Animais de estimação resgatados: como escolher o seu melhor amigo?

Os animais de estimação resgatados são animais que vão te amar e ser fiéis por toda a vida. Um animal que sofreu uma situação de rua sempre o agradecerá por tê-lo resgatado. Você conhece os requisitos para adotar um animal de estimação?
Animais de estimação resgatados: como escolher o seu melhor amigo?

Última atualização: 13 Maio, 2021

Os animais de estimação resgatados são, muitas vezes, animais complexos por causa do seu histórico de aprendizagem. Eles já têm alguns anos de vida e, em muitos casos, aprenderam que as pessoas podem se tornar uma ameaça.

Os cães – resgatados ou não – são animais de companhia e geralmente gostam de interagir com as pessoas. Isso não significa que eles estarão conosco 24 horas por dia, 7 dias por semana. Os animais, assim como nós, também precisam do seu espaço.

Precisam de um espaço em casa, mas também de espaço exterior, por isso é necessário sair com eles para um passeio. Eles precisam correr e se expandir, e nesse sentido não são diferentes de nós.

Portanto, se você está pensando em adotar um, primeiro pense em como pretende atender às suas necessidades. Os passeadores de cães são uma ótima opção, mas você tem que contar com um gasto financeiro adicional.

Animais de estimação resgatados

1. Um compromisso de longo prazo: os cães podem viver de 10 a 20 anos

Quais são os seus planos de vida? Se você está na faculdade, pretende voltar para a casa dos seus pais? Como será a sua vida depois da faculdade? 10 horas de trabalho? Sair com amigos todas as noites depois do trabalho?

Você deve considerar quais serão os seus planos de longo prazo antes de adotar. Os cães podem viver por mais de 10 anos, dependendo do seu tamanho. Certifique-se de encontrar um cão que se encaixe em seus planos futuros.

2. Você pode arcar com as despesas dos animais de estimação resgatados?

As associações de proteção aos animais não recebem subsídios financeiros, mas vivem da ajuda financeira de pessoas físicas. Ao adotar, é solicitada uma taxa ou doação para cobrir as despesas veterinárias do animal enquanto estiver sob seus cuidados.

Você deve ter em mente que os animais de estimação resgatados requerem certas despesas mínimas. Mesmo que você encontre um cão “grátis”, terá que pagar pela comida ou pelos cuidados veterinários. Aqui estão alguns dos custos envolvidos na adoção e posse de um cão:

  • As despesas fixas incluem uma taxa de adoção e ração – o valor varia de acordo com o tamanho do seu cão.
  • Coleira, guia e etiqueta de identificação.
  • Brinquedos e ossos.
  • Cama de cachorro.
  • Exame médico anual e vacinação.
  • Prevenção mensal contra pulgas e carrapatos (depende do tamanho do cão).
  • Despesas opcionais: banhos periódicos, aulas de adestramento, etc.

3. A idade dos animais de estimação resgatados: qual é a melhor escolha?

Considere as vantagens relativas de adotar um filhote, um cão jovem ou adulto. Filhotes, por exemplo, exigem muito trabalho quando se trata de incutir certos hábitos, e mastigam incessantemente na dentição. Se você não quer que as suas coisas sejam mastigadas ou não tem tempo ou dinheiro para treinar um filhote, considere adotar um cão adulto.

Existem muitos cães mais velhos que também precisam de um lar! Os cães mais velhos têm muitos benefícios e geralmente já são treinados, são obedientes e exigem menos atividade física.

4. A socialização: adotar um cão adulto é melhor do que comprar um filhote?

Não importa se você vai comprar um filhote de um criador ou adotar um filhote de um abrigo para animais de estimação. Em ambos os casos, o primeiro passo é encontrar um criador ou centro de resgate com garantias. Muitas pessoas comentam que querem um filhote para educá-los. Além disso, em princípio, muitos acreditam que um filhote é um cão mais adequado em um contexto em que existem crianças.

Uma parte importante da adoção é fazer o teste que os centros de proteção normalmente fazem para os adotantes em potencial. Lá eles fazem perguntas sobre os seus hobbies, o tipo de casa, para encontrar o cão que melhor se adapta às suas condições. O normal é que, a partir disso, você mande um pedido de adoção para o centro de resgate que lhe interessa. Posteriormente, eles entrarão em contato com você para conhecê-lo e explicar todo o processo.

5. Sofrimento: os animais do abrigo vêm com bagagem

É verdade que alguns animais de estimação resgatados têm os seus medos e problemas de comportamento como resultado da experiência que viveram. Esses mesmos problemas podem ocorrer mesmo se você decidir comprar um filhote de um criador.

Você está pronto para enfrentar possíveis problemas? Você procuraria ajuda profissional se necessário? Não espere que o seu novo animal de estimação seja perfeito em tudo. Ninguém é perfeito!

Animal de estimação resgatado

6. Você terá tempo para treinar o seu cão?

Treinar o seu cão não é uma opção, é uma obrigação. Muitas pessoas que têm um cachorro têm uma ideia de como querem que ele se comporte.

Os programas de televisão e os filmes projetam “a imagem de um cachorro perfeito”. Este cachorro perfeito corre sem coleira, vem quando é chamado e nunca se mete em encrenca!

Mas o fato é que esses cães passaram por muitas horas de treinamento para se comportar dessa forma. Os cães não nascem para compreender as pessoas, é nosso trabalho treiná-los para nos compreender e não criar situações perigosas. O grau em que teremos que treinar um cão dependerá do seu histórico de aprendizagem e de como queremos definir o seu comportamento.

7. Requisitos para adotar um animal de estimação resgatado

Cada local de adoção possui os seus próprios requisitos na hora de entregar um pet. Esse trabalho é importante porque garante que os futuros tutores serão responsáveis e que aquele animal não vai voltar às ruas em breve. Veja as principais exigências:

  • Ter no mínimo 21 anos;
  • Apresentar documentos como RG, CPF e comprovante de residência;
  • Assinar um termo de responsabilidade se comprometendo a cuidar do pet.

Além disso, em alguns lugares é possível que você precise preencher um cadastro, falando sobre como será o dia a dia do cão, como é sua casa e se você já tem outros cães ou gatos. Isso ajuda as pessoas que trabalham lá a entender melhor o perfil de quem vai adotar e, portanto, os cachorros que melhor se adaptariam a cada um.

Pode interessar a você...
Animais de estimação que resgatam humanos: quando somos salvos por um animal
A mente é maravilhosaLeia em A mente é maravilhosa
Animais de estimação que resgatam humanos: quando somos salvos por um animal

Há animais de estimação que resgatam pessoas: são cães e gatos que salvam seu "humano" porque chegam à sua vida nos momentos mais difíceis.



  • Castañeda-Hidalgo, H. (2011). Contra el maltrato de los animales. CienciaUAT. Volumen 5, Numero 4. Pp. 8-11
  • Fernandez, L. (2013). El maltrato animal desde un punto de vista criminológico. Derecho y Cambio Social. Año 10, Número 33.
  • Cendón, M.; Holm, A. (2012). Abandono de animales de compañía. Deontología y veterinaria legal. Universitat Autonoma de Barcelona.