Os 11 animais de estimação mais comuns

Certamente você pode imaginar alguns, mas outros irão surpreendê-lo. Esses são os animais de companhia mais comuns.
Os 11 animais de estimação mais comuns

Última atualização: 07 Novembro, 2021

Domesticamos animais praticamente desde que a nossa espécie se tornou sedentária. Embora os exóticos estejam se tornando cada vez mais comuns em nossos lares, podemos dizer que existem animais de estimação que são os mais escolhidos como companheiros de vida.

Essa frequência depende, sobretudo, de há quanto tempo o animal foi domesticado, pois quanto maior a quantidade de tempo ao lado do homem, maior a facilidade de entendimento interespécies. Por exemplo, tendemos a nos entender melhor com cães e gatos do que com peixes.

Portanto, neste artigo, apresentaremos os animais de estimação mais comuns nas nossas residências. Embora esta lista possa ser estendida ao infinito, falaremos sobre os mais escolhidos.

Atualmente, em mais da metade dos lares há pelo menos um animal de estimação. Felizmente, a decisão de adotar e cuidar de um bichinho é cada vez mais comum, em parte porque as pessoas que estão empenhadas em adotar um animal de estimação têm mais acesso a informações a respeito de como fazer isso.

1. Cachorro (Canis lupus familiaris)

O animal de estimação por excelência. É um canídeo onívoro cujo adestramento remonta a 15.000 anos, quando seus ancestrais se aproximavam das populações humanas em busca de restos de comida.

Ao longo dos anos, a seleção artificial de espécimes deu origem a mais de 300 raças de cães com algumas diferenças muito significativas em algumas dimensões, como aquelas entre um mastim e um chihuahua. Provavelmente estamos falando sobre a espécie com as qual nós, humanos, nos entendemos melhor.

2. Gato (Felis silvestris catus)

Boa parte da população não concorda com a última frase da seção anterior. Foi assim que chegamos ao segundo animal de companhia mais comum: os gatos. Os gatos também dividiram espaço com os humanos por milhares de anos, enquanto caçavam nas proximidades das casas.

Embora, por serem animais solitários, tenham um temperamento diferente dos cães, são ideais para pessoas que desejam uma relação mais tranquila com o seu animal.

Gato filhote nas pernas de uma pessoa

3. Canário (Serinus canaria domestica)

Os canários, originalmente mantidos com o intuito de alertar que havia vazamento de gás nas minas, tornaram-se pássaros ornamentais com o passar dos anos.

Os sons que emitem são sua característica mais marcante. Variedades com uma gama cromática muito ampla emergiram da sua coloração original marrom e levemente amarelada.

4. Porquinho da índia (Cavia porcellus)

Estes pequenos mamíferos são muito populares em lares com crianças. Com seus ruídos adoráveis ​​e temperamentos dóceis, estão entre os mais queridos. É um roedor herbívoro, resultado do cruzamento de várias espécies do gênero Cavia ao longo de milhares de anos.

5. Peixe

Os peixes domésticos são guardados com a mesma intenção dos canários: decorar a casa. Muitas pessoas acham relaxante cuidar de um aquário e se tornam verdadeiros especialistas nele.

Esses animais podem parecer meramente decorativos, mas é possível interagir com eles. Entre as espécies mais populares de peixes está o peixe dourado (Carassius auratus), que foi domesticado pela primeira vez na China há cerca de 1.000 anos.

6. Coelho (Oryctolagus cuniculus)

Este lagomorfo é outro dos pequenos mamíferos que são mantidos em nossas casas. São animais muito limpos, sociáveis ​​e uma companhia muito agradável.

Os coelhos são, provavelmente, a melhor espécie para aprender a lidar com as presas: nem todos podem fazer a parte inferior da cadeia alimentar perder o medo.

7. Furão (Mustela putorius furo)

Os furões são considerados um meio termo entre cães e gatos, pois são sociáveis ​​como os primeiros e independentes como os últimos. Essa espécie começou a ser domesticada para a caça de animais que vivem em tocas, como os coelhos.

Em casa, os furões podem ser um turbilhão – eles adoram pilhas de roupa suja, se escondendo, atacando e brincando com tudo ao seu alcance. Eles podem dormir 20 horas por dia, então aproveite bem seus momentos de atividade.

8. Hamsters

O que conhecemos como hamsters são, na verdade, uma subfamília de roedores (Cricetinae), contendo 19 espécies agrupadas em 7 gêneros. Eles são muito populares nos lares porque são relativamente fáceis de cuidar e têm uma aparência adorável.

São animais solitários que podem ser rudes, mas com um bom tratamento e paciência, você pode estabelecer um bom relacionamento com eles. Eles são noturnos, então você terá que se adaptar às suas horas de vigília.

9. Pequenos roedores

Além dos hamsters, muitos outros roedores se tornaram populares nas casas: ratos, camundongos, gerbos, degus e um longo etc. Muitos deles, principalmente os ratos, tinham um estigma de peste na cabeça que está desaparecendo aos poucos.

Os roedores, que costumam ser gregários, têm facilidade para interagir com os humanos. Além disso, muitos deles compartilham seu habitat conosco há milhares de anos, embora costumem se manter escondidos em nossas casas.

10. Papagaios

As aves exóticas, com suas cores brilhantes e personalidades complexas, estão entre os animais de companhia mais comuns entre os amantes de pássaros. Do periquito à enorme arara, essas aves são ideais para quem tem muito tempo livre e muito conhecimento sobre espécies exóticas.

O aviso que é dado a quem está pensando em adotar uma dessas aves é o seguinte: certifique-se de que sua posse é legal no seu país. Além disso, alguns deles podem viver 80 anos, então saiba que este pode ser um companheiro para a vida toda.

Arara voando

11. Répteis

Finalmente, as pessoas que se especializam em cuidados complexos e animais exóticos costumam escolher répteis para suas casas. As espécies mais populares são as cobras, como a píton real (Python regius), o dragão barbudo (Pogona vitticeps) e a iguana verde (Iguana iguana).

Sendo animais cuja domesticação, se é que podemos falar em domesticação, é muito recente, é necessário recriar as condições do seu ambiente natural o mais fielmente possível. Além disso, os cuidados de cada espécie diferem muito uns dos outros, portanto, algum treinamento é necessário para o seu cuidado.

Seja qual for o animal escolhido, o cuidado responsável deve ser a bandeira que acompanha todos eles. Seja pelo ativismo ou pela necessidade de companhia, cada vez mais recebemos animais de estimação em nossas casas. Aos poucos, as relações entre a nossa espécie e as demais vão se expandindo, também como forma de adaptação ao ambiente.

Pode interessar a você...
Animais de estimação resgatados: como escolher o seu melhor amigo?
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Animais de estimação resgatados: como escolher o seu melhor amigo?

Os animais de estimação resgatados são animais que vão te amar e ser fiéis por toda a vida. Você sabe quais são os requisitos para adotá-los?