A concentração como chave para se conectar com o presente

A concentração como chave para se conectar com o presente

fevereiro 19, 2018 em Psicologia 100 Compartilhados
A concentração como chave para se conectar com o presente

Poucas pessoas estão acostumadas a se conectar com o presente. Na maioria das ocasiões o nosso corpo está no momento atual, mas nossa mente não. Estamos acostumados com a distração, a fazer várias coisas ao mesmo tempo e a desenvolver uma atenção parcial que resulta em uma total desconexão com nosso interior. A prática da concentração pode nos ajudar a resolver esse problema.

A concentração é um estado mental que nos ajuda a focalizar toda nossa atenção no que fazemos e queremos. Além disso, funciona como um músculo: quanto mais a exercitamos, melhores são os resultados que obtemos.

De acordo com Stephan Bodian, treinado como monge budista zen por uma década e licenciado como psicoterapeuta, a chave da paz mental não está nas circunstâncias, mas em como respondemos a elas. Assim, quando concentramos qualquer forma de energia, incluindo a energia mental, adquirimos um poder ilimitado.

“A prática da concentração nos permite ser pessoas reais. Quando somos pessoas reais vemos as outras pessoas reais ao nosso redor e a vida adquire toda a sua riqueza”.
-Thich Nhat Hanh-

Homem trabalhando em seus projetos

A importância da concentração

Se quisermos ter sucesso em qualquer área da vida, devemos cultivar nossa concentração em um único aspecto ou objetivo. As pessoas centradas e determinadas tendem a trabalhar mais e a realizar tarefas mais rapidamente. Elas tendem a ter empregos melhor remunerados e a possuírem relações de amizade mais profundas.

Todos os afazeres devem ser executados com concentração. De acordo com Ian Fleming, se uma pessoa falha nas coisas importantes, é porque não possui interesse ou concentração. As habilidades aparecem, as ferramentas são forjadas por si mesmas.

A concentração também é importante para experimentar a sensação de bem-estar e para não mergulharmos em medos e ansiedades. Pensamentos vêm e vão como nuvens em um céu em dias de ventania; saber como se concentrar deve ser a nossa âncora. Onde a água atinge sua maior profundidade, ela se mantém mais calma.

Na verdade, apenas a partir de um estado de calma interior o homem foi capaz de descobrir e formar ambientes tranquilos. Quanto mais tranquilidade você experimentar, maior será o sucesso, as influências e o poder obtidos. A paz de espírito é uma das belas joias da sabedoria.

“O gosto da concentração produtiva deve substituir, no homem maduro, o gosto da deterioração.”
– Charles Baudelaire-

Mulher com dificuldade de concentração

A concentração para se conectar com o presente

Treinar a nossa concentração nos ajuda a focalizar toda a nossa energia. Quando a concentração permeia a mente e o corpo, somos capazes de deixar de lado nossos medos e preocupações. Desta forma, nosso desempenho melhora porque nos concentramos no presente, no aqui e agora, e nos sentimos melhor.

A criatividade também é favorecida quando nos concentramos. Ao ter a nossa mente livre do ruído exterior, é mais fácil nos inspirarmos e pensarmos no que queremos desenvolver.

Além disso, graças a esta capacidade também economizamos tempo. Não é a mesma coisa estar fazendo algo pensando em mil assuntos do que tendo a mente inteiramente focalizada no que estamos realizando. No primeiro caso nós perdemos mais tempo, e no segundo nós o aproveitamos melhor.

Como vemos, o que a concentração nos traz é um convite para se conectar com o presente e, finalmente, experimentar uma vida mais plena. Sua prática nos impede de nos perdermos no que acontece ao nosso redor. Mas também é importante considerar que não é uma panaceia e que não mudará nossas vidas da noite para o dia.

A prática da concentração é um processo e um compromisso com a vida e com nós mesmos. Seu objetivo não é mudar o que vivemos e realizamos, mas a maneira de nos relacionarmos com ele. Essa é a chave.

“Para reduzir o infinito ao finito, o inatingível para a realidade, só há um caminho: a concentração.”
-Théophile Gautier-

Recomendados para você