A diferença entre envelhecer e ficar velho

novembro 26, 2019
Por que algumas pessoas parecem sentir o peso da idade e outras envelhecem sem se sentir velhas? Neste artigo, analisamos as diferenças entre envelhecer e ficar velho.

Por que algumas pessoas parecem envelhecer melhor do que outras? Para responder a essa pergunta, às vezes atribuímos as diferenças à saúde, por exemplo, ou à estabilidade financeira. No entanto, há um detalhe que costumamos esquecer: envelhecer e ficar velho são coisas diferentes.

A resposta real não parece ser a saúde ou o status econômico. Não há dúvida de que estes pontos ajudam. No entanto, muitas pessoas com essas duas facetas de sua vida em boas condições parecem levar uma existência bastante miserável em comparação com outras que enfrentam desafios significativos em ambos os aspectos.

As pessoas que envelhecem com um espírito jovem não se sentem velhas. Pelo contrário, muitas delas se queixam de ter que realizar atividades, costumes e hábitos “próprios de idosos”. Esta é uma realidade que muda completamente a maneira como entendemos o envelhecimento.

Nem todos os idosos se sentem velhos

Nem todos os idosos se sentem velhos

Meu pai foi uma pessoa que nunca se sentiu velha. Até o dia em que morreu, tinha planos, estudos e atividades de longo prazo pendentes que completavam cada um de seus dias.

Nunca o vi desanimar diante das limitações ou perdas impostas pela idade, como a deterioração física da qual todos reclamamos ao longo dos anos. Ele não gostava da companhia de muitas pessoas de sua idade, porque dizia que elas haviam se tornado velhas. Isso costumava me fazer rir.

Nem mesmo sua doença o fez mudar de atitude. Uma doença cardíaca que o torturou durante seus últimos anos e impôs muitos medos. Ele sempre teve um excelente senso de humor e nunca deixou que sua condição controlasse a sua vida.

Pensando nisso, nessa maneira de não se render às limitações, percebi que ele viveu toda sua vida assim. Ele nunca se sentiu realmente confortável com pessoas da sua idade. Meu pai sempre se cercou de jovens.

Ele se tornou mentor de muitos jovens atraídos pela aviação, compartilhando experiências e ensinando muitos deles.

Minhas lembranças da casa da minha infância são muito parecidas com uma escola. Sempre foi cheia de jovens, com muita vitalidade, mentes magnéticas ávidas por aprender, com grandes projetos futuros, e meu pai sempre rodeado por eles, cheio de paixão e desejo de ensinar aos outros o que ele tanto gostava de fazer.

Com a idade, isso não mudou. Talvez essa seja a melhor maneira de envelhecer. Sem dúvida, ele foi o melhor exemplo para mim.

Por que as pessoas envelhecem mal?

Esta é uma pergunta muito difícil de responder. A verdade é que as pessoas não mudam tanto quando envelhecem. Talvez, o que acontece é que nos aproximamos do nosso verdadeiro eu. Nesta etapa da vida, não dispomos de tanta energia para esconder quem realmente somos.

Em muitos casos, as pessoas que envelhecem vítimas de seu próprio mau humor e falta de empatia, cheias de ressentimento e frustrações, não passam de um reflexo de como viveram suas vidas. Provavelmente, elas eram assim antes de envelhecerem.

O fato é que é cada vez mais difícil esconder a sua verdadeira natureza, que começa a se refletir em todos os aspectos das nossas vidas.

Envelhecer sentindo-se jovem

Existem alguns padrões e qualidades que parecem ser compartilhados pelos idosos que envelhecem se sentindo jovens. Nestas características, é possível encontrar a verdadeira diferença entre envelhecer e ficar velho.

Podemos evitar envelhecer antes do tempo? Podemos envelhecer sem nos sentirmos velhos? Qual é o segredo dos idosos que desfrutam de vidas significativas, completas e gratificantes? Temos algumas pistas que nossos idosos mais cheios de vida nos deixaram como legado.

Casal de idosos se divertindo

A chave para permanecer jovem

Preservar a paixão, o olhar para o horizonte, parece ser um ponto chave. Fazer atividades que nos motivem, que nos deixem animados. Seja criativo, ajude em causas comuns, e mantenha compromissos diários.

Construir e manter relações saudáveis com as pessoas ao nosso redor. A família é importante, sim, mas amizades duradouras são uma garantia de bem-estar emocional futuro. O altruísmo também é uma qualidade compartilhada por idosos que envelhecem bem.

Ajudar os outros dá uma sensação de significado, de que sua vida tem valor porque você é útil para alguém. Ser capaz de ajudar os outros tem um impacto muito positivo na autoestima.

Pessoas que são jovens de coração também compartilham um gosto pela diversão e pelo senso de humor. Rir é uma fonte de vitalidade, e ninguém é tão velho a ponto de não poder se divertir. Cultivar um bom senso de humor é um exercício fantástico para o nosso cérebro.

As crenças, os valores pessoais e as práticas espirituais também são muito importantes. Conceitos absolutamente pessoais que são o reflexo dos nossos valores, que se encaixam melhor para cada um, parecem ser outra fonte inesgotável de vitalidade.

Envelhecer ou ficar velho: um desafio

Essas qualidades que parecem fazer uma grande diferença entre envelhecer ou ficar velho não são algo que você desenvolve em uma certa idade para envelhecer melhor. Não percebemos isso, mas todos nós envelhecemos todos os dias.

A forma como vivemos nossas vidas agora e como nos sentimos hoje em nossa própria pele é o que decidirá, de alguma maneira, se vamos desfrutar de nossa velhice ou se vamos sofrer. E você? Vai envelhecer ou ficar velho?

Grover, Sean (2015) Aging vs. Growing Old? What’s the Difference? Sean Grover blog. Recuperado de http://www.seangrover.com/how-to-age-without-growing-old/

Singh, A., & Misra, N. (2009). Loneliness, depression and sociability in old age. Industrial psychiatry journal, 18(1), 51–55. doi:10.4103/0972-6748.57861

Musich, S., Wang, S. S., Kraemer, S., Hawkins, K., & Wicker, E. (2018). Purpose in Life and Positive Health Outcomes Among Older Adults. Population health management, 21(2), 139–147. doi:10.1089/pop.2017.0063