As 7 melhores histórias infantis para dormir

As histórias para dormir ajudam as crianças a adormecer, sendo também uma grande oportunidade de partilhar momentos de qualidade com elas.
As 7 melhores histórias infantis para dormir

Última atualização: 08 Janeiro, 2022

É hora de ir para a cama e as crianças continuam com energia… Que histórias infantis para dormir podem nos ajudar fazê-las adormecer?

As histórias têm múltiplos benefícios na infância: ajudam as crianças a adquirir o hábito da leitura, funcionam como entretenimento, estimulam a imaginação e também ensinam uma moral a elas. Neste artigo mostraremos a nossa seleção de 7 melhores histórias.

As melhores histórias infantis para dormir

A seguir apresentamos 7 histórias infantis para dormir que são adequadas para diferentes idades e possuem os personagens mais divertidos. Não perca!

1. El Oso dormilón (“O urso dorminhoco” em tradução livre)

Uma das melhores histórias infantis para dormir é a que conta a história de Aníbal, O urso dorminhoco. Aníbal é um urso que gosta muito de dormir. Ele não perde nenhuma oportunidade para fazer isso e passa a maior parte do dia dormindo. Às vezes ele abre os olhos e vê o que os outros ursos estão fazendo, mas depois se deita e volta a dormir.

Um dia, enquanto dormia, Aníbal começou a sentir muito frio. Ele percebeu que tudo havia mudado: havia nevado e as árvores não tinham folhas.

Ele começou a perguntar a todos: o que aconteceu? Mas ninguém respondeu. Por fim, um coelho disse a ele que todos sabiam que o inverno estava chegando e por isso haviam se preparando durante o ano.

O coelho recomendou que ele pedisse ajuda aos vizinhos durante o inverno, e Aníbal foi de caverna em caverna; alguns lhe deram comida, outros um lugar para descansar… Mas ele não conseguia dormir: tinha medo de que acontecesse alguma coisa.

Por isso ele ajudou os outros animais com as tarefas deles. Com isso Aníbal aprendeu que trabalhar também era divertido, e começou a construir uma caverna para ele e para os outros animais, além de se preparar para o inverno seguinte. À noite ele chegava cansado e dormia pacificamente. E então o sono ganhou um novo valor: se recuperar para o dia seguinte.

2. Ali Baba e os Quarenta Ladrões

Outra das melhores histórias infantis para dormir é a de Ali Baba e os Quarenta Ladrões, um clássico. Ali Baba era um lenhador pobre e honesto que tinha um irmão: Cassim. Ali Baba um dia viu 40 ladrões escondendo seus enormes tesouros em uma caverna, usando uma pedra para esconder o tesouro.

Para sua surpresa ele descobriu que a pedra se abria quando alguém dissesse “abre-te sésamo” e fechava com “fecha-te sésamo”. Quando os ladrões saíram ele se aproximou e abriu a pedra. Havia muitas joias, era um tesouro enorme. Então ele pegou ouro suficiente para viver como um rei, e correu para casa para contar tudo à sua esposa, Morjana.

Ela ficou muito feliz e começou a pular de alegria. Ali Baba decidiu enterrar o tesouro, mas a esposa dele queria pesar tudo. Por isso ele correu à casa de Cassim, para pedir uma balança emprestada ao irmão. Cassim untou a balança com graxa para descobrir o que seria pesado nela e, depois que Morjana pesou o tesouro, ele percebeu que havia um diamante.

Ele foi imediatamente à casa de Ali Baba, que contou tudo a ele. No dia seguinte Cassim voltou para a caverna e encheu as sacolas de tesouro. Mas ele não se lembrou da frase para fechar a pedra, e não a fechou. Os ladrões o pegaram roubando e tiraram a vida dele. Ali Baba foi procurá-lo e o encontrou sem vida.

Ele ficou muito triste e levou o irmão à cidade para enterrá-lo. Quando os ladrões voltaram para a caverna, perceberam que Cassim já não estava lá e foram à aldeia em busca dele, perguntando pela cidade.

Depois de uma longa jornada eles descobriram o nome de Ali Baba. O chefe do bando foi até a casa dele com seus homens escondidos e fingiu ser um vendedor de óleo. A esposa o deixou entrar pois ele parecia simpático, mas logo descobriu que se tratava dos ladrões. Morjana os distraiu e Ali Baba foi procurar a polícia.

Finalmente eles foram levados para a cadeia e Morjana e Alí Baba aprenderam uma lição: não se deve roubar. Desde então, eles foram felizes para sempre!

3. Juana la jirafa resfriada (“Joana, a girafa resfriada” em tradução livre)

Em Joana, a girafa resfriada, uma girafa chamada Joana fica resfriada e começa a espirrar. Como ela tem um pescoço muito comprido, seu espirro fazia um barulho muito alto, de modo que nenhum animal da selva conseguia dormir.

Então um elefante disse em voz alta: “Uau, não consigo dormir com esse barulho! Será que alguém está nos atacando?” Assim, ele avisa os outros animais para eles defenderem a selva. O avestruz, o sapo, o hipopótamo… todos se aproximam para descobrir o que está acontecendo. E Joana continua espirrando.

Ao chegar mais perto eles percebem que é a pobre girafa doente. Os animais perguntam o que há de errado com ela, e Joana se desculpa, entre espirros. Ela quer parar, mas não consegue! O elefante propõe pedir ajuda ao macaco curandeiro.

O macaco chega rápido e, com algumas ervas e outras poções, faz a girafa parar de espirrar. Ela agradece a todos pelo esforço e assim, todos voltam para as suas casas, podendo adormecer; inclusive Joana, que com certeza continuará sonhando com esse dia especial.

4. El ratón que se comió la luna (“O rato que comeu a lua” em tradução livre) – Petr Horácêk

O rato que comeu a lua conta a história de um rato que espia pelo pequeno buraco em que vive e vê a lua. “Como ela é linda!”, ele pensa. “Eu adoraria ter um pedacinho.” Na manhã seguinte, ele viu algo que nunca tinha visto: um pedaço da lua havia caído.

O ratinho saiu correndo e se aproximou dela: “cheira muito bem!” E ele pensou que talvez pudesse comê-la. Ele deu uma mordida, e outra, e outra… até comer a metade. Oh, não! Agora ela nunca mais será redonda, ele pensou. O coelho perguntou o que havia de errado com ele: “eu comi metade da lua” ele respondeu.

O coelho disse: “ninguém pode comer a lua!” Então o ratinho passou na frente da casa da toupeira, e ela perguntou o que havia de errado. Ele respondeu contando o que houve, mas a toupeira não acreditou no que ele estava dizendo. E o rato voltou para casa.

O coelho e a toupeira vieram, dizendo “queremos mostrar uma coisa para você!” Ele os acompanhou até o topo da colina e eles viram a lua. O rato estava eufórico: “eu não a comi! Olha só!” Os três se sentaram e comeram a outra metade da lua, que estava deliciosa. Mas a lua continuou iluminando o céu, porque… ninguém pode comer a lua!

5. El cocodrilo al que no le gustaba el agua (“O crocodilo que não gostava de água” em tradução livre) – Gemma Merino

Com O crocodilo que não gostava de água, de Gemma Merino, conhecemos um pequeno crocodilo que não gostava de água; ele queria brincar com os irmãos, mas todos estavam ocupados aprendendo a nadar e a mergulhar, e ele não gostava de nadar, muito menos de mergulhar! O que ele mais adorava fazer era de subir em árvores. Mas como não tinha ninguém com quem brincar ele se sentia muito sozinho.

Então o crocodilo tomou uma decisão: já tinha economizado dinheiro e sabia o que queria comprar: uma boia. Ele queria brincar com os irmãos, mas não podia jogar bola ou nadar debaixo d’água. Então decidiu tentar novamente, mas as coisas não funcionaram. Ele odiava água!

De repente, ele espirrou. E descobriu que não era um crocodilo, mas sim um dragão! Ele nasceu para soltar fogo e voar, não para nadar.

6. El pollo Pepe y el huevo (“O pintinho Pepe e o ovo” em tradução livre) – Nick Denchfield e Ant Parker

O pintinho Pepe e o ovo é outra das histórias de crianças para dormir, neste caso para as que são menores. Este conto é mais curto e explica a história do pintinho Pepe. Ele encontra alguma coisa, mas o que pode ser? Ele a examina de cima a baixo e percebe que é um ovo.

Ele bate na coisa com o bico e ela começa a se quebrar, e então… Aparece Emilia, a filha da Emu!

7. El perro López (“O cachorro Lopez” em tradução livre) – Nick Denchfield e Ant Parker

Por fim, O cachorro Lopez é mais uma história infantil que pode ser ideal para adormecer crianças menores, tendo sido criada pelos mesmos autores do conto anterior. Ela conta a história do cachorro Lopez, que era muito limpo, até aprender a chafurdar na água.

Ele era muito quieto, até aprender a latir. Ele também era muito simpático, até começar a perseguir gatos… Discuta com o seu filho qual pode ser a moral deste conto!

O bom das histórias é que elas fornecem algum tipo de aprendizado ou moral. E você, conhece mais histórias infantis para dormir? Conhece alguma das que mostramos? De qual você gostou mais?

Pode interessar a você...
3 contos curtos para refletir
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
3 contos curtos para refletir

Os três contos curtos para refletir que escolhemos falam sobre a importância de ir além das aparências, pois às vezes as coisas não são o que parec...



  • Tejada, L. et al. (2009). El poder educativo de los cuentos en infantil. Innovación y experiencias educativas, 15.