Como alimentar o desenvolvimento do cérebro da criança

Como alimentar o desenvolvimento do cérebro da criança

dezembro 31, 2016 em Psicologia 586 Compartilhados
Como alimentar o desenvolvimento do cérebro da criança

Os três primeiros anos de vida de uma criança são cruciais para o desenvolvimento do seu cérebro. Este é o momento em que o cérebro da criança está desenvolvendo suas habilidades sociais, emocionais, linguísticas, cognitivas e motoras em uma velocidade vertiginosa.

O cérebro das crianças cresce a um ritmo muito rápido. Um relatório do doutor Jack Shonkoff, da Universidad de Harvard, disse que no cérebro de um bebê são formados 700 neurônios por segundo nos primeiros cinco anos de vida.

O peso do cérebro se triplica no início de três anos e são estabelecidas cerca de 1000 bilhões de conexões nervosas. A forma como uma criança vê, sente e ouve é um fator que ajuda o crescimento do cérebro. Quando a criança utiliza qualquer um desses sentidos, uma conexão nervosa ou neuronal é estabelecida no cérebro. As novas conexões se estabelecem também quando qualquer nova experiência se repete várias vezes.

Dados sobre o cérebro da criança

Os abraços são importantes. A importância do contato físico com seus filhos vai muito mais além da saúde emocional. Um estudo sobre o crescimento do hipocampo, uma parte do cérebro responsável pela modulação do estresse e da memória, realizado na Universidade de Washington, mostrou que esta parte era maior em tamanho e estava melhor desenvolvida nas crianças que receberam com frequência abraços de suas mães.

menino-cerebro

Ao nascer, o hipocampo, responsável por parte da nossa memória, está apenas 40% desenvolvido. Ele se desenvolve plenamente quando o bebê tem 18 meses de idade. Esta é a razão pela qual os bebês reconhecem a voz da sua mãe e outros sons que poderiam ter escutado de dentro do útero. Aos poucos você vai ver como o bebê começa a recordar coisas habituais, como rostos ou objetos.

O cérebro do seu filho pequeno consome muita energia. Dado que os novos neurônios estão se desenvolvendo a um ritmo muito rápido e o tamanho do cérebro se duplica todos os anos durante os três primeiros anos, é bom que a criança não seja privada de estímulos, muitos dos quais podem surgir através de jogos. Além disso, as horas de sono são fundamentais, assim como nos adultos, para a consolidação do que foi aprendido durante o dia.

O desenvolvimento do cérebro das crianças é potencializado quando os pais jogam, cantam, leem, falam ou contam uma história para a criança, as alimentam adequadamente e lhes proporcionam atenção, amor e afeto.
Compartilhar

Nos primeiros anos, os bebês precisam de muito amor e cuidado. As carícias e os mimos, assim como falar com eles, pode estimular o crescimento do cérebro e lançar as bases do seu estilo de apego. Além disso, devemos ter em mente que os bebês choram para comunicar suas necessidades e, portanto, quando os pais respondem ao choro dos bebês, estes criam um sentido de segurança e confiança.

Cabe destacar que os bebês adoram a música e canções de ninar. Isso favorece o desenvolvimento das competências linguísticas, da orientação espacial, das habilidades motoras e do senso de ritmo.

Alimente o cérebro do seu filho

As sugestões acima ajudam a fazer com que a criança desenvolva uma ampla gama de habilidades que serão a base do seu crescimento e desenvolvimento. Estas habilidades se referem aos seguintes aspectos:

  • Capacidade de aprender e de visualizar objetos e atividades.
  • Desenvolvimento de habilidades sociais positivas.
  • Desenvolvimento da sanidade e da autoconfiança.
  • Construção e desenvolvimento da empatia.
  • Desenvolvimento de vínculos sociais mais fortes e menos dependentes.

pai-e-filha

É importante que os pais e tutores participem em diferentes atividades para melhorar o desenvolvimento do cérebro da criança. É de vital importância para potencializar o desenvolvimento do seu cérebro que você a instigue a explorar e aprender, a descobrir coisas novas e a buscar respostas e solucionar problemas sozinha.

Devemos dar às crianças a oportunidade de serem criativas e independentes para explorar o ambiente sozinhas, mas sem esquecer que temos que supervisionar o que elas fazem e garantir que as condições sejam seguras. Se as crianças buscam respostas e soluções ao invés de obtê-las sempre dos adultos, elas irão se beneficiar ao máximo desse estímulo e o seu desenvolvimento cerebral será ótimo.

Recomendados para você