Mario Moreno: a biografia de um grande comediante

'Cantinflas' era uma espécie de 'Charlot' latino-americano. Mario Moreno e Charles Chaplin também tiveram uma vida semelhante. Os dois escreveram uma página maravilhosa sobre o humor e a crítica social. Como o famoso personagem se originou? Como era o Mario Moreno de verdade?
Mario Moreno: a biografia de um grande comediante

Última atualização: 11 Abril, 2021

Existem grandes semelhanças tanto na biografia quanto no estilo de humor de Charles Chaplin e Mario Moreno, também conhecido como Cantinflas. Na verdade, os dois esbanjaram admiração mútua, que foi pública e muito celebrada. Pode-se dizer que ambos incorporaram o mesmo conceito, um em sua versão em inglês e o outro em sua versão latino-americana.

Mario Moreno, ‘Cantinflas’, talvez tenha sido o comediante mais importante de toda a história da América Latina. Seu modo particular de usar a linguagem, combinando retórica, demagogia e o caos da palavra, deu origem ao verbo cantinflear, que foi aceito pela Real Academia da Língua Espanhola em 1990.

“Eu faço o difícil imediatamente, o impossível demora um pouco mais.”
-Mario Moreno-

Como a palavra ocupa um lugar central no seu humor, seus grandes sucessos ocorreram junto ao público de língua espanhola. Ele não teve tanto sucesso quando seus filmes foram traduzidos para outros idiomas. Em outras línguas, por mais precisa que seja a tradução, perdeu-se o sentido da fala e dos jogos de palavras.

Os primeiros anos de Mario Moreno

Os primeiros anos da biografia de Mario Moreno

Assim como Charles ChaplinMario Moreno nasceu em meio à pobreza. Ela tinha 13 irmãos, mas apenas sete deles sobreviveram ao parto. Passou toda a infância no bairro de Santa María la Redonda, muito perto de Tepito, considerado um dos setores mais pobres e de maior risco da Cidade do México.

Seu nome de batismo era Mario Fortino Alfonso Moreno Reyes, e ele nasceu em 12 de agosto de 1911. Durante a sua infância e juventudeteve vários empregos humildes, como carteiro, engraxate e mensageiro.

Em 1928 alistou-se no exército, mas mentiu sobre a sua idade para entrar. Ele tinha 16 anos e disse que tinha 21. A mentira foi descoberta e, como consequência, ele foi expulso.

Ele também tentou ser boxeador, toureiro e até dançarino. No início dos anos 1930, ele começou a trabalhar em cinemas itinerantes no México. Lá, Mario Moreno começou a criar e moldar seu personagem icônico Cantinflas. Durante esta fase, ele se casou com Valentina Ivanova, com quem permaneceu até a sua morte.

O nascimento de Cantinflas

Embora não haja certezas, tudo parece indicar que o nome de ‘Cantinflas’ surgiu durante as suas atuações numa dessas tendas itinerantes. Diz-se que, em uma ocasião, ele teve a oportunidade de dramatizar um monólogo. No entanto, estava muito nervoso e esqueceu grande parte do discurso. O resultado foi uma frase incompreensível, mas engraçada. Assim, nasceu a característica principal do seu personagem.

Dizem que essa confusão de palavras deu origem à expressão ‘cantina inflas’ que, posteriormente, foi diminuída e deu origem ao nome ‘Cantinflas’. Porém, os herdeiros de Mario Moreno garantem que essa versão é falsa e que o grande comediante levou para o túmulo o segredo da origem do nome.

Seja como for, a verdade é que Mario Moreno criou ‘Cantinflas’, personagem que representava o pobre jovem mexicano. Sua aparência em si já era divertida, portanto, o show e o sucesso estavam garantidos.

No início, ele desafiou os poderosos e sempre conseguiu o que queria, graças às complicações que fazia com a linguagem. O México e a América Latina adoraram seu personagem, seu humor, sua ternura e a sua crítica social.

Mario Moreno atuando

O lado sombrio da biografia de Mario Moreno

Os mexicanos gostaram tanto de Mario Moreno ‘Cantinflas’ que, em muitas eleições, votaram nele sem que fosse candidato. O comediante, assim como Chaplin, tornou-se líder de um sindicato de atores. No entanto, não obteve grandes conquistas nesta área. Documentos conhecidos após a sua morte indicam que a sua aliança era provavelmente com alguns grupos sombrios do poder.

Conforme ele alcançou sucesso e dinheiro, seus filmes mudaram e ele também. Deixou de representar o ‘pelado’ mexicano e passou a transmitir, em seus filmes, mensagens aparentemente sociais, mas basicamente institucionais. Além disso, ele manteve um silêncio imperdoável durante o massacre de estudantes na Cidade do México em 1968.

Pouco se sabe sobre sua vida familiar, e o pouco que se sabe tem contornos obscuros. Um dos seus netos e seu próprio filho cometeram suicídio. O neto o fez em 2014 e o filho em 2017. Outro de seus netos já morou na rua várias vezes em decorrência dos seus vícios. A terceira neta do comediante sofreu violência doméstica em grau extremo: seu marido infligiu 200 fraturas em seu rosto.

Mario Moreno, no entanto, morreu antes de ver estes terríveis acontecimentos. Enquanto ele estava vivo, pouco se sabia sobre a sua família. A sua morte ocorreu em 1993 devido a um câncer de pulmão. Pode-se dizer que as pessoas ainda amam ‘Cantinflas’, mas têm muitas dúvidas sobre quem realmente foi Mario Moreno, seu criador.

Pode interessar a você...
A biografia de Viktor Frankl: o pai da logoterapia
A mente é maravilhosaLeia em A mente é maravilhosa
A biografia de Viktor Frankl: o pai da logoterapia

Muitos não sabem como rotular Viktor Frankl: um herói, um mártir ou um pensador? A verdade é que ele tem muito de cada um deles.



  • Galera, J., & Valdebenito, L. N. (2009). Cantinflas: entre risas y sombras. Un análisis semiótico cínico. Anagramas Rumbos y Sentidos de la Comunicación, 8(15), 99-99.