Diferenças entre gênios e superdotados

Quais diferenças podemos encontrar entre gênios e superdotados? Eles são iguais? Como veremos, nem tudo é inteligência... Descubra a seguir!
Diferenças entre gênios e superdotados

Última atualização: 23 Dezembro, 2020

Não é fácil detectar crianças superdotadas ou com altas habilidades nas escolas. No geral, são crianças subdiagnosticadas. Estamos falando de crianças superdotadas, mas… e os gênios? Existem diferenças entre gênios e superdotados?

De forma genérica, podemos dizer que os superdotados são crianças muito inteligentes, com um QI (quociente de inteligência) superior a 130 (a média de inteligência é 100 na população normal), enquanto os gênios são pessoas que se destacam em uma determinada área graças a um talento muito específico.

No entanto, os gênios não precisam desenvolver uma inteligência precoce, como os superdotados, pois são “classificados" de acordo com suas obras, que são especialmente significativas ou importantes para a sociedade. Quais outras diferenças podemos encontrar entre gênios e superdotados? Vamos descobrir a seguir!

“Não é o quão inteligente você é que importa; o que conta mesmo é como é a sua inteligência”.
-Howard Gardner-

Menino gênio

O que define os gênios e superdotados?

Antes de nos aprofundarmos nas diferenças entre gênios e superdotados, vamos analisar um pouco mais as suas definições. A RAE (Real Academia Espanhola da Língua) define gênio como “capacidade mental extraordinária para criar ou inventar coisas novas e admiráveis". Entretanto, descreve o superdotado como “alguém que possui qualidades que excedem o normal, principalmente no que se refere às condições intelectuais."

Mas estas definições não esclarecem muitas dúvidas, pois a princípio parecem conceitos muito similares (mas não são!). Além da RAE, em uma definição mais própria da psicologia, vemos que a superdotação faz referência àquelas pessoas que conseguem alcançar um alto potencial em determinadas áreas.

Para uma pessoa ser considerada superdotada, seu QI (quociente de inteligência) deve ser superior a 130. Por outro lado, a definição de superdotado parte de atributos sociais e, segundo o psicoterapeuta especialista em superdotação Leandro Quiroz, seria alguém que se destaca em múltiplas facetas. São pessoas que se caracterizam por uma forma diferente de funcionar a nível neural, mental, cognitivo e executivo. Também costumam ter traços de personalidade marcantes.

Entretanto, um gênio seria aquela pessoa que se destaca enormemente em uma determinada área, alguém que cria uma obra genial (obra importante e significativa para a sociedade). Ou seja, alguém com um talento especial. Uma pessoa criativa, que quebra barreiras e inova. Como vemos, para que fique claro, um superdotado é assim em todas as áreas da vida, já um gênio é assim em uma área mais específica.

Diferenças entre gênios e superdotados

Indo direto ao ponto, vamos conhecer as diferenças de maior destaque entre gênios e superdotados. Como veremos a seguir, estas diferenças se referem ao tipo de inteligência, às áreas envolvidas e à motivação para aprender, entre outras.

Claro que se estivermos trabalhando nas áreas escolares, psicopedagógicas ou psicológicas, e encontrarmos uma criança com uma habilidade prodigiosa ou com uma inteligência superior à média, será necessário realizar uma boa avaliação antes de tirar conclusões e estabelecer um plano de intervenção que ajude em seu desenvolvimento, qualidade de vida e autoestima.

Áreas de destaque

Um superdotado seria uma pessoa altamente inteligente em diferentes áreas: matemática, física, idiomas… ou seja, sua inteligência engloba muitos aspectos.

Entretanto, um gênio é alguém que se destaca muito em uma área específica, e se qualifica como tal por seus trabalhos ou obras.

Inteligência vs. Talento

Uma criança superdotada geralmente possui uma capacidade inata para desenvolver tarefas e resolver problemas difíceis. Ou seja, sua inteligência costuma ser muito precoce (e elevada) e pode ser detectada desde pequeno (embora nem sempre seja precocemente detectada).

Um gênio não precisa ser muito inteligente. O que define um gênio é seu talento, sua obra, seu trabalho em uma determinada área (um gênio da arte ou um grande matemático, por exemplo).

“A melhor forma de obter mais talentos é melhorar os talentos que temos".
-Edward Bickersteth-

Precocidade da inteligência

Em conformidade com o que falamos antes, outra das diferenças entre gênios e superdotados é exatamente a precocidade. Assim, enquanto os superdotados possuem uma inteligência elevada e muito precoce (são crianças capazes de desenvolver problemas mais difíceis do que os esperados para a sua idade), os gênios não costumam passar por isso.

Os gênios não necessariamente demonstram uma inteligência precoce e são definidos assim a partir da prática do seu talento. Ou seja, graças às suas obras.

A motivação para aprender ou criar

A motivação para desenvolver um talento específico ou para ser bom em uma determinada área configura outra das diferenças entre gênios e superdotados.

Geralmente, as crianças superdotadas precisam de motivação na escola, por isso é tão importante a detecção das suas altas habilidades, para que estas crianças não fiquem entediadas. Os gênios costumam ter uma motivação mais intrínseca e inata para desenvolver seu talento, pois fazem o que gostam.

Isso pode ser provado, já que os gênios são considerados gênios a partir das suas obras, que geralmente desenvolvem porque têm vontade. Em outras palavras, eles se apaixonam por aquilo em que são muito bons.

“A paixão pelo que você faz te fará entender que seus limites são mentais".
– Anônimo –

Menina tocando piano: no grupo dos gênios e superdotados?

Detecção

Embora as crianças superdotadas nem sempre sejam descobertas na escola (ou nem sempre de forma precoce), a verdade é que elas costumam ser mais descobertas do que os gênios. Isso poderia ser explicado pelo fato de que os superdotados tendem a aprender muito mais rápido (ou, pelo contrário, têm um desempenho escolar ruim porque ficam entediados). Em qualquer caso, percebe-se que possuem uma inteligência acima da média.

Por outro lado, os gênios não precisam ser mais inteligentes ou mais “detectáveis”, pois pode ser que na escola sejam crianças normativas (academicamente falando), mas que uma vez que saem dali, desenvolvam um talento especial em um campo mais específico (como na música, por exemplo).

Se cada criança é um mundo, imagine o que há entre as crianças gênias e superdotadas? As diferenças sempre existem, e muitas vezes elas são enormes. Por isso, nunca devemos generalizar, e sim analisar cada caso isoladamente.

O importante é poder acompanhar cada criança (seja como pais e mães, como profissionais, etc.) e nos adaptarmos às suas necessidades para podermos potencializar seus pontos fortes. É sempre importante contribuir para a melhora do bem-estar da criança, potencializando seu sentimento de realização nas áreas de seu interesse.

Pode interessar a você...
Como é o cérebro das crianças superdotadas?
A mente é maravilhosaLeia em A mente é maravilhosa
Como é o cérebro das crianças superdotadas?

O cérebro das crianças superdotadas ou com alta capacidade de desempenho tem suas vantagens, mas também traz algumas limitações.



  • Acereda, A., & Extremiana, A. A. (2000). Niños superdotados. Anaya-Spain.
  • Alonso, J. A., y Benito, Y. (2004). Alumnos superdotados: sus necesidades educativas y sociales. Buenos Aires: Bonum.
  • Blanco, C. (2001): Guía para la identificación y seguimiento de alumnos superdotados. Valencia, Praxis