Conselhos para educar um filho em felicidade

Conselhos para educar um filho em felicidade

maio 8, 2016 em Emoções 1746 Compartilhados
Educar um filho em felicidade

Educar um filho em felicidade é a tarefa mais importante que você vai enfrentar como pai. Você vai querer dar a ele uma boa formação e valores, mas o mais básico é pintar um sorriso em seu rosto em cada dia de sua vida.

Porque se ao educar um filho você não pensar em sua felicidade, nada mais valerá. A melhor forma de fazer a criança querer aprender e interiorizar valores é através de uma existência plena, na qual se sinta protegida e aproveite os dias com a alegria de viver.

A seguir, gostaria de dar a você uma série de conselhos que podem ser muito úteis para educar um filho em felicidade. Uma tarefa complexa, mas verdadeiramente inspiradora, que encherá sua alma e seu coração de satisfação e orgulho.

Nunca desconte suas frustrações nele

Se você quer educar um filho em felicidade, assegure-se de que nunca, sob nenhum aspecto, desconte suas frustrações nele, pois seu coração não será capaz de entender o por quê de você exigir tanto dele.

Talvez seu sonho de infância era ser o melhor jogador de futebol ou o primeiro da classe, mas você já perguntou ao seu filho se isso é o que ele deseja? Eles se parecem muito com você, pois não há como esquecer o fato de que carregam seus genes, mas são pessoas diferentes, com seus próprios desejos e necessidades.

Consiga uma boa comunicação

Na hora de educar um filho em felicidade, é totalmente necessário que você tenha uma boa comunicação com ele. Para isso, há uma série de aspectos que você deve levar em conta.

Por exemplo, é lógico que às vezes surge uma frustração, tanto nos filhos como nos pais, já que a criança não desenvolveu por completo suas habilidades e capacidades comunicativas. No entanto, você não deve cair em desespero.

pai educando seu filho em felicidade

Quando for se comunicar com seu filho, ou observar algum comportamento estranho ou chamativo, pense em você. Mas pense em você quando você era uma criança. Faça um trabalho de introspecção e retrocesso ao passado. O que você sentia? O que te motivava? O que te fazia feliz? Provavelmente você vai encontrar muito mais de si mesmo nele, e isso ajudará você a se sentir melhor.

Use a empatia

Aproveitando o ponto anterior, na hora de educar um filho em felicidade, a empatia é uma ferramenta de grande valorpois permitirá que você entenda melhor seu pequeno.

O exercício introspectivo de buscar os desejos e necessidades de si mesmo quando era novo ajuda enormemente a entender e ter empatia com as crianças.

De quais jogos você gostava? Quais eram suas comidas favoritas? Como você gostava que seus pais te tratassem? Como você reagia frente a novidades? Responder a todas essas perguntas e mais algumas ajudará você a entrar no mundo infantil e poder criar relações felizes com eles.

Dê todo o seu carinho a eles

Na hora de educar um filho em felicidade, é importante que você dê todo o seu carinho a ele. Nesse quesito, você não deve se dar em partes, e sim por inteiro!

No entanto, nunca devemos confundir “dar carinho” com “dar tudo o que a criança quer”. As crianças precisam de rotina e limites. Elas precisam saber o que é certo e o que é errado, para poderem interiorizar valores e se sentirem seguras, formando sua personalidade.

No entanto, uma criança que tem tudo o que quer, sejam coisas materiais ou sentimentais, corre um verdadeiro risco de ser, no futuro, um tirano incapaz de compreender a si mesmo, frustrado e com sérios problemas de autonomia e de relacionamento com as pessoas ao seu redor.

Dedique tempo a eles

familia-unida

Educar um filho em felicidade requer muito tempo e paciência. No início, a família mais próxima é seu mundo inteiro, o lugar no qual se sente mais seguro, porque a família estará sempre presente.

Conforme a criança vai avançando você terá que brincar com ela, desfrutar de seus aprendizados, dar proteção e carinho, e se entregar por completo a ela. Seu tempo e sua paciência são de grande valor para elas, pois você é um espelho no qual elas se veem, e com quem realmente desejam estar.

No entanto, este ponto não deve ser visto como uma obrigação. Educar um filho em felicidade também preencherá você, lhe deixará mais pleno e o fato de querer estar sempre ao seu lado acontecerá de forma natural. Nunca se esqueça disso.

Créditos das imagens: Pascal Campion.

Recomendados para você