5 segredos para dormir como um bebê

· março 12, 2018

Dormir como um bebê é um luxo que nem todo mundo pode se proporcionar. Significa ter um sono profundo e reparador todos os dias. Vem aumentando o número de pessoas que não conseguem desfrutar desse descanso contínuo. A insônia é um mal da nossa época.

Tudo isso é um verdadeiro problema porque muitas atividades do dia a dia dependem de um bom descanso. Quando alguém consegue dormir como um bebê, há mais lucidez e energia para enfrentar a jornada. Também consegue uma maior consolidação da aprendizagem e protege a memória de longo prazo. Por isso a importância de contar com um bom descanso.

Por outro lado, o sono reparador também contribui para fazer uma “limpeza” dentro do organismo. O sistema nervoso elimina toxinas graças ao fato de que otimiza os processos metabólicos. Por tudo isso, vale a pena trabalhar para ter um descanso melhor. Aqui estão cinco dicas que podem ajudar todos que quiserem começar a dormir como um bebê.

“Que gostoso é dormir tranquilamente enquanto ao longe as árvores balançam e as águas seguem seu caminho!”
–José Zorrilla–

Mulher lendo um livro

1. Transformar o descanso em um ritual

A ritualização do descanso significa/implica criar rotinas estáveis antes de se deitar. Essas rotinas devem estar focadas em diminuir a tensão acumulada durante o dia. Provavelmente quando o dia termina ainda estamos com muitas coisas na mente. Lembranças ou restos do que aconteceu. Então, a ideia é conseguir esvaziar a mente incorporando uma série de rotinas.

O ritual do descanso começa antes de ir para a cama. Pode incluir, por exemplo, uma leitura leve, um banho de água morna ou simplesmente uma sessão de respiração profunda. O importante é que esses rituais vão se internalizando e comecem a operar como um mecanismo automático que nos deixa prontos para o momento do sono. Essa é uma das melhores estratégias para conseguir dormir como um bebê.

2. Cuidar do ambiente do sono

O ambiente influencia, e muito, a qualidade do sono. Há três aspectos que desempenham um papel relevante: o ruído, a iluminação e a temperatura. Qualquer desequilíbrio em algum desses três aspectos acaba sendo um obstáculo para dormir como um bebê.

Por outro lado, é importante utilizar a cama somente para dormir, para se desconectar. Não é uma boa ideia ler, ver televisão ou ficar vagando na internet debaixo dos lençóis. Pode ser muito confortável fazer isso, mas o mais provável é que depois seja mais difícil pegar no sono. Condicionamos esse lugar de descanso a um lugar no qual estamos ativos e estimulados, e não relaxados e tranquilos.

3. Ajuste de tempos e ritmos

Para dormir como um bebê é necessário reduzir o nível de atividade algumas horas antes de ir para a cama. Isto é, ir fazendo com que as atividades enérgicas sejam gradualmente substituídas por outras mais passivas. Isso se relaciona com o primeiro ponto: projetar rituais destinados a diminuir nosso nível de ativação.

Mulher de olhos fechados

Nesse aspecto, incluímos também a atividade digestiva. O ideal é não comer nada duas horas antes de se deitar para dormir. Também não devemos beber nada que seja difícil de digerir. Em particular, não consumir álcool. Ele causa um efeito relaxante a curto prazo, mas também afeta o sistema nervoso e acaba sabotando o sono reparador.

4. O exercício nos ajuda a dormir como um bebê

Se existe algo que ajuda a dormir como um bebê, é um pouco de exercício antes de ir para a cama. Como a ideia é diminuir o ritmo de atividade, o que se deve fazer é um exercício moderado. Um pequeno passeio pode servir. Nada intenso.

A função desse exercício antes de dormir é proporcionar relaxamento muscular e ajudar a eliminar os possíveis rastros de tensão que ainda estiverem presentes. Uns dez minutos de exercício são suficientes para que, ao terminar, nosso tônus muscular possa diminuir mais do que no início da atividade.

5. Relaxamento

As diferentes técnicas de relaxamento podem ser uma ajuda muito útil para alcançar nossa meta de descansar melhor. Não precisa ser algo complexo nem vai existir uma única prática melhor para todo mundo. Por exemplo, podemos experimentar fazer exercícios muito leves com os quais intercalamos períodos breves de aumento da tensão muscular (inspirando) com outros de grande relaxamento (expirando). É uma forma simples de aquietar a mente e o corpo para que estejam predispostos ao descanso.

Meditação

Às vezes basta separar cinco minutos e escolher um lugar solitário para respirar profundamente. É positivo aproveitar esse curto instante para tentar deixar a mente em branco, agradecendo pelo que foi vivido durante o dia e deixando que vá embora.

Todas essas técnicas fazem parte do que se conhece como “higiene do sono”. São um método eficaz para conseguir dormir como um bebê. Requerem um pouco de dedicação, além de constância. Não é algo que se consegue da noite para o dia, mas se as técnicas forem aplicadas até se transformarem em rotina, você verá como pouco a pouco o tempo de descanso começa a render mais.