O caminho mais curto rumo à felicidade começa com um sorriso

O caminho mais curto rumo à felicidade começa com um sorriso

julho 25, 2016 em Emoções 1 Compartilhados
O caminho até a felicidade começa com um sorriso

As pessoas mais felizes sorriem mais ou são mais felizes as pessoas que sorriem? A resposta é que as duas afirmações são verdadeiras. Quando estamos contentes e nos sentimos felizes, estamos mais sintonizados com a bondade e com a beleza do que nos rodeia, e este estado se reflete em nosso rosto através do sorriso.

O curioso é que o oposto também acontece: quanto mais sorrimos, mesmo que inicialmente seja de forma forçada, mais felizes nos sentimos.

“Nunca se esqueça de sorrir, pois um dia sem um sorriso é um dia perdido.”
– Charles Chaplin –

sorriso-mulher

Sorrir melhora nosso humor

Um experimento realizado por Fritz Strack demonstrou que sorrir faz com que tenhamos uma maior tendência ao bom humor.

O experimento consistia em dois grupos de pessoas às quais eram mostradas tirinhas em quadrinhos engraçadas. Em um dos grupos as pessoas seguravam um lápis com os dentes de forma que seus lábios se abrissem em um sorriso, enquanto no outro grupo a expressão era neutra.

O resultado demonstrou que aqueles que sorriam perviamente acharam as tirinhas mais engraçadas, ou seja, tinham uma tendência maior ao bom humor.

Isso se explica porque o cérebro, ao perceber os músculos do nosso rosto em forma de sorriso, os interpreta como um sinal de que estamos contentes, independentemente da causa, e se sintoniza com estados de ânimo positivos.

Como se fosse pouco, a mente funciona “por tendências.” Quando estamos tristes ou irritados, em geral interpretamos o que acontece conosco de forma mais negativa e tendemos a lembrar e pensar em eventos negativos, mas quando estamos alegres, tomamos as coisas com mais filosofia e encontramos mais lembranças e pensamentos positivos.

Assim, “obrigar-se” a sorrir pode ser uma boa forma de induzir nosso corpo a encontrar estados de maior felicidade, que além disso se retroalimentam entre si.

Esta é somente uma das razões pelas quais o sorriso é o primeiro passo rumo à felicidade, mas há outros.

O sorriso é contagioso

Vivemos em um mundo estressante no qual geralmente cruzamos com muitas pessoas, mas quase não reparamos nelas: o motorista do ônibus, o atendente da padaria, a médica, a caixa do supermercado…

Nestas situações cotidianas, ser amável e mostrar um sorriso pode supor uma mudança sutil, mas importante, a longo prazo. Um encontro indiferente se transforma em um encontro agradável.

Os neurônios espelho fazem com que imitemos a conduta de quem temos na nossa frente. Da mesma maneira que quando nos encontramos com alguém agressivo automaticamente nosso estado interno é de nos colocarmos na defensiva.

Se caminhamos com um sorriso no rosto, o mais provável é que, em muitos casos, nos devolvam um sorriso e gestos de amabilidade, o que potencializa os estados de bem-estar e paz interior.

Não em vão uma das primeiras coisas que os bebês aprendem a fazer é devolver o sorriso que suas mães ou pessoas mais próximas dão a eles.

mae-e-filha-sorrindo

Estamos programados para interpretar o sorriso como um sinal de segurança, e para devolvê-lo gerando um vínculo que comunica que “este é um entorno seguro, onde você não precisa ficar na defensiva.”

Um pequeno gesto, como um sorriso, pode causar uma influência positiva no clima que surge entre as pessoas.

“Se alguma vez não lhe derem o sorriso esperado, seja generoso e dê o seu. Ninguém tem tanta necessidade de um sorriso como aquele que não sabe sorrir para os demais.”
– Dalai Lama –

O sorriso é o primeiro passo rumo ao riso

Não há nada mais divertido do que ver um bebê rindo. Se alguma vez você já esteve diante de um, observou que até o adulto mais sério não pode evitar sorrir e, inclusive, acabar rindo a gargalhadas quando um bebê o faz.

O riso, assim como o sorriso, além de uma expressão de alegria é uma forma de comunicação que indica que estamos em um entorno seguro e amigável.

Saber rir das circunstâncias e de si mesmo é essencial para não afundarmos em nossos problemas e encontrarmos uma forma de superar as dificuldades com mais bom humor.

Uma risada no instante adequado pode romper até os momentos mais tensos. Rir rompe as barreiras da infelicidade e nos aproxima da felicidade.

“A risada é um tônico, um alívio, um respiro que nos permite apaziguar a dor.”
– Charles Chaplin –

Não é somente porque nos sentimos bem quando rimos, mas sim porque rir une. Muitas boas amizades se constroem em tardes de risadas, assim como algo muito importante nas relações de casal é rir juntos. De fato, uma das primeiras brincadeiras que as crianças fazem é fazer cócegas buscando as risadas dos outros.

Assim, sempre que lembrarmos, coloquemos um sorriso no rosto. Não apenas estaremos nos sentindo mais felizes, mas também estaremos transmitindo alegria e, quem sabe, formando a base de uma relação alegre.

Recomendados para você