os olhos e tentar não pensar em nada. Pense somente no ar que entra e sai… na vida que habita o nosso corpo. 

Para desenvolver a paciência também é preciso ter paciência. Não é algo que se alcança de um dia pro outro, demanda tempo e esforço. No entanto, é uma das conquistas que nos mudam para sempre e que proporcionam um fator extremamente enriquecedor a nossas vidas. Experimente!