9 divertidos efeitos secundários da paixão

· setembro 9, 2017

Quando Paulo Coelho disse “não existe amor em paz. Ele sempre vem acompanhado por agonias, felicidades, alegrias intensas e tristezas profundas”, ele se esqueceu de uma consequência. Sem dúvidas, existe uma série de divertidos efeitos secundários da paixão, como veremos neste artigo.

Porque as emoções intensas e a paixão que se vive quando se está apaixonado também provocam mudanças nos seres humanos. Essas mudanças ocorrem tanto a nível comportamental quanto físico.

Efeitos secundários de se apaixonar

O amor é uma emoção complexa. De fato, ele é capaz de alterar nossa forma de ver a realidade. Estar apaixonado é algo muito poderoso. Por isso, muitos estudos científicos se focaram em investigar as mudanças que ocorrem no cérebro e, em geral, no corpo humano quando estamos sob esse estado. De fato, e tal como comprovamos, algumas dessas mudanças são realmente peculiares, estranhas e até divertidas.

Alteração na concentração

O primeiro dos efeitos secundários da paixão sobre o qual falamos é de Henk van Steenbergen, da Universidade de Leiden, na Holanda.

Efeitos secundários da paixão

Segundo esse pesquisador, as pessoas profundamente apaixonadas encontram sérias dificuldades para realizar tarefas que requerem concentração e atenção. Esse efeito se nota especialmente no início do relacionamento, quando grande parte dos recursos cognitivos são utilizados para pensar no ser amado.

Euforia

Segundo Lucy Brown, neurologista na Escola de Medicina Albert Einstein de Nova York, quando estamos apaixonados também ficamos especialmente exaltados. Essa afirmação é corroborada pelos dados obtidos em ressonâncias magnéticas.

Dessa forma, ocorre no nosso cérebro um efeito parecido ao consumo de substâncias psicotrópicas, já que nossas redes de neurônios interpretam dessa forma. O estado é tal que até podemos perder a noção da realidade e do tempo.

Ficamos menos sensíveis à dor

O psicólogo Arthur Aron, da Universidade de Stony Brook de Nova York, afirma que muitas áreas do cérebro se ativam quando há um amor intenso. Algumas dessas regiões são as que também se ativam quando são consumidos medicamentos destinados a reduzir a sensação de dor. Às vezes pode ser tão simples quanto pegar na mão da pessoa amada para obter tal efeito. Interessante, não é?

A paixão faz você andar mais devagar

Aqui está um dos efeitos secundários mais legais da paixão. Será que ficamos tão felizes que não queremos que o tempo passe? Seja como for, os homens são especialmente afetados. Mas a realidade, segundo as pesquisas, é mais prosaica. Simplesmente se deve ao fato de que os homens adaptam seu ritmo ao da sua amada quando caminham juntos.

“A ausência e o tempo não são nada quando se ama.”
-Alfred de Musset-

Efeitos secundários da paixão

As batidas do coração de ambos os amantes entram no mesmo ritmo

Esse efeito secundário é realmente romântico. Segundo estudos científicos, as batidas do coração tendem a se sincronizar quando os amantes estão juntos.

Isso é muito sentimental ou realmente maravilhoso? A sua visão em relação a esse efeito pode depender do seu grau de paixão, não é mesmo?

A voz fica mais aguda

Muitas pessoas, ao se apaixonar, se sentem rejuvenescidas. Será que é por isso que a voz fica mais aguda? Na verdade, não. A resposta, segundo as pesquisas, é que os apaixonados tendem a imitar as vozes dos seus amados em sinal de afeto, respeito e identidade compartilhada.

O amor nos deixa cegos

Mas não, você não vai parar de enxergar por mais cego que seja o amor. No entanto, uma pessoa que pensa muito no ser amado afasta, de forma inconsciente, o olhar de pessoas consideradas atrativas. Na verdade, existe inclusive um nome para esse fenômeno, a distorção de atenção inconsciente.

Efeitos secundários da paixão

Pupilas dilatadas

A ciência também afirma que, ao estar apaixonado, nossas pupilas ficam mais dilatadas. Esse fenômeno se associa ao estado emocional que vivemos, de intensidade extrema. Assim, nos primeiros estágios de uma relação, nossos olhos vão ser o espelho da nossa alma, como popularmente se diz.

Você fica mais valente… e imprudente

O amor nos permite ter uma fé cega na outra pessoa. De fato, segundo pesquisas, principalmente os meninos demonstram grande predisposição a correr riscos para conquistar sua amada em potencial.

“O amor nunca tem razões. A falta de amor também não. Tudo são milagres.”
-Eugene O’ Neill-

Agora você já conhece muitos dos efeitos secundários de se apaixonar, que na realidade são curiosos e divertidos. Se você tem um ser amado, aproveite. Se não for o caso, agora você já sabe um pouco melhor quais mudanças esse estado pode provocar em você.