Você conhece a anatomia do encéfalo?

29 Março, 2020
O encéfalo é a parte superior e com maior massa do sistema nervoso central. Ele tem funções de condução e integração de informação, raciocínio, julgamento e controle do comportamento.
 

O encéfalo é a parte superior do sistema nervoso central. Ele está localizado no crânio, tem funções de condução e integração da informação, de raciocínio, julgamento e controle do comportamento. No que diz respeito à sua distribuição fisiológica, a anatomia do encéfalo se divide em três partes diferentes: o prosencéfalo, o mesencéfalo e o rombencéfalo, também chamados de cérebro anterior, médio e posterior.

Cada uma dessas três partes contém regiões cerebrais específicas que desempenham atividades diferentes. De todas as funções que são desempenhadas, destaca-se o controle da atividade do corpo e a recepção de informação tanto do interior quanto do exterior.

Dessa forma, o encéfalo se encarrega de associar os componentes físicos com os psicológicos, e também de adaptar a informação do cérebro com esses estímulos que recebe do exterior por meio dos sentidos do corpo.

O encéfalo é uma região muito ampla e, de fato, é a estrutura com maior volume do cérebro dos seres humanos. Por esse motivo, contém regiões distintas.

 
Desenho de um cérebro humano

Anatomia do encéfalo: prosencéfalo ou cérebro anterior

O prosencéfalo é a porção anterior do encéfalo. Durante a gestação do embrião, essa é uma das primeiras regiões que se desenvolvem. Posteriormente, dentro do prosencéfalo aparecem duas regiões diferentes em sua estrutura: o telencéfalo e o diencéfalo.

Telencéfalo

O telencéfalo é a região superior mais volumosa do prosencéfalo. Representa o nível mais elevado de integração somática e vegetativa.

Essa região é diferente na comparação entre os anfíbios e os mamíferos. Nos primeiros, é formada por bulbos olfativos muito desenvolvidos. Já nos segundos, contém dois hemisférios cerebrais. Dentro do telencéfalo, encontramos os lobos:

  • Occipital: realiza operações sensitivas visuais.
 
  • Parietal: processa informação sensitiva e do movimento.
  • Temporal: realiza processos auditivos.
  • Frontal: realiza funções superiores como o julgamento, o raciocínio, a percepção e o controle motor.
  • Corpo estriado: recebe informação do córtex cerebral e dos gânglios da base.
  • Rinencéfalo: região cerebral envolvida no olfato.

Dessa forma, é possível ver que o telencéfalo contém múltiplas regiões cerebrais e realiza diversos processos mentais complexos. O processamento de informação procedente dos sentidos e de outras regiões cerebrais está entre os mais importantes, mas a região também participa de funções mais elaboradas, mais especificamente no lobo frontal.

Diencéfalo

O diencéfalo é outra sub-região do prosencéfalo. Ele fica localizado abaixo do telencéfalo, e é limitado em sua parte inferior pelo mesencéfalo.

Essa estrutura contém elementos cerebrais muito importantes. O principais são o tálamo e o hipotálamo.

  • Hipotálamo. É um órgão com dimensões reduzidas. Forma a base do tálamo, controla funções viscerais autônomas e os impulsos sexuais. Além disso, desempenha atividades importantes para a regulação do apetite, da sede e do sono.
 
  • Tálamo. É a região mais volumosa e importante do diencéfalo. Sua principal função envolve receber informação de todos os sentidos, exceto do olfato. Está diretamente conectado com o córtex cerebral e desempenha funções importantes para o desenvolvimento das emoções e dos sentimentos.
  • Subtálamo. Essa pequena região se encontra entre o tálamo e o hipotálamo. Recebe informação do cerebelo e do núcleo rubro, e é formado principalmente por substância cinzenta.
  • Epitálamo. Encontra-se acima do tálamo. É formado pela glândula pineal e pelos núcleos habenulares. O epitálamo pertence ao sistema límbico e se encarrega de produzir melatonina.
  • Metatálamo. Acima do epitálamo está o metatálamo, uma estrutura que funciona como uma via de passagem para os impulsos nervosos que circulam desde o pedúnculo inferior até o córtex auditivo.

Terceiro ventrículo

Finalmente, na parte mais superior do diencéfalo, encontramos um ventrículo que se encarrega de amortecer os golpes cranioencefálicos, com o objetivo de proteger as regiões inferiores do diencéfalo.

 

Anatomia do encéfalo: mesencéfalo ou cérebro médio

O mesencéfalo ou cérebro médio é a parte central do encéfalo. Constitui a estrutura superior do tronco do encéfalo e se encarrega de unir a ponte e o cerebelo ao diencéfalo. Dentro do mesencéfalo, encontramos três regiões principais:

  • Anterior: nessa região encontramos o tuber cinereum e a substância perfurada posterior. É um pequeno sulco que tem sua origem no nervo motor ocular.
  • Lateral: é formado pelo braço conjuntival superior e o trato óptico. Suas funções são simplesmente de conexão entre os tubérculos e os corpos geniculados.
  • Posterior: aqui se encontram os quatro tubérculos quadrigêmeos, pequenas protuberâncias redondas divididas em pares anteriores e superiores que modulam os reflexos visuais e posteriores e inferiores que modulam os reflexos auditivos.

A função principal do mesencéfalo é conduzir os impulsos motores desde o córtex cerebral até a ponte troncoencefálica. O que é o mesmo que ligar as regiões superiores do cérebro às regiões inferiores, para que então os estímulos neurais cheguem aos músculos. Transmite principalmente impulsos relacionados aos sentidos e aos reflexos, e conecta a medula espinhal com o tálamo.

 

Anatomia do encéfalo: rombencéfalo ou cérebro posterior

O rombencéfalo ou cérebro posterior é a porção inferior do encéfalo. Rodeia o quarto ventrículo cerebral e é limitado na sua parte inferior pela medula espinhal. É formado pelo metencéfalo, que contém o cerebelo e a ponte, e o mielencéfalo, que contém o bulbo raquidiano.

Metencéfalo

É a segunda vesícula do encéfalo, e diz respeito à parte superior do rombencéfalo. Contém duas regiões principais e importantes para o funcionamento cerebral: o cerebelo e a ponte.

  • Cerebelo: sua função principal é a de integrar as vias sensitivas e as vias motoras. É uma região repleta de conexões nervosas que permitem estabelecer conexões com a medula espinhal e com as partes superiores do encéfalo.
  • Ponte: é a porção do tronco do encéfalo que se localizada entre o bulbo raquidiano e o mesencéfalo. Sua principal função é parecida com a do cerebelo, e se encarrega de conectar o mesencéfalo com os hemisférios superiores do cérebro.
 
Você conhece a anatomia do encéfalo?
Cerebelo

Mielencéfalo

O mienlencéfalo é a parte inferior do rombencéfalo. Essa região contém o bulbo raquidiano, uma estrutura em forma de cone que transmite os impulsos da medula espinhal para o encéfalo.