A beleza de ser você mesmo – A mente é maravilhosa

A beleza de ser você mesmo

4, março 2015 em Emoções 45 Compartilhados
ser você mesmo

Como crescer

Um rei foi até seu jardim e descobriu que suas árvores, arbustos e flores estavam morrendo.

O Carvalho disse a ele que estava morrendo porque não podia ser tão alto quanto o Pinheiro. Virando-se para o Pinheiro, o encontrou caído porque não podia dar uvas como a Videira. E a Videira, por sua vez, estava morrendo porque não podia florescer como a Roseira. A Roseira chorava porque não podia ser tão alta e forte como o Carvalho. Então encontrou uma planta, uma Frésia, florescendo e mais fresca do que nunca.

O rei, então, perguntou: Como você consegue crescer saudável em meio a esse jardim murcho e sombrio?

Não sei dizer… Talvez seja porque sempre supus que, quando me plantou, queria frésias. Se quisesse um Carvalho ou uma Rosa, os teria plantado… Naquele momento disse a mim mesma: “Tentarei ser uma Frésia da melhor maneira que eu puder!”

Agora é sua vez. Você está aqui para contribuir com sua fragrância. Simplesmente olhe para si mesmo.

Não existe a possibilidade de que você seja outra pessoa.

Você pode aproveitar e florescer regado com o amor que você tem por si mesmo, ou pode cair em sua própria desaprovação…

Jorge Bucay

A melhor versão de si mesmo

Como dizia Albert Einstein, Todas as pessoas são gênios. No entanto, se você julga um peixe pela sua habilidade de escalar uma árvore, ele passará toda a sua vida acreditando ser um idiota.”

Quem é você na realidade?

Desde muito pequenos somos ensinados a julgar a nós mesmo, levando em conta as qualidades e opiniões das pessoas que estão ao nosso redor. Mas se nos compararmos continuamente com as pessoas, dificilmente chegaremos a nos conhecer profundamente. Para isso, precisamos observar diante do espelho cuidadosamente e procurar todas essas potencialidades que, muitas vezes, deixamos escondidas por trás dos nossos medos e hábitos.

Comparar continuamente a si mesmo não costuma ser uma boa fórmula para manter uma boa autoestima, pode inclusive nos levar a ter uma percepção deformada de nós mesmos.

Ao mesmo tempo em que as comparações têm um aspecto negativo, também têm outro aspecto positivo; e é justamente a capacidade de percebermos que existe uma grande variedade de formas de pensar, atuar e sentir.

Não se trata de ser parecido com alguém, nem de ter sucesso, ser competente ou divertido como os outros são, senão de aproveitar nossas qualidades, as melhores que tivermos e uni-las ao nosso talento e originalidade.

Ninguém é exatamente igual a nós mesmos. Todos somos diferentes. Ninguém viveu todas as experiências que cada um de nós viveu, nem mesmo de maneira parecida. Cada pessoa tem sua história. Portanto, ao fazer comparações, nos comparamos com coisas diferentes, levando em conta apenas algumas características ou traços pessoais. Por isso, a oportunidade de ser você mesmo acaba sendo tão valiosa.

Cada um de nós tem várias características, algumas tornam a vida mais fácil, enquanto outras podem dificultar em certas ocasiões, mas juntas elas fazem com que nós sejamos únicos.

Isso não significa que não podemos tentar mudar aspectos de nós mesmos se quisermos, já que isso não é uma coisa ruim de se fazer; somente é preciso levar em conta que as verdadeiras mudanças nascem da auto aceitação, e não da rejeição.

Aprender a nos valorizar, nos querer bem e nos aceitar é uma mudança trabalhosa que se estende por toda a vida; e muitas vezes, esse caminho requer doses de motivação e persistência. Chegar ao conhecimento pleno de nós mesmos fará com que nos sintamos mais confortáveis em nossa própria pele, além de ser uma das viagens mais emocionantes na qual podemos embarcar.

Vamos ser a melhor versão de nós mesmos a cada dia!

Créditos da imagem: Dew Sp

Recomendados para você