Sun Tzu, biografia de um estrategista

24 Julho, 2020
Sun Tzu foi o autor do livro 'A Arte da Guerra', a obra filosófica e militar mais famosa de todos os tempos. O mais interessante deste livro é que ele aborda a guerra principalmente como um confronto mental. Além disso, as batalhas são vistas como indesejáveis.
 

O que você sabe sobre a biografia de Sun Tzu? Trata-se de um personagem milenar que inspirou e segue inspirando grandes líderes não somente no âmbito da guerra, mas também na política e nas empresas. Sua grande obra A Arte da Guerra orientou estrategistas de todos os tempos devido à validade universal de seus princípios e aos seus conselhos certeiros.

O mais curioso da obra de Sun Tzu é o fato de que ela transforma o combate em um ato de inteligência, e não de força bruta. Na verdade, um dos pontos mais altos desta obra destaca que a melhor batalha é aquela que nunca acontece. Ele compartilha bastante a tradição das artes marciais, que também se baseiam nesse princípio.

Sun Tzu é um personagem enigmático, sobre o qual pouco se sabe. Inclusive, há pessoas que duvidam da sua existência real e pensam que se trata de um pseudônimo adotado por diferentes soldados. No entanto, pelo menos até o momento, a existência deste personagem é historicamente aceita e considerada real.

“Quando puder, finja ser incapaz; quando estiver pronto, finja estar desesperado; quando estiver perto, finja estar longe; quando estiver longe, faça as pessoas acreditarem que você está perto”.
– Sun Tzu-

A Arte da Guerra
 

As origens da biografia de Sun Tzu

Sun Tzu nasceu na China, provavelmente no ano 544 antes da nossa era. Era contemporâneo do famoso filósofo Confúcio e viveu em uma época tumultuada, que se caracterizou pelas divisões e pelas lutas internas. Mesmo assim, o pensamento filosófico era muito valorizado e, por isso, seu grande feito – que lhe daria a imortalidade – foi uma obra perfeita para pensadores.

De acordo com o que se pode estabelecer, o estrategista nasceu em Ch’i e provinha de uma família aristocrata militar. Aparentemente, ele aprendeu o ofício da guerra com o seu avô. Naquele tempo reinava a dinastia Chou, mas havia na China uma luta constante entre diferentes principados e não existia uma unidade centralizada.

Acredita-se que Sun Tzu tenha ido viver no sul do país no ano 517. Estabeleceu-se no estado de Wy e, ali, ficou sob o mando do rei Hu Lu, como general. Este período da história é conhecido como o dos “Reinos Combatentes”, durante as chamadas “Primaveras e Outonos da China”.

Um militar bem-sucedido

Sun Tzu tinha sua própria filosofia sobre a guerra e começou a aplicá-la com sucesso. Enfrentou exércitos muito mais poderosos e venceu graças à sua enorme habilidade no âmbito da estratégia.

Este militar demonstrou que as vitórias não dependiam do tamanho de um exército, nem da quantidade de recursos com os quais contava, e sim de uma boa estratégia.

As abordagens desse estrategista giram em torno da ideia de que a arte da guerra é a arte do engano. Para ter sucesso é preciso, fundamentalmente, conhecer a si mesmo e conhecer o seu inimigo com grande profundidade. No fim das contas, tudo se resumiria a saber o que o inimigo pensa e como ele age para tirar proveito disso.

 

Um dos aspectos interessantes do tratado de Sun Tzu é o fato de que, de um modo ou de outro, ele foi projetado para aqueles que estão em desvantagem. Por outro lado, no fundo seu objetivo é que qualquer combate gere o menor número de danos e perdas possíveis.

Como já indicamos, para esse guerreiro, o ideal é lidar com situações dessa forma para que, no fim, a batalha não seja necessária.

Artes marciais

O legado de Sun Tzu

A obra A Arte da Guerra é composta por 13 capítulos; trata-se de um livro de aforismos. No princípio conservou-se como um texto secreto, ao qual somente os grandes homens de poder tinham acesso. Na verdade, a versão genuína deste tratado só foi descoberta acidentalmente em 1972 durante uma escavação.

Estava escrito em placas de bambu e não era exatamente igual à versão que se tornou popular em todo o mundo. Independentemente disso, desde que as ideias de Sun Tzu se tornaram conhecidas, grandes líderes começaram a aplicá-las, primeiro na China e logo no Japão. O livro foi traduzido para o francês em 1772, e para o inglês em 1910.

Desde que essa obra se tornou conhecida no Ocidente, foi usada por diferentes líderes. Acredita-se que Napoleão tenha seguido suas instruções e que o Vietnã tenha vencido a guerra contra os Estados Unidos graças a este manual.

 

Com o tempo, este livro não somente ganhou importância entre os militares, mas também entre políticos e empresários. No entanto, continuamos sabendo muito pouco sobre a biografia de Sun Tzu. Acredita-se que ele tenha morrido no ano 496, mas outros detalhes da sua vida são desconhecidos.

Krause, D. G. (2006). El arte de la guerra para ejecutivos: el texto clásico de Sun Tzu adaptado al mundo de hoy. Edaf.