Aquele que sorri sempre é mais forte do que aquele que se enfurece

· outubro 24, 2016

Dizem que você vive aquilo no que você fixa seu foco de atenção, por isso parece lógico pensar que é muito mais benéfico tentar solucionar aquilo que o desestabiliza do que passar o dia lutando contra a lei da gravidade. Os desentendimentos nos desequilibram e, diante deles, a melhor forma de sair bem é agir com a serenidade de quem sorri, e não por meio de ataques impulsivos ou duradouros.

Quando uma situação transborda e você sente que não sabe “por onde começar”, é justamente a paciência, junto com um certo grau de otimismo, que pode fazer com que você supere o problema sem “muitos danos”. Do contrário, isso pode ocasionar um desequilíbrio emocional desnecessário durante algum tempo, dando espaço para mais estresse, ansiedade ou chateações.

Sorria com serenidade caso queira conseguir algo

Às vezes nós podemos nos ver imersos em uma discussão um tanto acalorada e, na maioria das vezes, costuma ser com um familiar ou com algum amigo. Isso faz com que a tensão seja maior, pois um problema levado da forma errada por trazer resultados que não queríamos de jeito nenhum.

Diante destas circunstâncias – ou de outras similares – cabem duas possibilidades: perder o controle da situação ou ser o mais racional possível. Optar por uma coisa ou outra vai depender da nossa força para controlar a impulsividade e para manter a cabeça o mais fria possível. Neste sentido, é muito mais saudável buscar o uso de uma mente aberta que nos leve a um lugar seguro.

“É mais fácil obter o que se deseja com um sorriso do que com a ponta de uma espada”.
– William Shakespeare-

casal-discutindo-com-bom-humor

Não consiste em você ganhar e o outro perder, mas a lição aprendida por aquele que foi capaz de agir com serenidade será muito mais enriquecedora para o futuro: o diálogo pacífico, um sorriso a tempo e um comportamento sossegado, em resposta à agitação, servirão para outras situações semelhantes às que enfrentamos. Por isso a expressão “Sorria com serenidade caso queira conseguir algo.”

Ao se enfurecer você acaba num beco sem saída

O normal é que a raiva leve a uma situação sem saída: enfurecer-se não permite escutar e nem ser escutado, da mesma forma que também não nos permite compreender e nem sermos compreendidos.

As discussões aparecem quando a conversa é capaz de mudar de tom de repente. Então a voz é levantada e as pessoas não olham para mais nada além de seu ego pessoal: nenhum dos envolvidos para para pensar se está errado, se está tentando impor em vez de transmitir suas ideias e se está tomando como verdade interpretações que podem não se ajustar à realidade.

“Apegar-se à raiva é como agarrar uma brasa ardendo com a intenção de jogá-lo em alguém; é você quem se queima”.

– Buddha-

raiva

A raiva esconde o que se sente e faz a pessoa crer que não é possível que ela esteja errada no que ela está defendendo. Também pode ser que a pessoa não tenha consciência de que ganhar o conflito não vai beneficiá-la em nada, porque ela não terá aprendido nada com o que o outro pensa, ou porque é provável que acabe acreditando em mal entendidos.

Lidar com uma situação difícil mantendo a serenidade de quem sorri

A pessoa que sorri diante das complicações será mais forte do que o que se chateia, ainda mais porque saberá lidar melhor com as situações difíceis que podem vir em seguida. Assim, saberá que a reflexão e a análise são as maiores inimigas da atitude arrogante que a raiva costuma provocar.

Além disso, ganhará experiência para buscar soluções para os seus problemas e para se abrir à tolerância, que implica ter um grande leque de relações. É importante saber escutar e respeitar o que os demais pensam sobre nós, assim como ter em conta que todos nós erramos: às vezes no que dizemos, outras no que fazemos.

mulher-preocupada

Parece utópico, mas aprender a controlar as emoções em situações delicadas nos ajuda a canalizar os momentos de raiva que não podem ser evitados. Não se trata de ver os problemas com os demais como se eles não existissem, mas sim de aprender a controlá-los de uma forma eficiente.

“Em tempo de grande estresse ou adversidade, é sempre melhor manter-se ocupado para dirigir sua raiva e energia para algo positivo”.
– Lee Iacocca –