A amizade verdadeira sempre sobrevive a tempestades

A amizade verdadeira sobrevive a tempestades

24, novembro 2016 em Psicologia 8601 Compartilhados
A amizade verdadeira sobrevive a tempestades

Nossa amizade passou por momentos difíceis, mas a fé que temos em nosso afeto superou todos eles. Então, agora eu entendo: os relacionamentos verdadeiros podem vacilar por causa das circunstâncias, mas, no final, nada nem ninguém pode com eles. Até podem ter um espaço de pausa, mas em seguida a melodia segue: mais forte, mais enérgica e com mais vontade.

Quando nem sequer tínhamos planejado a força que podíamos ter estando juntas, todas as dúvidas desapareceram e acabamos com cada uma das sombras que queriam nos fazer duvidar. E assim, até que as ondas diminuíram, seguramos nossas mãos e continuamos o abraço: os nossos medos tornaram-se nossos pontos fortes mais úteis.

O valor da amizade

A verdade é que eu posso estar lhe falando isso graças ao maravilhoso valor da amizade: essa sensação de felicidade e orgulho que você recebe ao cultivar algo eterno, puro e sincero. Porque sim, nunca haverá um laço tão único quanto aquele que permanece após quilômetros de distância, depois de anos de vida que começam na infância ou depois de encontrar nele uma família.

amigas-em-uma-ponte

Vivemos de tudo e milhões de coisas aconteceram conosco. O valor da amizade é justamente compartilhar experiências e conhecimento de vida.

Os laços que se unem honestamente não devem ser quebrados

Com você minha vontade de que um laço que foi unido honestamente não se quebre nunca é reforçada. Você e eu sabemos melhor do que ninguém que não foi fácil sair arejado daquele baque que tivemos. No entanto, ainda estamos aqui, agradecendo à vida para que nos mantenha do mesmo lado.

Raivas, birras, mal-entendidos, pequenas mentiras sem muita importância, sem a intenção de causar dor ou danos. Com o propósito de proteger a outra sobre a fina corda bamba da vida. Somos humanas e adultas e, por isso, é normal que tenhamos passado por tudo isso. A boa notícia é que, apesar de tudo isso, aprendemos a seguir adiante, juntas.

Você se lembra de quando tivemos que afrentar aquela notícia trágica? Nós fizemos isso juntas e de mãos dadas. Atravessamos a tempestade e nos sentimos mais fortes por termos uma a outra.

E você me ensinou sobre o perdão nos deslizes que não tinham intenção de causar mal, mas mesmo assim causaram. Você me ensinou que o carinho pode mais que a censura, que a empatia é mais forte do que o orgulho, e que na amizade a separação é uma ilusão.

Ter um amigo é ser um amigo

Estou certa de que o que temos é possível porque é verdadeiro e não perdemos a fé. Além disso, eu sei que uma das chaves para que seja assim é que sabemos ser amigas de nós mesmas, porque não é possível ser amigo de alguém se você não o é primeiramente de si mesmo.

amigas-unidas

Ter um amigo é ser um amigo, com você e com o outro. Isto é, você é amiga de si mesma, espera que eu seja sua amiga, e não se esquece de ser comigo: a reciprocidade em você e em mim é especial.

Então, você e eu não precisamos agradecer-nos, precisamos apenas nos amar e demonstrar isso. E você já sabe: não haverá nenhuma tempestade, nem circunstância, nem conflito que possa conosco se acreditarmos nisso.

Recomendados para você