Por que o controle na sala de aula é fundamental?

· julho 3, 2018

O controle na sala de aula maximiza as oportunidades de aprendizagem das crianças. Por outro lado, uma classe saturada, complexa e potencialmente caótica é um convite para possíveis problemas que possam interferir na educação. Por isso, os psicólogos educacionais têm se preocupado muito em promover um ambiente positivo nas escolas.

Um aspecto básico para alcançar o controle na sala de aula é saber como ela realmente funciona. Para isso, é necessário explicar as características que podem causar problemas nesses espaços. Antes de discutir como se pode gerenciar o controle em sala de aula, examinaremos essas características.

As seis características de Walter Doyle

O psicólogo Walter Doyle levantou seis características que refletem a complexidade de uma sala de aula e como estas estão relacionadas ao surgimento ou não de problemas. Conhecê-las nos ajudará a entender como uma sala de aula é e, acima de tudo, como o professor deve enfrentá-la. São as seguintes:

  • As aulas são multidimensionais. As aulas são cenários de muitas atividades de natureza diversa. Podemos encontrar desde atividades acadêmicas (leitura, escrita, matemática…) até atividades sociais (jogos, conversas com amigos…).
  • As atividades ocorrem simultaneamente. Na aula as atividades são produzidas simultaneamente. Um grupo de estudantes pode estar escrevendo; outro, comentando uma tarefa com o professor, ou pode ser que um aluno esteja incomodando o outro e talvez outros estejam conversando entre si.

Crianças em sala de aula

  • Os eventos acontecem rapidamente. Os eventos ocorrem rapidamente na aula e geralmente exigem uma resposta imediata. Muitos conflitos podem aparecer espontaneamente sem aviso prévio. Por exemplo, quando dois alunos começam a discutir pela posse de um caderno.
  • Os eventos costumam ser imprevisíveis. Embora as atividades diárias sejam bem planejadas e organizadas, sempre haverá eventos imprevistos. Por exemplo, um alarme que soa, um computador que não funciona, um ar-condicionado que quebra, etc. Esses eventos podem gerar muitos conflitos se você não tiver uma atitude flexível e dinâmica na sala de aula.
  • Há pouca intimidade. A aula é um local público onde os alunos observam tudo que acontece. O modo como o professor administra o controle na sala de aula será continuamente julgado pela turma. Os julgamentos sobre a justiça ou injustiça das ações do professor afetarão o correto funcionamento da classe.
  • As aulas têm memória. Os alunos têm memórias sobre o que aconteceu na aula em ocasiões anteriores. Entender como o passado influencia o futuro é essencial para compreender o funcionamento de uma aula. É importante que os professores controlem a aula hoje, para influenciar a aprendizagem de amanhã.

O gerenciamento do controle na sala de aula

Um aspecto essencial para gerenciar o controle em aula é que o professor aproveite os primeiros dias e semanas do ano letivo. Durante este período, terá que cumprir dois objetivos muito importantes:

  • Falar sobre os procedimentos e as regras com a classe para cooperarem juntos no desenvolvimento das mesmas.
  • Conseguir que os alunos participem ativamente de todas as atividades de aprendizado. Graças a isso, pode-se promover uma aula sem problemas e com uma atmosfera positiva.

Professor ensinando crianças pequenas

Agora, não basta apenas ter um bom começo. É essencial que, ao longo do desenvolvimento do curso, o professor responda às demandas que aparecem na aula. Se esse não for o caso, problemas de disciplina que prejudicarão a aprendizagem dos alunos serão desencadeados. Para atender a essas demandas, o professor precisa ter dois objetivos principais em mente:

  • Ajudar os alunos a dedicar mais tempo para aprender e menos para atividades sem objetivos. A gestão do tempo acadêmico é essencial tanto para o professor quanto para os alunos. Dentro das aulas pode haver uma infinidade de distrações que fazem com que o tempo seja desperdiçado e, assim, pioram a aprendizagem. É essencial que o professor incentive os alunos a serem motivados e não rejeitarem o hábito de aprender por outras atividades.
  • Evitar que os alunos desenvolvam problemas. Os alunos são suscetíveis a problemas acadêmicos e emocionais. Uma aula fria e distante pode fazer com que eles se sintam desassistidos. Além disso, devemos ter em mente que a presença de um distúrbio ou uma dificuldade no desenvolvimento afeta o desempenho individual e do grupo. Portanto, o controle da aula também consiste em promover um ambiente positivo onde os alunos se sintam confortáveis ​​e motivados.

Finalmente, para saber se o método do professor está encaminhado para essas metas, é essencial ter um sistema de avaliação. Uma avaliação contínua e exaustiva ajuda a enxergar as possíveis falhas e corrigi-las no ato. Seria irresponsável não monitorar adequadamente se o controle na sala de aula está de acordo com as necessidades dos alunos.