O egocentrismo na adolescência

A adolescência é aquela fase difícil em que os jovens procuram experiências que serão as bases dos valores que eles vão tomar para si. Exatamente por causa dessa demanda, em muitas ocasiões é possível que surja ou se mantenha um egocentrismo que pode ser difícil de compreender para os pais.
O egocentrismo na adolescência

Última atualização: 28 Abril, 2021

O egocentrismo na adolescência pode ser uma característica muito marcante. Os jovens, que acabam de sair da infância, precisam se diferenciar dos demais em seus comportamentos e atitudes. Na maioria dos casos, isso os leva a ignorar os pensamentos e os sentimentos dos outros.

Na infância, o egoísmo pode estar relacionado à falta de desenvolvimento da teoria da mente. O egocentrismo na adolescência, por outro lado, nada tem a ver com a incapacidade de entender os processos mentais dos outros. Pelo contrário, é uma forma de afirmar a sua própria independência, algo fundamental para as pessoas nessa fase.

Neste artigo, vamos falar sobre por que exatamente esse fenômeno ocorre. Além disso, caso você seja pai ou mãe de um adolescente, também encontrará estratégias para lidar com o seu filho.

Por que o egocentrismo está presente na adolescência?

Os anos da puberdade se caracterizam pelo aparecimento de muitas mudanças de vários tipos. O adolescente experimenta distúrbios emocionais, um novo interesse por sexo e uma grande transformação na maneira como pensa e vê o mundo.

Nessa fase, o jovem tem que descobrir seu lugar no mundo e desenvolver sua própria personalidade a partir do que encontra ao seu redor. Por isso, durante esses anos o interesse por novas experiências se prolonga desde a infância ou até se intensifica. Isso, é claro, pode contribuir para o egocentrismo.

Por outro lado, muitos jovens com menos de vinte anos sentem que não são compreendidos. Quando eles começam a questionar o modo de vida dos pais e de outros adultos, podem pensar que os outros não têm capacidade de se colocar em seu lugar (algo que, se formos rigorosos, não deixa de ser verdade). Isso pode levá-los a se fecharem em grupos, mostrando-se inatingíveis ao que está acontecendo ao seu redor.

Mulher triste com a cabeça baixa

Busca por atenção

Outra das motivações principais dos jovens nessa fase é a busca por atenção e aprovação.  Como se sentem inseguros quanto ao seu lugar no mundo, muitas vezes eles tentam compensar essa sensação ao colocar em prática comportamentos extremamente tóxicos.  Esse é o caso, por exemplo, da arrogância.

O egocentrismo na adolescência, portanto, também responderia a uma tentativa de se proteger das opiniões externas que os incomodam. Também os ajudaria a tentar fingir que confiam em si mesmos mais do que realmente confiam.  Isso, que não precisa necessariamente ser ruim a princípio, pode se tornar um comportamento problemático.

Então, o egocentrismo na adolescência é ruim?

Em geral, o fato de um adolescente ser preguiçoso quando precisa se colocar no lugar dos outros não é necessariamente ruim. É uma característica comum a praticamente todas as pessoas dessa idade, uma característica desse momento da vida que não precisa ser projetado no futuro.  No entanto, no momento em que impede o jovem de trabalhar com eficácia em algumas áreas, esse traço pode ser considerado um tanto problemático.

Isso pode acontecer, principalmente, quando os pais não sabem como conter a falta de empatia do jovem. Inclusive, em alguns casos pode até acontecer de a família incentivar o adolescente a ignorar as necessidades dos outros. Essas situações podem levá-lo a começar a apresentar comportamentos não adaptativos.

Como combater o egocentrismo extremo?

O desafio para os pais, portanto, é dar ao jovem liberdade para explorar, mas sem transgredir determinados limites. Isso, que pode parecer complicado, fica mais fácil quando há um bom treinamento prévio em matéria de assertividade. Uma característica que serve para comunicar as próprias necessidades e desejos a outra pessoa quando essa comunicação é incômoda. Portanto, é especialmente útil para lidar com um adolescente que esteja reproduzindo comportamentos egocêntricos.

O egocentrismo na adolescência

O que significa usar a assertividade nesse caso particular? O adolescente precisa de espaço para experimentar suas ideias e para esclarecer por si mesmo boa parte das suas dúvidas; precisa percorrer esse caminho, em pontos dolorosos, até a fase adulta.

Assim, os pais têm que conciliar esse espaço com a necessidade de protegê-los, de continuarem ali, presentes.  Os pais que desejam lidar com o egocentrismo na adolescência também devem ser capazes de estabelecer limites e mantê-los quando o adolescente tentar ultrapassá-los. Para mantê-los, os pais precisarão saber o motivo desses limites: aquela história de “porque sim” não servirá de nada.

Neste artigo, você aprendeu a reconhecer o que é o egocentrismo na adolescência. Além disso, agora você sabe que ele não precisa necessariamente ser um problema, pois é uma característica normal presente nessa fase da vida. Porém, se em alguma ocasião seus filhos apresentarem comportamentos problemáticos, você também pode consultar um profissional para buscar orientações.

Pode interessar a você...
O que os pais precisam saber sobre o cérebro adolescente
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
O que os pais precisam saber sobre o cérebro adolescente

Saber como funciona o cérebro adolescente ajuda a que ambos, pais e filhos, possam superar esta fase de uma forma menos traumática.