As expectativas nos relacionamentos amorosos são úteis?

Podemos pensar que as expectativas nos relacionamentos são algo negativo, mas e se elas tiverem uma certa utilidade?
As expectativas nos relacionamentos amorosos são úteis?

Última atualização: 22 Fevereiro, 2021

A questão das expectativas nos relacionamentos amorosos tem sido tratada como algo negativo que, a longo prazo, acaba estragando tudo.

No entanto, não as ter pode nos fazer perder o interesse, porque não pensamos a longo prazo com aquela pessoa ou não sabemos muito bem o que queremos da relação.

As expectativas nos relacionamentos amorosos podem ser do tipo:

  • Como será minha vida com essa pessoa?
  • Ela me amará para sempre?
  • Quais objetivos teremos juntos?
  • Teremos filhos?
  • Ela será fiel a mim?

Se pensarmos nos nossos estudos ou no trabalho que realizamos, inclusive no lugar onde moramos, perceberemos que as expectativas influenciam o que fazemos, pensamos ou sentimos. Elas não são mais do que a fé em que uma possibilidade acabe se tornando realidade.

Para que isso dê frutos, precisamos agir. Se temos a expectativa de trabalhar como professores, devemos nos formar nesse sentido e dar pequenos passos de cada vez. Caso contrário, nada acontecerá.

No entanto, o que acontece quando consideramos o mundo dos relacionamentos? As expectativas que podemos ter são úteis? Elas são um empurrão ou um freio?

Casal enfrentando problemas

As expectativas “ruins” nos relacionamentos amorosos

As expectativas nos relacionamentos amorosos são necessárias. No entanto, é importante diferenciar entre as expectativas que são reais e as que são apenas o resultado de um sonho romântico.

O mesmo pode acontecer em outras áreas. Por exemplo, resgatando o assunto sobre ser professor, no caso de não se formar e ficar parado, a nossa expectativa será apenas um desejo irrealizável e, possivelmente, frustrado.

O problema nos relacionamentos amorosos é que, às vezes, enganamos a nós mesmos. Isso acontece principalmente na fase da paixão, nos primeiros momentos do relacionamento, quando vemos apenas os aspectos bonitos da outra pessoa e pensamos num futuro idílico, sem fazer uma análise realista do perfil da outra pessoa e das suas circunstâncias.

Além disso, em nossa mente, temos um ideal do que esperamos de um relacionamento. Como resultado, às vezes esperamos que esse ideal se cumpra. Não importa se a outra pessoa tem ou não os requisitos para estar ao nosso lado. Sempre existe a fantasia de que podemos mudar isso.

“Esperamos tanto que os outros sejam do jeito que desejamos que somos incapazes de aceitá-los como realmente são. Portanto, não são as pessoas que nos decepcionam, são as nossas expectativas em relação a elas que são a verdadeira causa de todas as nossas decepções”.
– Alejandro Santafé –

Esse tipo de expectativa nos relacionamentos não se baseia em nada real, só nas ideias que temos e que podem estar repletas de frases que afirmam: “o amor pode tudo”, “se ele me ama de verdade, fará o esforço de mudar”, “com o tempo eu o mudarei”.

A utilidade das expectativas nos relacionamentos amorosos

Se escolhermos suprimir todas as expectativas, é muito provável que não tenhamos nenhum relacionamento. Sem expectativas, a linha do horizonte se desfaz, não há relacionamento a ser construído.

Portanto, as expectativas nos relacionamentos são úteis, desde que não joguem contra o próprio parceiro, ao mesmo tempo em que fazem parte da comunicação.

Podemos ter a expectativa de ter um filho (embora isso aconteça ou não). Idealmente, o nosso parceiro também deve querer, mas ele pode mudar de ideia. Esse momento pode não chegar, dando lugar a ressentimentos e decepções.

Por outro lado, as expectativas nos relacionamentos amorosos nos motivam a construir uma vida juntos. Portanto, o ideal é que a pessoa com quem estamos tenha expectativas semelhantes (o que ele espera de você, da sua convivência e desse relacionamento?).

Caso contrário, o relacionamento provavelmente não se concretizará. Neste ponto, também é importante diferenciar entre aquelas expectativas que têm raízes profundas em nosso estado de espírito.

“Quando um casal se forma, os seus membros criam expectativas sobre como conduzirão a sua vida futura, por isso devem estabelecer novas regras de convivência cotidiana, onde a comunicação, seu conteúdo, a negociação ou as atividades que cada um desempenha influenciarão a harmonia familiar. Caso não sejam consideradas, podem causar uma separação”.
– A vida de casal: uma questão a negociar –

As expectativas nos relacionamentos de casal

Considerações finais

Uma boa gestão das expectativas constituirá um pilar importante do nosso estado emocional e do próprio relacionamento. Por exemplo, o que queremos da relação, como queremos viver, onde… Além disso, não é bom tentar fazer imposições à outra pessoa se ela não as compartilhar conosco.

No entanto, podemos fazer um trabalho de autoconhecimento para diferenciar aquelas expectativas que queremos realizar em nosso relacionamento – que são praticamente condições de continuidade – daquelas que são dispensáveis. Só assim poderemos construir relacionamentos saudáveis.

“Nenhum vento é favorável para quem não sabe para que porto se dirige”.
– Sêneca –

Pode interessar a você...
Por que não tenho o parceiro que eu quero ter?
A mente é maravilhosaLeia em A mente é maravilhosa
Por que não tenho o parceiro que eu quero ter?

O "estar com o parceiro que eu quero ter" é um desejo compartilhado pela maioria das pessoas. Por que isso nem sempre acontece?



  • Garrido Garduño, A., Reyes Luna, A. G., Torres Velázquez, L. E., & Ortega Silva, P. (2008). Importancia de las expectativas de pareja en la dinámica familiar. Enseñanza e Investigación en Psicología13(2).
  • Garrido Garduño, A., Reyes Luna, A. G., Ortega Silva, P., & Torres Velásquez, L. E. (2007). La vida en pareja: un asunto a negociar. Enseñanza e investigación en Psicología12(2).
  • Sánchez Aragón, R. (2009). Expectativas, percepción de estabilidad y estrategias de mantenimiento en las relaciones amorosas. Enseñanza e investigación en psicología14(2).