A cor das paredes e a saúde emocional

A cor das paredes e a saúde emocional

março 22, 2016 em Psicologia 615 Compartilhados
A cor das paredes e a saúde emocional

As paredes são um elemento da construção, mas também têm um valor simbólico em nossas vidas. As paredes representam um obstáculo no espaço e, metaforicamente, nos lembram que em toda parte há um “até aqui”, um limite. Neste artigo prestaremos atenção à cor das paredes e em sua influência na saúde emocional.

Se você parar para pensar, perceberá que quase todos os seres humanos passam boa parte de suas vidas vendo paredes ao seu redor. Em casa, no escritório, em um hotel e em qualquer construção na qual estivermos.

entorno físico, sem dúvidas, incide na forma como o pensamento funciona e na maneira como as emoções são organizadas. Embora não pareça, as paredes também falam conosco.

A cor

Cores e a sua influência emocional

A percepção da cor é uma grande medida subjetiva. Na verdade, as cores não existem. Formam-se no cérebro a partir da decodificação dos sinais que a luz emite sobre os objetos. Mas além disso, sob determinados estados emocionais, as cores podem ser percebidas de uma maneira diferente.

Algumas formas de depressão fazem com que a pessoa veja uma espécie de halo escuro em torno de todas as coisas que ela vê. Outras condições, como a esquizofrenia, fazem com que a cor dos objetos possa ser vista cintilante, incandescente ou deformada.

Da mesma forma, a cor gera sensações e induz determinados estados emocionais. Comprovou-se que a cor também tem efeitos sobre a saúde, ativando ou inibindo os processos bioquímicos e emocionais. Por isso, a cor das paredes pode ter certos efeitos nas pessoas e em sua saúde emocional.

A cor das paredes e seus efeitos

A cor das paredes é um fator que pode contribuir para estimular ou estabilizar nossas emoções. O ideal seria que fosse possível mudar a cor das paredes com relativa frequência, mas como isso é quase impossível, o que pode ser feito é não usar uma cor homogênea.

Das quatro paredes de um cômodo, duas podem ser de uma cor e duas de outra. Ou três de uma cor e uma de outra. Ou cada uma de uma cor diferente, se for possível estabelecer um equilíbrio estético entre elas.

A alternativa de ter várias cores ao mesmo tempo pode ser agradável e pode influenciar de maneira muito positiva o estado de ânimoOs murais também são uma alternativa interessante, especialmente se representarem cenas naturais, como campos verdes ou o mar.

Como a cor das paredes influencia a saúde emocional

Efeitos nas emoções

Cada cor incide de forma diferente sobre as emoções. Enquanto algumas nos estimulam, outras nos acalmam. Vejamos os efeitos das principais cores no humor :

  • Branco. É uma cor neutra que contribui com luz e sensação de amplitude em um cômodo. O efeito de humor do branco é de tranquilidade e frescor. Facilita a concentração e permite que as paredes passem mais despercebidas. É indicado para aqueles que se encontram em um estado de elevada alteração emocional.
  • Verde. É uma cor tranquilizante que é utilizada em muitos hospitais, precisamente por este efeito. O verde favorece a expressão de sentimentos de confiança e bem-estar. É recomendável para diminuir a angústia e para reduzir a atividade, quando esta for excessiva. Em espaços pequenos deve-se usar um verde muito suave.
  • Azul. Esta cor transmite a sensação de paz e harmonia. A cor azul contribui para harmonizar as relações em espaços onde há muito conflito. Deve ser usada com moderação, já que em excesso leva a apatia e falta de apetite. O recomendável é se inclinar por um azul petróleo ou turquesa em tom pastel.
  • Amarelo. Trata-se de uma cor energética, que ajuda a superar medos, combater a depressão e aumentar a segurança. O amarelo é particularmente recomendado para aqueles que atravessam processos de luto ou sofrem de melancolia. O amarelo se dispõe à ação e favorece o otimismo. Todos os tons são adequados.
  • Vermelho. Nas paredes, o vermelho deve ser utilizado com muita precaução. Qualquer excesso nessa cor gera inquietude e estimula o surgimento de sentimentos agressivos. O vermelho é estressante, então o mais recomendável é incluí-lo somente em pequenos elementos decorativos ou em paredes de corredores ou locais em que não se permaneça muito tempo.A influência emocional das cores

Créditos das imagens: Pascal Campion y Art Exchange

Recomendados para você