5 livros de Inteligência Emocional que vale a pena conhecer

· outubro 14, 2017

Os livros de Inteligência Emocional são um recurso muito útil e enriquecedor para aumentar um pouco mais o autoconhecimento, para melhorar a gestão dos nossos complexos universos emocionais e desfrutar de relações interpessoais mais satisfatórias. Porque às vezes não basta ter um alto quociente de inteligência (Q.I.) para ser feliz: a inteligência é muito mais que o resultado de um teste.

Nós sabemos que o tema não é novo, que todo mundo já ouviu falar sobre esse conceito, alguns mais e outros menos, mas todos já leram alguma coisa ou já se interessaram um pouco mais sobre o tema. No entanto, apesar de já terem se passado duas décadas desde que Goleman popularizou o termo com seu best-seller “Inteligência Emocional”, poderíamos dizer que continuamos sentindo falta dos seus princípios em muitos dos ambientes do nosso dia a dia. Dizendo de outra maneira, falamos de algo mais conhecido que aplicado, mais venerado que exercitado.

“A chave para alcançar um alto quociente de inteligência coletivo é a harmonia social.”
-Daniel Goleman-

Gostaríamos de sentir que a inteligência emocional está presente no nosso ambiente de trabalho, gostaríamos de ter companheiros de trabalho treinados em competências emocionais. Gostaríamos, sem dúvidas, de que no currículo de todas as escolas fossem implementados de forma adequada e real os princípios da Inteligência Emocional. Seria incrível também se nossos líderes políticos dominassem grande parte dos pilares dessa disciplina, pois todos sairíamos ganhando.

Sentimos falta da presença real dessa habilidade em muitos âmbitos, não há dúvidas, e inclusive percebemos que nós mesmos no dia a dia temos carências, vazios e praticamos atitudes erradas que aumentam nossa ansiedade, dando lugar a bloqueios e frustrações. A boa notícia frente a tudo isso é que a Inteligência Emocional pode ser treinada, que nosso cérebro sempre é receptivo na hora de assumir novas perspectivas, estratégias e habilidades com as quais melhorar nossa qualidade de vida e nossas relações sociais.

Uma boa maneira de conseguir fazer isso passa por mergulhar com critério na ampla oferta editorial que possuímos atualmente. Assim, a seguir vamos listar 5 livros sobre Inteligência Emocional muito ricos e interessantes.

Livros de Inteligência Emocional

Livro de inteligência emocional

1. “Inteligência Emocional” de Daniel Goleman

É impossível iniciar uma lista de livros sobre Inteligência Emocional sem fazer referência a esse livro que foi a base de uma verdadeira revolução no campo da psicologia, do crescimento pessoal, da liderança e da educação. Poderíamos dizer, sem cometer nenhum erro, que tudo mudou um pouco desde que, em 1996, Daniel Goleman, um psicólogo e jornalista do The New York Times especializado em tratar de temas relativos à ciência do cérebro, disse sem rodeios que “nossa visão da inteligência humana era muito estreita”.

O ser humano na realidade dispõe de um amplo leque de capacidades essenciais à vida, sendo a Inteligência Emocional a melhor ferramenta para alcançar a felicidade e o sucesso social. Esse é um dos livros de Inteligência Emocional imprescindíveis para compreender esses princípios, esses segredos que, sem dúvidas, nos convidam a uma constante reflexão…

“As pessoas trabalham melhor quando estão à vontade.”
-Daniel Goleman-

2. “Inteligência Emocional 2.0″ de Travis Bradberry e Jean Greaves

Vamos dizer, por exemplo, que já lemos vários livros de Inteligência Emocional. Vamos imaginar que já compreendemos os conceitos chave, que nos aprofundamos na sua utilidade, nos seus benefícios e nos âmbitos que ela pode ser aplicada. No entanto… de que maneira podemos desenvolver essa ferramenta no nosso dia a dia?

Com esse livro aprenderemos centenas de maneiras com as quais aplicar a Inteligência Emocional com um objetivo bem específico: melhorar nossa qualidade de vida. Para conseguir isso, os autores nos guiam no aprendizado de quatro habilidades básicas: autoconsciência, autogestão, consciência social e como administrar nossas relações sociais.

A proposta é realmente interessante.

Mulher com pássaros e natureza na cabeça

3. “Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes” de Stephen R. Covey

Esse é um clássico dos livros de Inteligência Emocional. Ele conta com mais de 25 milhões de exemplares vendidos, e seu principal atrativo é que oferece uma abordagem holística sobre como alcançar o sucesso, a felicidade e o bem-estar.

Stephen Covey, um renomado professor, conferencista e empresário busca, principalmente, nos fornecer recursos e habilidades práticas para sermos mais proativos, para melhorarmos nossas relações, nossa segurança e nossa capacidade de liderança por meio da Inteligência Emocional. Além disso, ele combina tudo isso com um conceito muito interessante sobre a dignidade humana e o sentido de justiça social.

“Não é o estresse que nos faz cair, é a forma como respondemos às situações de estresse que nos derruba.”
-Wayde Goodall-

4. “Educar com Inteligência Emocional” de Maurice J. Tobias, Steven E. e Friedl Elias

Esse é um dos livros de Inteligência Emocional mais interessantes e úteis se temos crianças em casa ou se, por exemplo, nos dedicamos ao mundo da educação. Através das páginas desse livro, aprendemos a nos comunicar um pouco melhor com nossos pequenos e, por sua vez, construiremos uma relação mais gratificante, na qual ofereceremos estratégias e habilidades para que as crianças melhorem sua relação com as pessoas.

É uma opção bastante pedagógica que convida à reflexão, que nos coloca em situações muito reais nas quais às vezes os adultos se sentem um pouco vazios na hora de lidar com as raivas, os conflitos entre irmãos ou com os companheiros de classe dos filhos… Podemos afirmar que é uma opção muito útil e cuja gratificante leitura sempre pode nos enriquecer.

5. “Bússola para navegadores emocionais” de Elsa Punset

Esse livro é um deleite que cai bem em qualquer momento, que ajuda em qualquer ocasião e que, sem dúvidas, nos convidará a nos aprofundar um pouco mais na Inteligência Emocional. Nele, Elsa Punset nos mergulha em uma visão um pouco mais pessoal sobre o tema através das suas próprias experiências na educação dos seus filhos e na construção da sua personalidade adulta e todas as emoções e os conflitos que surgem nesse processo.

Mais que um livro, é um manual. Uma viagem pessoal que mostra como enfrentar temporais e na qual qualquer navegante ajustará sua própria bússola para encontrar seu norte, seu equilíbrio, seu ponto de encontro.

“Conhecer a si mesmo permite descobrir as fontes da nossa felicidade, nossa ira e nossa dor para poder conviver de maneira harmoniosa e plena com nós mesmos e com os demais.”
-Elsa Punset-

Para concluir, é possível que alguns dos nossos leitores sintam falta de alguns livros de inteligência emocional, algum título que lhe tenha sido de grande ajuda em algum momento da vida e que, sem dúvidas, apreciariam muito mais que alguns dos livros incluídos nessa lista. No entanto, no nosso caminho para melhorar e aperfeiçoar nossas competências emocionais, esses títulos são, sem dúvidas, uma boa maneira de começar, de criar raízes, de abrir os olhos a partir do coração.

Não percamos, portanto, a chance de continuar crescendo, de continuar progredindo através de mais leituras, mais experiências e mais oportunidades para desenvolver com sucesso nossa Inteligência Emocional.