Dormir mal causa uma forte sensação de solidão

18 Setembro, 2020
Pesquisas interessantes indicam que há uma ligação entre dormir mal e os sentimentos de solidão. O que caracteriza essa associação e em que aspectos ela nos afeta? Descubra a seguir!

A solidão e os problemas de sono são dificuldades crescentes no mundo. A primeira aumentou notavelmente, a ponto de países como o Reino Unido já possuírem um “Ministério da Solidão”. Por outro lado, dormir mal também se tornou uma ocorrência muito comum em todo o planeta.

A novidade é que um estudo encontrou uma ligação entre os dois fenômenos. Aparentemente, dormir mal causa uma forte sensação de solidão. Embora o estudo não mencione isso, sabe-se que quando uma pessoa não convive bem com a sua solidão, tende a ter problemas para dormir.

Dormir mal desencadeia uma tempestade de sensações. É claro que a privação de sono afeta o humor: diminui a nossa motivação, nos deixa mais irritados e nos torna menos aptos a direcionar e manter a nossa atenção. O estudo sobre o qual falaremos a seguir mostra que dormir mal também aumenta a sensação de solidão.

“O sono é a melhor meditação.”
-Dalai Lama-

Dormir mal causa uma forte sensação de solidão

O estudo da Universidade de Berkeley

O estudo sobre a relação entre dormir mal e a solidão foi conduzido pelos neurologistas Eti Ben-Simon e Matthew Walker, da Universidade da Califórnia (Berkeley). Os resultados foram publicados na revista Nature Communications em 2018.

Um estudo anterior com 140 voluntários já havia demonstrado que após uma noite de privação de sono, as pessoas relatavam uma sensação de isolamento e não tinham com quem conversar. Ben-Simon e Walker queriam confirmar e esclarecer essas descobertas.

Para isso, pediram a 18 jovens que dormissem uma noite toda, sem interrupção. No dia seguinte, eles tiveram que ficar acordados a noite toda em um laboratório. Para conseguir isso, lhes atribuíram diversas atividades, de modo que não pudessem adormecer nem por um minuto.

Em seguida, um vídeo foi reproduzido. Nele, era possível ver uma pessoa caminhando em sua direção, a uma distância de 3 metros. Eles foram solicitados a apertar um botão quando sentissem que a pessoa estava muito perto. Os resultados mostraram que, em média, os voluntários se mantiveram 15% mais distantes em comparação com o grupo que havia dormido na noite anterior.

Os efeitos de dormir mal

Os pesquisadores também descobriram que uma área associada a uma sensação de ameaça foi ativada nos cérebros dos voluntários conforme a pessoa no vídeo se aproximava da câmera. Em outras palavras, eles sentiram a proximidade de outras pessoas como um risco.

Da mesma forma, uma diminuição na atividade foi observada nas áreas do cérebro associadas à socialização. Isso significa que eles estavam menos motivados para interagir com outras pessoas.

Por sua vez, os voluntários disseram que se sentiam mais sozinhos. Nas palavras de um dos pesquisadores: Quanto menos dormimos, menos queremos interagir com os outros; pelo contrário, evitamos o convívio social, o que potencializa as consequências interpessoais causadas pela falta de sono”.

Outra experiência reveladora

Eti Ben-Simon e Matthew Walker levaram o experimento para uma segunda fase. Nesta, participaram 1000 voluntários. Vídeos foram apresentados a todos eles mostrando os 18 voluntários do experimento anterior. Cada gravação durou pouco mais de um minuto, e nelas cada um dos 18 voluntários falou sobre temas casuais, norteados por um questionário de 10 itens.

Metade dos vídeos foram gravados após uma noite de sono, e a outra metade após uma noite sem dormir. Os espectadores não receberam essa informação. Os vídeos foram simplesmente mostrados a eles, estabelecendo uma ordem aleatória – independentemente de terem sido gravados após uma noite de sono ou gravados após uma noite sem dormir.

Em seguida, eles deveriam avaliar qual dos participantes parecia o mais solitário; a maioria dos espectadores identificou aqueles que não dormiram. Da mesma forma, expressaram que não viam neles motivação ou orientação para interagir.

Homem com insônia

Os resultados do estudo sobre dormir mal

Na última parte do experimento, os 1000 voluntários foram instruídos a relatar seus próprios sentimentos depois de assistir aos vídeos dos 18 participantes iniciais. O resultado foi que ver quem não tinha dormido também aumentou a sensação de solidão nos espectadores.

Os pesquisadores notaram que, até certo ponto, o sentimento de solidão era “contagioso”. Vários expressaram que, inexplicavelmente, se sentiram mais solitários depois de assistir ao vídeo de uma pessoa privada de sono.

O resultado final é que dormir mal predispõe negativamente à socialização com os outros e, além disso, causa sentimentos de rejeição em relação aos demais. A boa notícia é que uma única noite de sono é suficiente para que os efeitos mencionados desapareçam.

López, M. F. (2018). Cómo dormir mejor: Guía práctica para mal dormidos. EDICIONES B.