Os amigos tóxicos roubam a felicidade

Os amigos tóxicos roubam a felicidade

setembro 5, 2016 em Psicologia 12 Compartilhados
Mulher pensando em amigos tóxicos

Os amigos tóxicos não são bons para a alma, o espírito, e a nossa própria saúde. Se temos amigos que nos sugam a energia, é possível que sejam amigos tóxicos que procuram roubar a nossa felicidade. E qualquer pessoa que nos rouba a felicidade não deveria estar nas nossas vidas, porque cedo ou tarde vai conseguir nos prejudicar. Você tem amigos tóxicos na sua vida?

Para perceber que alguém está roubando a sua felicidade será preciso se respeitar e pensar, em última instância, no que é melhor para você. Seus verdadeiros amigos serão os que o apoiarem, os que fizerem você crescer como pessoa, os que fizerem você se sentir bem e nunca colocarão você para baixo ou farão você se sentir mal.

Se você não sabe ao certo se está rodeado ou não de pessoas tóxicas, precisa começar a avaliar como se sente quando está perto dessas pessoas. A seguir, você verá alguns tipos de amigos tóxicos que facilmente podem roubar a sua felicidade, identificando aquelas características que melhor os definem.

Amigos tóxicos que nos usam

Existem aqueles amigos tóxicos que só dão notícias quando precisam de você ou que ligam para pedir um favor, e é possível que você se sinta usado por eles. Se um amigo só liga para você ou lembra de você quando precisa de um favor, então não é seu amigo verdadeiro.

menina-ao-telefone-com-amigos-tóxicos

Para ser sinceros, nas amizades usamos as outras pessoas até certo ponto e isso não tem que ser mal visto, sempre e quando for apreciado o valor do relacionamento e existir um vínculo estreito. Se o seu amigo só pede favores e não melhora o bem-estar de ambos, então essa pessoa não tem lugar na sua vida.

O amigo negativo

A sinceridade é uma qualidade escassa e isto nada tem a ver com o negativismo. Quando um amigo lhe diz que você não será capaz de fazer algo, que tudo está errado ou só vê a parte negativa, sem dúvida é um problema.

Não há nada de errado em ter um amigo que fale de forma sincera, que seja corajoso e enfie o dedo às vezes onde mais incomoda, que venha com álcool e limpe a ferida. Contudo, alguém que faz isso constantemente e não tem outra atitude pode ferir você.

“Amo a humanidade, o que me incomoda são as pessoas.”

-Mafalda (de Quino)-

amigos-tóxicos

O amigo rabugento

É verdade que todo mundo pode ter um dia ruim (mesmo as pessoas mais positivas também têm dias cinza) e que às vezes queixar-se é uma boa forma – sempre que seja esporadicamente – de canalizar as energias ruins. Mas os amigos que nos ajudam a crescer de verdade não passam o dia nesta posição.

As pessoas rabugentas, em vez de serem donas das suas vidas e de fazerem alguma coisa para mudar o que não as faz se sentir bem, preferem culpar os outros por aquilo que lhes acontece, e não param de se lamentar por aquilo que não foi. Este tipo de pessoa será inclusive capaz de culpar você pelos seus próprios contratempos, fazendo você se sentir mal de forma gratuita e roubando a sua felicidade. Não lhe dê esse poder!

Aquele que tudo critica

Se alguém está constantemente criticando a sua vida, a sua forma de se vestir ou qualquer outro aspecto, este não é um bom sinal. Existe uma grande diferença entre fazer uma crítica construtiva e criticar com maldade.

amigos-tóxicos-fofoca

As pessoas que costumam criticar normalmente não demoram em replicar essa atitude nos demais âmbitos das suas vidas. Contudo, aqui acontece um paradoxo curioso, aqueles que se especializam na crítica aos outros não costumam ter uma boa autocrítica.

Então, se você tem um amigo que critica você e cada um dos seus projetos, preciso lhe dizer que você conta com alguém próximo que se especializou em criticar em você tudo o que ele não gosta de si mesmo. Ele joga o seu desacordo com o mundo sobre você, de alguma forma você é o canal de escape para as suas frustrações, já que é uma das suas pessoas mais próximas.

Pense que, basicamente, um amigo é alguém que faz bem, que ajuda e que inspira. Mas também é alguém em quem confiamos e a quem vamos outorgar o benefício da dúvida, justamente por ter tanta consideração por ele. Contudo, isto que seria o ideal muitas vezes não é assim – como vimos – e normalmente contamos com algumas pessoas próximas disfarçadas de amigos, que nos machucam contínua e profundamente.

Recomendados para você