8 características do psicopata moderno

O psicopata moderno está camuflado entre nós. Ele estuda e aprende como seduzir e usar os outros para conseguir o que quer.
8 características do psicopata moderno

Última atualização: 11 abril, 2022

Há anos, os profissionais vêm tentando entender a mente dessas pessoas que demonstram pouquíssimos princípios morais ao agir. Assim, atualmente, as características do psicopata moderno são pontos-chave de interesse.

Isto ocorre por várias razões. Os psicopatas têm um nível muito baixo de empatia e, por essa razão, é muito difícil reabilitá-los. De fato, para que isso possa acontecer, eles precisam incorporar uma série de automatismos para substituir essa motivação natural que a maioria de nós apresenta como um registro no nosso mundo emocional – ou seja, a maioria de nós sofre, como se houvesse um espelho emocional, quando antecipamos que alguém possa sofrer ou já esteja sofrendo, enquanto eles não. Dessa forma, eles são imunes a esse sofrimento contagioso que, nas outras pessoas, funciona como um freio quando se trata de fazer o mal.

Já faz tempo que a figura do psicopata deixou de ser associada ao do serial killer. Na sociedade moderna, onde a maioria das agressões vem de círculos próximos e visam à integridade psíquica, os psicopatas também conseguiram se adaptar. Por esta razão, neste espaço, trazemos as características mais típicas destas pessoas, atualizadas. Não perca.

Psicopata ou sociopata?

homem olhando
A ausência de moralidade, juntamente com a falta de empatia, são duas características presentes nos psicopatas.

É fácil perceber que esses dois termos são usados de forma intercambiável na linguagem cotidiana. Isso ocorre porque o efeito que produzem sobre os outros, assim como os danos que causam, são semelhantes em ambos os casos.

De fato, psicopatas e sociopatas têm uma série de características em comum, tais como falta de empatia e de remorso, bem como desprezo pelas leis e exploração dos outros para objetivos próprios. Ambos também têm uma natureza enganadora e manipuladora.

No entanto, sabe-se que os sociopatas geralmente têm um temperamento menos estável a nível emocional. Assim, são mais erráticos e menos pacientes que os psicopatas, além de não planejar as suas ações tão minuciosamente quanto eles.

Mesmo assim, ambos os transtornos parecem apresentar uma linha comum de comportamento e muitos especialistas questionam se não seria melhor colocá-los em um continuum em vez de posições diferenciadas.

Assim é o psicopata moderno

Dito isto, talvez possa parecer fácil identificar um psicopata. Pessoas sem escrúpulos, exploradoras, parasitas. No entanto, será que é assim mesmo? Certamente, se você conversar com alguém que foi vítima de uma dessas pessoas, vão te dizer que demorou muito tempo para que pudessem perceber o fato.

Mas por que isso acontece? Acima de tudo, por causa da grande capacidade de adaptação que este perfil possui. Trata-se de pessoas que estudam e aprendem detalhadamente como seduzir e usar os outros e, sobretudo, como podem sair livres das consequências.

Além disso, nos tempos em que vivemos, pelo menos na sociedade ocidental, promovem-se estilos de vida, de relações e de trabalhos que favorecem os comportamentos psicopáticos. É por isso que é importante que você conheça as características do psicopata moderno, que poderá ler a seguir.

1. Falta de empatia

Esta é a característica mais marcante e conhecida desta alteração. De fato, estudos neuropsicológicos confirmam: os psicopatas têm um menor número de células no córtex pré-frontal, região onde se localizam funções superiores, tais como a capacidade de entender as emoções dos outros, a emissão de julgamentos ou a capacidade de desenvolver princípios de conduta.

Portanto, os comportamentos afetivos e sociais que derivam desses processos estão ausentes nos psicopatas. Como resultado, há uma falta de humanidade e constantes transgressões ao bem-estar alheio.

2. Variedade limitada de emoções

Outra característica dos psicopatas modernos é o seu temperamento frio e insensível. Eles têm uma variedade limitada de emoções e são incapazes de expressá-las de forma convincente, pois falta o elemento neurológico de conexão com os outros.

Os psicopatas são frequentemente descritos como pessoas de coração gelado.

3. Ausência de moralidade

A maioria das pessoas tem uma ideia básica do que é certo e do que é errado, por mais que isso possa diferir de um indivíduo para o outro. No entanto, isso é algo que os psicopatas não têm.

Para eles, a lei do mais forte é a que prevalece, já que ela geralmente é a mais eficaz e direta para a obtenção dos objetivos. Sua falta de empatia interage com isso, tornando assim o psicopata mais propenso a cometer abusos e atos criminosos.

Os psicopatas veem as normas e as considerações humanas como fraquezas.

4. Mentira e manipulação

Uma vez que eles não possuem escrúpulos quando se trata de buscar poder e controle sobre os outros, a mentira e a manipulação são características bem conhecidas do psicopata moderno. Ele nega evidências sólidas com desprezo e de forma automática, sempre buscando distorcer a realidade em prol dos seus interesses.

Algumas das técnicas mais utilizadas, além das mentiras, são as falsas promessas, o gaslighting ou a culpabilização da vítima.

5. Narcisismo

A maioria dos psicopatas tem traços narcisistas, tais como ideia de superioridade, presunção ou se sentir no direito de realizar ações que prejudiquem os outros. Ou seja, eles seguem a filosofia de “aquele que sofre, sofre porque quer, por isso merece”.

6. Abuso psicológico

mulher triste pensando
O psicopata moderno utiliza estratégias de controle e manipulação psicológica para conseguir o que quer dos outros.

Uma vez que a figura do psicopata foi dissociada da do assassino implacável, percebeu-se que a maioria dos abusos cometidos por essas pessoas são de ordem psicológica e emocional. Assim, eles são especialistas em controlar os outros através da degradação de suas identidades.

É significativo como, em vez de destacar os defeitos de sua vítima, eles se esforçam para atacar todos os seus pontos fortes. Dessa forma, as vítimas se veem anuladas e acabam por duvidar de sua própria identidade e propósito.

7. Falta de arrependimento e vitimização egoísta

No final das contas, construir uma vida de mentiras e manipulação leva a momentos em que o psicopata é descoberto. Nesses momentos, as estratégias que mais utiliza são escalar o conflito ou se fazer de vítima.

O mais comum é que invente alguma história para se colocar como a verdadeira vítima do conflito. Assim, o parceiro violento dirá que é provocado constantemente, enquanto o chefe assediador argumentará que ele é objeto de uma campanha de difamação. Ou seja, eles nunca são culpados e, quando admitem ter cometido atos imorais, é apenas para justificá-los atacando outra pessoa.

8. Charme superficial

Talvez o traço mais distintivo dos psicopatas seja o seu charme. Estas são pessoas aparentemente sociáveis, de quem todos gostam. No entanto, é fácil desmascará-los quando se estabelece uma relação um pouco mais profunda com eles.

Em um relacionamento amoroso, por exemplo, em algum momento, as inconsistências começam a ser notadas. O que antes parecia perfeito, de repente muda subitamente e, quando é trazido à tona, aparece o gaslighting. Essa sedução generalizada tem como objetivo lançar as bases para a futura manipulação e parasitismo.

Promiscuidade sexual, estilo de vida parasitário ou predisposição ao tédio são outras características do psicopata moderno. Não há cura ou terapia capaz de curar esse transtorno, por isso o tratamento (quando possível) se limita a tentar conseguir que os psicopatas se tornem socialmente funcionais.

No entanto, a maioria deles consegue alcançar posições de poder em diferentes campos, por isso é raro encontrar algum deles fazendo terapia. Infelizmente, a melhor recomendação para você, caso detecte alguém assim na sua vida, é tentar interagir o mínimo possível com essa pessoa.

Pode interessar a você...
De acordo com a ciência, personalidades psicopatas alcançam mais sucesso profissional
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
De acordo com a ciência, personalidades psicopatas alcançam mais sucesso profissional

As pessoas com traços psicopatas alcançam mais sucesso profissional; pois seu tipo de liderança é confundido com as qualificações adequadas. Entend...



  • Hare, R. D. (2011). Without conscience: The disturbing world of the psychopaths among us. New York: Guilford Press.
  • Patrick, C., Fowles, D. & Krueger, R. (2009). Triarchic conceptualization of psychopathy: Developmental origins of disinhibition, boldness, and meanness. Development and Psychopathology, 21(3): 913–938.
  • Koenigs, M. (2012). The role of prefrontal cortex in psychopathy. Reviews in the Neurosciences23(3), 253-262.
  • Strickland, C. M., Drislane, L. E., Lucy, M., Krueger, R. F., & Patrick, C. J. (2013). Characterizing psychopathy using DSM-5 personality traits. Assessment20(3), 327-338.
  • Viding, E., McCrory, E., & Seara-Cardoso, A. (2014). Psychopathy. Current Biology, 24(18), R871-R874.