Os benefícios psicológicos dos passatempos para as crianças

abril 19, 2020
Analisamos os benefícios psicológicos dos passatempos para as crianças a partir de um estudo científico que mostra resultados muito claros no desenvolvimento infantil.

Diferentes estudos comprovam os benefícios psicológicos dos passatempos, que são atividades de entretenimento ou lazer que envolvem um pequeno desafio mental. Além de serem muito importantes para os adultos, esses passatempos são fundamentais para as crianças.

Quando crianças, nossa capacidade de gerenciar a atenção é muito limitada. Ao longo dos anos, nosso “sistema operacional/executivo central” vai amadurecendo e esse controle aumenta. Por outro lado, temos a capacidade de reforçar ou aprimorar esses avanços através de diferentes estratégias.

Além disso, à medida que envelhecemos, renunciamos à diversão. De alguma forma, internalizamos que o tempo não produtivo é uma espécie de perda de tempo. Assim, caímos em uma espécie de obsessão, pela qual sempre temos que realizar atividades para o bem-estar do eu futuro, sacrificando gostos e desejos do eu presente.

No entanto, a ciência mostra que estamos errados ao considerar apenas o “sério” como importante, deixando o “divertido” como algo secundário e renegado apenas ao tempo livre.

Criança desenhando

Os benefícios psicológicos dos passatempos para as crianças e os adultos

Um estudo realizado e publicado por especialistas das Universidades do Texas, Pittsburgh e Kansas defende a hipótese de que as atividades prazerosas ​​estão associadas à boa saúde. Eles encontraram dados que apóiam a ideia de que os passatempos são excelentes para melhorar o estado psicológico e físico das crianças, assim como dos adultos.

Para chegarem a essa conclusão, os pesquisadores estabeleceram indicadores específicos nos jovens que passaram por esses testes para medir sua pressão sanguínea, seu índice de massa corporal e seu funcionamento psicológico. Depois disso, fizeram medições através de um teste para estabelecer o nível de participação em atividades de lazer.

Foi assim que encontraram evidências de que as pessoas que se divertiam mais com essas atividades de lazer eram mais propensas a se sentir saudáveis, tanto física quanto psicologicamente. Entre os benefícios que eles descobriram, estão:

Menor risco de desenvolver problemas psicológicos

Os passatempos, realizados de maneira regular, favorecem a redução dos problemas e um maior equilíbrio psicológico. Esses fatores levam ao que se considera felicidade. É por isso que os hobbies são tão importantes.

Sono de maior qualidade

As crianças podem dormir melhor graças aos passatempos. De acordo com o estudo citado, apenas as crianças que não tinham muito tempo livre apresentaram problemas para conciliar o sono e desfrutar de um bom descanso.

Redução do estresse

O estresse que a criança pode sentir pelo excesso de tarefas e obrigações diminui com os passatempos e o tempo livre dedicado ao lazer. Observa-se a mesma tendência em adultos, que, além disso, se tornam menos propensos a sofrer de depressão.

Melhoria do círculo social

A socialização infantil é importante principalmente a partir dos 6 ou 7 anos de idade, quando seus iguais se tornam figuras básicas do seu desenvolvimento como indivíduos.

Nesse caso, os passatempos são excelentes, principalmente quando consistem em atividades que exigem a participação de outras pessoas. Com isso, as crianças desenvolvem seu círculo social e ampliam suas amizades, pois, durante o tempo de diversão, são mais receptivas emocionalmente.

Contribuição para a felicidade

Em geral, o estudo mencionado e muitos especialistas concluem que os passatempos são instrumentos perfeitos para gerar uma maior felicidade.

Graças a esses entretenimentos durante o tempo livre, as crianças enchem suas vidas de sentido, alcançando um desenvolvimento mais satisfatório e uma existência muito mais completa.

“Nunca é tarde demais para ter uma infância feliz”.
-Tom Robbins-

Criança brincando

Melhor desempenho escolar

É claro que, graças ao tempo livre e à diversão com o uso de passatempos, as crianças demonstram uma maior capacidade de concentração, o que aumenta sua produtividade acadêmica.

As crianças, graças aos passatempos, se recuperam melhor das demandas da escola. Além disso, ganham motivação para aprender novas habilidades, desenvolvem uma capacidade criativa mais positiva e se mostram mais colaborativas com colegas, professores e monitores.

Considerando todo o exposto acima, parece estar comprovado que os benefícios psicológicos dos passatempos para as crianças são claros e eficientes. Portanto, são atividades que vale a pena promover entre os pequenos.

Com isso, devemos identificar os passatempos favoritos das crianças e incentivá-los. Nunca devemos pensar que eles são uma maneira de perder tempo. Essas desconexões são atividades fantásticas que aprimoram as habilidades das crianças e que têm recompensas muito claras, como pudemos verificar.