A pós-verdade e as fake news, segundo Noam Chomsky

maio 27, 2019
O preocupante do fenômeno da pós-verdade é que ele transformou as fake news no insumo ideal que muitas pessoas usam para tomar decisões importantes. Chomsky nos alerta sobre os riscos desta situação.

Pós-verdade é o que se denomina como a distorção deliberada que se faz da realidade com o objetivo de moldar a percepção e as opiniões das pessoas. Noam Chomsky falou bastante sobre isso. É um tipo de visão que se difunde principalmente através dos meios de comunicação e das redes sociais. Seu objetivo é o de manipular a opinião, e uma de suas ferramentas básicas são as fake news, ou notícias falsas.

A pós-verdade descreve as novas formas por meio das quais um antigo fenômeno se expressa: a propaganda. Este sempre foi um instrumento através do qual foram criadas “verdades” que não correspondem aos fatos, mas que acabam sendo validadas pelas maiorias em função de sua repetição incessante ou de mecanismos similares.

Noam Chomsky é um dos intelectuais que se referiu a este fenômeno com maior contundência. Como estudioso dos fenômenos de comunicação e como ativista político contra os excessos do neoliberalismo, Chomsky vê na pós-verdade um fenômeno preocupante ao qual a sociedade deve estar atenta.

“O desapontamento com as estruturas institucionais levou a um ponto no qual as pessoas já não acreditam nos fatos. Se você não confia em ninguém, por que tem que confiar nos fatos? Se ninguém faz nada por mim, por que tenho que acreditar nos outros?”
– Noam Chomsky-

As emoções e a pós-verdade

Noam Chosmky diz que a maioria das pessoas perdeu a qualidade de vida nas últimas décadas. Ele atribuiu isso às políticas neoliberais impulsionadas pelos Estados Unidos e Inglaterra. A verdade é que a maioria das pessoas experimenta uma mistura de raiva e medo que acaba se transformando em desconfiança e evasão.

Uma das características da pós-verdade é que, nela, as emoções desempenham um papel importante. As pessoas acabam acreditando naquilo que melhor satisfaz suas emoções básicas, embora isso bata de frente com fatos comprovados. Desse modo, quanto mais associada com as emoções básicas do ser humano uma ideia estiver, mais poder de se enraizar ela também vai ter.

A frustração pelas condições de vida faz com que os sentimentos de ódio, xenofobia e desejo de vingança se exacerbem com facilidade. Ao mesmo tempo, todas as “verdades” que alimentam essas emoções impactam mais. Desse modo, as pessoas estão mais dispostas a acreditar no que satisfaz esses sentimentos exacerbados, em vez de confiar em evidências como sustento de suas crenças.

A pós-verdade e as fake news

A mídia, as redes sociais e as mentiras

O preconceito sempre teve muito mais força do que a verdade científica ou comprovada através de evidências. É por essa razão que Galileu foi forçado a se retratar, logo depois que Copérnico foi queimado na fogueira.

No entanto, atualmente isso adquiriu uma nova dimensão, devido ao enorme poder de penetração que, primeiramente, os meios de comunicação tiveram e, logo em seguida, as redes sociais.

A difusão de uma informação falsa pode ser feita em segundos e de forma massiva nos dias de hoje. Da mesma forma, para criar o efeito de veracidade, existem novas e sofisticadas ferramentas que estão ao alcance de quase qualquer um.

Falsificar uma imagem ou um áudio é algo que pode ser feito através de ferramentas ao alcance de muitas pessoas. Também há formas de fazer com que a mesma informação falsa surja a partir de fontes paralelas e simultâneas. Assim, cria-se o efeito de que “são muitos os meios que dizem o mesmo, por isso, deve ser verdade”.

Chomsky e a pós-verdade

Para Noam Chomsky, a pós-verdade não é um fenômeno que se limita ao político. Isso porque também há um conjunto de realidades distorcidas na economia, na psicologia cotidiana e no estilo de vida.

Com o respeito à economia, tudo indica que, no mundo atual, os consumidores são sistematicamente enganados. Ele usa como exemplo os automóveis. No momento de adquiri-los, os consumidores buscam acessar as informações necessárias para tomar uma decisão racional. Que características do produto eles podem conhecer? Existem fontes independentes que certifiquem que o produto oferecido realmente tem as características que diz ter?

Palestra de Noam Chomsky

Chomsky diz que, no mundo atual, as pessoas se sentem sós e sem esperança. Talvez isso tenha se tornado mais agudo graças a certas ideologias promovidas a partir do psicológico, segundo as quais você, e só você, deve buscar as saídas para os seus próprios problemas. Estes não são mais coletivos nem podem ser solucionados conjuntamente. Ou seja, são vistos como assuntos privados, com os quais cada um tem que lidar a sós.

Neste momento da história, principalmente, a palavra que ilumina não é a dos grandes filósofos, e sim a das correntes que postam e apagam conteúdos na internet. Cada um de nós também tem a responsabilidade de suspeitar daquelas ideias que levam a comportamentos viscerais.

  • Fowks, J. (2018). Mecanismos de la posverdad. Fondo de Cultura Economica.