9 hábitos para manter o amor - A Mente é Maravilhosa

9 hábitos para manter o amor

outubro 31, 2015 em Emoções 4 Compartilhados
Hábitos para manter o amor

Ana já não é feliz com ele. Tudo aquilo pelo qual ela se apaixonou parece ter desaparecido como uma nuvem de fumaça. Sente-se só, descuidada… ele já não lhe envia mensagens quando está trabalhando, dizendo “Estou pensando em você…”, nem lhe dá um beijo quando chega em casa… E ela se pergunta, o que aconteceu com nosso amor? Será que ainda temos solução?

Ana deixou de confiar nele e sente que já não há nada que os una. Já não há beijos nem carícias, apenas falam… nem contam como foi seu dia. Aquelas pequenas coisas diárias que tanto os uniam e que faziam Ana se sentir especial acabaram. A rotina, o tempo e, talvez, o pensar que já está tudo ganho, que tudo já está conquistado, está arruinando sua relação com Pedro.

Pedro também não se sente feliz… quando retorna do trabalho, sente-se tão só quanto ela. Pedro e Ana têm horários de trabalho diferentes e, muitas vezes, Pedro almoça ou janta sem a companhia daquele sorriso cúmplice e tão bonito dela, que se lembra enquanto come a última porção antes de ir dormir. Também sozinho… porque Ana trabalha no turno da noite.

Essa história fictícia que acabamos de relatar poderia refletir uma das tantas histórias de casais que não estão passando pelo melhor dos momentos em seu relacionamento. Mas, em situações como essa, a única coisa que podemos fazer é dizer que tudo acabou? Ainda há alguma solução para nós?

O amor é o maior dos mistérios e a melhor das aventuras que cada um de nós vive, de maneira única e especial. No amor, não existem receitas nem fórmulas mágicas, nem para que surja nem para que se mantenha… mas, talvez, o amor seja como uma pequena planta que devemos regar todos os dias, ou como uma chama que, às vezes, arde com força e, outras vezes, é fraca e pequena, mas nunca se apaga.

Sabe-se que as fórmulas mágicas não existem no amor, mas talvez a inteligência emocional aplicada ao amor possa nos servir de algo. Por essa razão, queremos apresentar um interessante artigo, publicado em “Psycology Today” pelo psiquiatra e consultor Mark Goulston. Este escritor é, além disso, o autor do livro “Como conseguir e manter o amor que você merece”, que nos mostra 9 hábitos que caracterizam os casais felizes. Talvez não seja magia,mas sim inteligência emocional…

Esta é a interessante lista dos 9 hábitos que os casais felizes têm, segundo o Dr. Goulston:

1. Têm interesses em comum. Fazer coisas juntos une as pessoas. E fazer coisas separados pode ser adequado para que nosso parceiro nos ache mais interessantes. Além disso, evita a dependência do outro.

2. Confiam um no outro e se perdoam. Guardar ressentimento e não perdoar paralisa as relações. Depois de tanta briga, quando as águas se acalmam, falar, perdoar e voltar a confiar é o melhor que podemos fazer com nosso parceiro.

3. Caminham juntos, um ao lado do outro, de mãos dadas. O fato de caminhar juntos é uma forma de sentir que vocês têm um destino em comum, de sincronizar seus passos de vez em quando.

4. Deitam-se na mesma hora. No começo dos relacionamentos os casais costumam ir dormir na mesma hora, para estreitar o laço que têm. No entanto, quando faz muito tempo que o casal está junto, cada um escolhe seus horários. Isso só faz com que o desejo se apague, pois o contato íntimo – físico e mental – na cama, é muito importante.

5. Falam “Bom dia” e “Eu te amo” ao começar o dia. Que melhor forma há de começar o dia e enfrentar a rotina e o estresse do trabalho e das preocupações diárias?

6. Falam “Boa noite” antes de dormir, ainda que estejam chateados. É uma forma de fazer nosso parceiro entender que, ainda que este não seja o melhor dia entre vocês, ainda há amor.

7. Ligam e mandam mensagem um para o outro durante o dia. É uma boa maneira de manter a empatia com nosso parceiro. Saber como está seu dia é bom para saber como agir quando ele voltar.

8. Sentem orgulho de se mostrar em público como casal. Andam de mãos dadas, tocam-se na cintura e no ombro, o que importa é que querem tornar seu amor público, que se sentem orgulhosos de estar um com o outro.

9. Concentram-se nos aspectos positivos de seu parceiro. Todos nós temos coisas negativas e positivas. Assim, é sempre melhor se concentrar nos aspectos positivos de nosso parceiro. O negativo só contribui com mais negatividade.

O que você adicionaria à lista? Se ambos os membros do relacionamento se amam, quase sempre há solução.

Recomendados para você