Como melhorar as relações sexuais com seu parceiro - A Mente é Maravilhosa

Como melhorar as relações sexuais com o seu parceiro

julho 21, 2018 em Psicologia 0 Compartilhados
Como melhorar as relações sexuais com o seu parceiro

Manter viva a chama da paixão em um relacionamento é um desafio e tanto, que exige recursos e atenção. Existem muitos tabus que podem limitar as relações sexuais com o parceiro, especialmente com o passar dos anos. No entanto, existem muitas estratégias e exercícios para aumentar o desejo e melhorar as relações sexuais.

Nesse artigo compartilhamos algumas maneiras simples e eficazes de fazer isso.

O que é a sexualidade?

Antes de mais nada, é importante conhecer tudo que envolve o conceito de sexualidade. Um aspecto bastante rico e complexo, e que implica não somente os contatos puramente sensoriais, mas também os pensamentos, os gestos e as fantasias que uma pessoa tem.

Como definição da sexualidade temos “todo o conjunto de comportamentos, características, emoções e pensamentos que estão envolvidos na busca do prazer sexual, nem que seja de modo indireto”. Por exemplo, querer se sentir atraente e buscar o afeto físico são expressões da nossa sexualidade.

Uma sexualidade saudável ajuda a melhorar a nossa qualidade de vida, tanto a nível objetivo quanto subjetivo, e por isso a Organização Mundial de Saúde (OMS) reconhece a importância da saúde sexual e inclui a sua promoção em seus programas de intervenção. Além disso, na terapia de casais, um dos motivos de consulta mais frequentes é a falta de satisfação sexual.

Nesse sentido, um prazer insatisfatório já é um problema, mas ele se transforma em uma dificuldade ainda maior quando somos conscientes da forma como a sexualidade afeta os outros aspectos da relação conjugal como, por exemplo, a comunicação ou a intimidade.

O prazer do casal

Primeiro requisito para melhorar a sexualidade: ampliar o conceito

Como já mencionamos antes, a sexualidade não é simplesmente sexo e desejo, também envolve sedução, carícias, cumplicidade e intimidade. Fantasiar, pensar na vontade de passar um tempo a sós com o parceiro e escutá-lo, estar em sua companhia e ficar abraçados. Como a sexualidade é muito mais do que sexo, existem várias táticas para melhorar as relações sexuais com o parceiro.

Podemos começar com aquelas que, a princípio, podem parecer menos relacionadas com a sexualidade. Estamos falando da amizade, do sentimento de equipe, de cuidar e ser cuidado na relação conjugal. Se estes elementos não estão bem, não funcionam de forma satisfatória no cotidiano, o desejo sexual diminui visivelmente. Esse efeito é mais notório nas mulheres porque, devido à herança cultural e educação, elas já têm um conceito mais amplo da sexualidade.

Por isso, na primeira sessão de terapia o psicólogo sempre explica aos casais que, para melhorar a sexualidade, é preciso fortalecer bem as suas bases, ou seja, os aspectos da sexualidade que já comentamos anteriormente. Porque esses aspectos, apesar de estarem indiretamente ligados à sexualidade, são o seu suporte direto: sua estabilidade e força possibilitam a intimidade e o desejo.

“A sexualidade não é simplesmente sexo e desejo, também envolve sedução, carícias, um momento de cumplicidade e intimidade com o seu parceiro”.
Compartilhar

Cultive sua individualidade para melhorar as relações sexuais

Uma das maneiras mais eficazes de melhorar a sexualidade é conseguir que cada pessoa esteja equilibrada no plano individual. Nesse sentido, não existe nada que desperte mais desejo sexual do que ver que seu parceiro tem interesses, motivações e desejos próprios, que ele quer crescer como pessoa e que está envolvido com o seu próprio crescimento, além do desenvolvimento em comum.

Em outras palavras, a sexualidade anda de mãos dadas com a curiosidade. É por isso que, se nada desperta a sua curiosidade pelo parceiro, se ele sempre se comporta da mesma forma e é 100% previsível, a sexualidade começa a entrar em “hibernação”.

Assim, o seu charme não só vai aumentar quando você tratar melhor o outro, mas isso também acontecerá quando você se tratar bem e cuidar de si mesmo. Pense que a sua faceta pessoal pode ser um grande foco de curiosidade para o outro e, proporcionalmente, será cada vez mais quanto mais dinâmica se tornar.

Mulher segura de si

Portanto, uma das formas mais eficazes de intensificar o seu charme é surpreender o parceiro com algum presente para você. Você pode começar com aquela lista de metas pessoais pendentes: entrar na academia, fazer aulas de inglês ou planejar a viagem que você sempre quis fazer, mas que nunca teve tempo. Despertar o interesse e a curiosidade do seu parceiro pela sua vida pessoal e individual acende a chama e aumenta o desejo.

Olhe o seu parceiro com o olhar de um desconhecido

Se você quer melhorar as relações sexuais que você tem com seu parceiro, é muito importante ser capaz de se comunicar com ele. E o que significa isso? Significa que você tem que saber quem ele é, do que ele gosta, com o que ele sonha, que fantasias ele tem e quais são os pequenos presentes que fazem com que ele se sinta feliz.

Como você pode ver, nesse ponto o fundamental é favorecer a intimidade para melhorar a sexualidade. É preciso ter momentos a sós nos quais só existam vocês dois, sem distrações, e que ele ou ela possa contar com 200% da sua atenção. Dedique tempo para escutar o parceiro e se interesse pelo que ele faz a cada dia: saber essas coisas vai despertar sua vontade de conhecer mais sobre ele.

“Existem beijos que produzem delírios de amorosa paixão, ardente e louca. Você os conhece bem, são os meus beijos, inventados por mim para a sua boca”.
-Gabriela Mistral-

Casal apaixonado

Faça com que a sexualidade esteja presente de várias formas

O sexo é o componente fundamental da sexualidade. Se existe o desejo, existe o amor, o carinho, a amizade e o interesse pelo parceiro. Se não existe paixão, a sexualidade fica praticamente anulada. Isso faz com que o relacionamento se torne mais de amigos, pais, companheiros, mas não de casal. Por outro lado, o estresse do dia a dia, os problemas, as responsabilidades e os filhos podem transformar o sexo no último dos seus interesses e prioridades.

Assim, pouco a pouco, nós vamos nos descuidando do sexo e o cérebro esquece que ele existe. Um bom conselho para que o seu cérebro não se esqueça do sexo e para que você possa acrescentar paixão à sua sexualidade é que você esteja em contato com estímulos que lembrem essa “temática”. Trata-se de dedicar alguns momentos do dia às fantasias, pensar naquilo que você quer experimentar, enviar uma mensagem provocante para o parceiro, ver séries ou filmes com cenas sexuais ou ler literatura erótica.

Finalmente, a principal das estratégias para melhorar as relações sexuais: não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje. Esqueça de buscar o melhor momento para pôr em prática alguma dessas ideias; nunca existe o momento perfeito, e de tanto esperar o dia mais indicado a sexualidade diminui, cada minuto um pouco mais. Por isso, comece o quanto antes, aproveite cada segundo!

Recomendados para você