Ansiedade: como vencê-la para viver a vida ao máximo

Como vencer a ansiedade para viver ao máximo

outubro 14, 2016 em Emoções 53 Compartilhados
Como vencer a ansiedade para viver ao máximo

Você se sente que está passando pela vida como um sonâmbulo? Gostaria de ter mais liberdade, mais aventuras, mais tempo, mais amor e menos ansiedade? Você é daquelas pessoas que tenta encontrar uma forma de viver a vida ao máximo, mas sente que tudo o atrapalha?

É triste, mas muitas pessoas passam pela vida sem ter experimentado realmente o que ela tem para oferecer. Embora as circunstâncias de cada um sejam o que são, isto não quer dizer que não há possibilidade de trabalhar no que pode ser melhorado para viver ao máximo.

Uma experiência traumática, a chegada de uma nova responsabilidade ou simplesmente a observação de que o tempo passa podem nos introduzir em um círculo de ansiedade. No fundo se encontra o medo do fracasso ou outros temores que nos paralisam e não nos permitem desfrutar. A ansiedade por não alcançar o que queremos obter ou por não conseguir o que esperamos pode nos paralisar, complicando ainda mais as coisas.

Superar o medo e a ansiedade

A ansiedade é a forma que temos de nos dizer que estamos diante de uma demanda que pode ser comprometida, pensando nos recursos com os quais achamos que contamos. Esta ansiedade pode se manifestar de muitas formas, como por exemplo através do perfeccionismo, da ambição, dos ciúmes, da necessidade de agradar a muitas pessoas ou do vício de trabalhar, entre outros.

mulher-olhando-pela-janela-com-ansiedade

Para viver ao máximo é preciso superar esta ansiedade e, sobretudo, todos estes medos que nos limitam e nos prendem neste pequeno compartimento que nos afoga. Como? Aqui estão algumas estratégias.

Enfrente o pensamento negativo e o comportamento ansioso

Por mais óbvio que pareça, vale a pena lembrar que para superar a ansiedade, primeiro é preciso reconhecê-la através dos padrões do comportamento ansioso e de pensamento negativos. É preciso ser corajoso para desafiar estes pensamentos e comportamentos, mas não se pode lutar contra um inimigo que não se conhece.

Reconhecer e identificar os pensamentos negativos e os comportamentos ansiosos já é ganhar metade da batalha. Uma vez desmascarados, é muito mais fácil lutar contra eles. Para isso é preciso tempo, mas funciona.

Alguns destes padrões de pensamento negativo e comportamento ansioso incluem:

  • Excesso de generalização: nem tudo o que se parece é a mesma coisa.
  • “Leitura da mente”: se você quer alguma coisa, diga, não espere que os outros leiam os seus pensamentos.
  • Afirmação e autocrítica negativa: errar ou fazer algo mal não o transforma em uma pessoa idiota ou inútil, então não repita isso para si mesmo como um mantra.
  • Pensamento radical: nem tudo é branco ou preto. Existem milhões de cores que podem mudar tudo. Existem muitas possibilidades se você olhar com um filtro de cores.

Para enfrentar seus pensamentos negativos, você pode utilizar alguma das seguintes estratégias:

  • Reconheça e identifique o padrão de pensamento negativo e inútil.
  • Desafie os seus pensamentos pensando positivo.
  • Reconheça as palavras extremas e mude seus pensamentos usando a palavra oposta positiva.
  • Anote os pensamentos negativos que mais se repetem e reflita sobre de que forma você pode repensá-los.

Pratique a aceitação

Aceite que você tem ansiedade. Em vez de tentar suprimi-la, trate de entendê-la. Seu corpo funciona bem, a ansiedade é apenas uma advertência à qual você deve prestar atenção. Fugir não serve de nada. Aceitar a situação o ajudará a corrigi-la.

mulher-com-os-olhos-fechados-tentando-afastar-ansiedade

Aceitar uma situação de ansiedade não é fácil. Na verdade, é provável que você se sinta ainda pior ao pensar nisso. Não é fácil enfrentar os nossos próprios fantasmas, mas não há outra forma de vencê-los além de encará-los de frente. Para isso é necessário ser forte e audacioso.

Aceitar significa entender que neste momento o que você está experimentando é ansiedade, e se sentirá mais ansioso quando passar pelo processo de recuperação. Haverá um período no qual os pensamentos negativos continuarão aparecendo. Isso é natural. Você só tem que aprender a aceitá-los pelo que são, pensamentos de ansiedade, e seguir em frente.

Cuide de si mesmo

Durma o suficiente, alimente-se corretamente, faça exercícios, tenha algum hobby, relaxe. Dedique um tempo de qualidade para si mesmo. Não estar disponível para os outros o dia todo ou deixar de trabalhar por um momento do dia não faz com que você seja uma pessoa pior, muito pelo contrário. Cuidando de si você também cuida dos demais, porque você estará em melhores condições para cumprir com suas obrigações e responsabilidades.

Viver ao máximo não tem que significar viver no topo da adrenalina todos os dias, mas desfrutar de cada momento de forma consciente. No entanto, você não vai conseguir fazer isso se o seu corpo ou sua mente não estiverem preparados.

Cerque-se de pessoas e coisas positivas, seja gentil com você mesmo e com os outros e dê prioridade ao que realmente importa.
Compartilhar

Reveja o seu estilo de vida

Preste atenção às relações e situações tóxicas que existem na sua vida. As pessoas tóxicas só envenenam a sua mente, estragam o ambiente e perpetuam o que parece ser um estado de ansiedade e medo do qual não se consegue sair. Isso vai embora da mesma forma que se supera uma doença: eliminando a causa, não apenas tratando os sintomas.

ansiedade-do-dia-a-dia

Reveja também se a pessoa tóxica é você. Se a sua atitude cria um ambiente ruim, você receberá em troca aquilo que oferece. Se você mudar, é bem provável que também note que acontecem mudanças ao seu redor.

Outras questões que você deve rever são, por exemplo, em que medida você vive para agradar aos outros, se você tem objetivos claros, se está fazendo o que realmente deseja ou o que acredita que tem que fazer, ou se você está vivendo segundo os seus próprios valores.

Recomendados para você