Quando eu acredito que não sou uma boa pessoa

· abril 2, 2016

Você já sentiu que não era uma boa pessoa? Muitas vezes cometemos alguns erros que nos fazem sentir mal, nos sentimos culpados e acreditamos que somos pessoas más. No entanto, nem tudo o que acontece de errado significa que somos maus.

Acredite, se você pensa que é uma pessoa má, provavelmente não é. As pessoas más não ficam pensando se são más ou não; elas simplesmente agem, sempre em benefício próprio, fazendo maldades sem nenhum motivo.

“Não se esqueça, seja bom ou ruim, isto também passará”.

-Jorge Bucay-

Quando você se sente uma pessoa má, já parou para pensar que talvez os outros o façam se sentir assim? Hoje, você vai descobrir que muitas vezes acredita que está agindo de uma forma negativa, quando na realidade não está. Existem muitos fatores que influenciam, mas o importante é como você se vê.

O limite entre o bem e o mal

rosto-mulher-fechadura

Desde pequenos nos ensinam que devemos ser bons. Mas, o que é realmente ser uma boa pessoa? Comportar-se bem, ajudar os outros, nunca dizer não…

Algumas coisas que nos ensinam prejudicam a nós mesmos. Ser muito bom, muitas vezes, nos expõe demais aos outros, ficamos vulneráveis e nos transformamos em um alvo que vai receber todas as flechas lançadas contra nós.

À medida que crescemos e adquirimos responsabilidades, muitas vezes nos sentimos culpados: quando dizemos não e a pessoa se irrita, quando dizemos a verdade e temos mais problemas do que se tivéssemos mentido, quando mantemos as aparências para que ninguém nos julgue…

Chega! Uma coisa é ser uma boa pessoa, e outra muito diferente é ser bobo e permitir que os outros nos manipulem. Não permita que ninguém lhe use conforme o seu desejo e nem lhe faça se sentir mal.

Por que essa pessoa se irrita comigo? Por que quando sou sincero me tratam mal e me desaprovam? As pessoas pedem sinceridade, mas preferem ouvir as mentiras. Isto não é hipocrisia?

“A hipocrisia é a maior de todas as maldades”.

-Moliére-

No momento certo, você vai aprender a colocar as pessoas no seu devido lugar. Você não precisa oferecer a outra face e entenda que, ao fazer isso, você não está sendo uma pessoa má.

Às vezes, ser egoísta é algo positivo. Você não precisa ficar à disposição dos outros, porque os outros não estão à sua disposição. Seja livre para dizer “não”. Seja livre para não deixar ninguém fazer você sentir que é uma pessoa má.

Diga não à chantagem emocional

ilustração-menina

Talvez uma das formas que nos faz sentir mais culpados seja a chantagem emocional. Isto não acontece somente entre casais, mas em diferentes tipos de relacionamento.

A chantagem emocional se caracteriza por fazer alguém se sentir culpado se ela não agir como esperamos. Muitas pessoas agem assim e é muito fácil identificá-las.

A chantagem emocional pode fazer você acreditar que é uma pessoa má. Se não puder se doar completamente, se não estiver sempre presente, se não puder ficar, então é uma pessoa má.

É muito difícil sair dessa situação porque a nossa baixa autoestima nos faz acreditar que não somos pessoas boas e que causamos sofrimento aos outros embora, curiosamente, estejamos prejudicando a nós mesmos.

Você já reparou como pode se sentir mal por culpa de outra pessoa? Por exemplo, às vezes temos medo de contar algumas coisas porque sabemos que a outra pessoa vai se sentir mal. Mas a pessoa acaba descobrindo e ficamos em uma situação desconfortável.

Na verdade, o negativo não é o que você diz, mas como a pessoa reage. Os comentários da pessoa lhe fazem muito mal, porque ela se coloca no papel de vítima.

“Não existe uma carga mais pesada do que sentir-se culpado por algo que você nunca fez”

-Anônimo-

mulher-no-sofa

A maldade e a bondade são muito relativas

Quando você achar que é uma pessoa má, reflita sobre o que os outros lhe fizeram acreditar. O que é ser uma pessoa ruim e o que realmente é o mal? Maldade é aquilo que você faz sem motivo algum, isto é ser uma pessoa má.

Mas, e se você defender o seu irmão de alguém? Pode usar palavras ofensivas ou até mesmo a força física. Neste caso, você está sendo mau? A maldade e a bondade são muito relativas, tudo depende da situação. Portanto, ser uma pessoa boa não quer dizer que você não cometa erros…